NFL

Drew Brees compreende que Saints precisam estar prontos para futuro sem ele

Drew Brees, quarterback do New Orleans Saints

(Crédito: Instagram/reprodução)

O contrato de Drew Brees está chegando ao seu último ano, mas o quarterback do New Orleans Saints continua insistindo que não está preocupado com uma extensão. Desta vez, entretanto, ele dedicou seu tempo para falar um pouco sobre o futuro da franquia.

O signal caller de 38 anos admitiu que a organização da Louisiana precisa estar “preparada” para caminhar sem ele em algum momento, mas Brees preferiu não entrar demais em detalhes sobre as chances de os Saints selecionaram um jovem quarterback com uma escolha alta no draft deste ano.

“Estou tentando colocar a conversa (de contrato) na cama apenas dizendo (…) podemos nos preocupar com isso no final do ano. Eu acho que isso é do melhor interesse do time. É do melhor interesse para mim. É do melhor interesse de todo mundo”, ressaltou o camisa 9.

Drew Brees já falou em diversas oportunidades que não vai mudar sua mentalidade mesmo se New Orleans decidir utilizar uma escolha alta para pegar um QB. Apesar disso, quando o astro foi questionado se draftaria um quarterback caso fosse um general manager de um time com um veterano como ele, ele foi enfático.

“O outro lado é que, se eu vou ser titular e esse quarterback fica no banco, bem, isso (selecionar um QB) não estará ajudando nosso time agora. Então eu quero alguém que vá ajudar nosso time agora. Essa é a única diferença”, pontuou.

“Quando eu sair daqui, quero que essa organização seja bem-sucedida, seja quando for. Então, quero que estejam preparados para isso. Eles precisam estar pensando nisso. Mas eu não quero fazer parecer que essa seja minha turnê de despedida. Não é assim que vejo isso. Estou apenas tentando enfatizar o senso de urgência aqui”, falou Brees, durante um evento comunitário em Nova Orleans destinado a construir uma casa para uma família local. “Estamos tão focados neste ano, no momento, não pensando em nada além disso e levando todos os outros anos conforme chegam. Mas também estamos construindo algo aqui. Sinto que temos uma janela de oportunidade”, prosseguiu.

Brees reiterou que acredita ser capaz de jogar até os 45 anos de idade e apontou que ele foi o primeiro a fazer essa afirmação antes mesmo de o assunto se tornar quente nos últimos tempos, com Robert Kraft, dono do New England Patriots, declarando essa semana que Tom Brady pode ter êxito nessa meta.

“Para registro, eu fui o primeiro a dizer que poderia jogar até os 45 e isso foi há três anos, antes do training camp. Estou certo?”, disse. “Eu disse isso para deixar claro que me sinto ótimo e que amo minha rotina, e toda offseason eu avalio onde estou e vejo o que preciso fazer para ficar melhor. Áreas que eu acho que posso ajustar, coisas que eu poderia querer experimentar. Há mais e mais informações que somos capazes de obter, em relação à dieta, nutrição, hábitos de treinamento, recuperação, todas essas coisas… e eu sinto que posso jogar até os 45 se eu quiser fazer isso. Agora eu quero sair na minha hora. Eu posso jogar até os 45 anos, mas não vou me sentar aqui e vender a vocês algo que não sei se é o caso. Só quero jogar em um nível alto e quero nos ajudar a ganhar um campeonato”, observou.

Drew Brees também foi questionado sobre a troca envolvendo o wide receiver Brandin Cooks, que foi para o New England Patriots. O quarterback falou que “odeia perder” caras como Cooks e disse que ama Brandin, mas a estrela do New Orleans Saints entende negociações como essa e como a troca do tight end Jimmy Graham em 2015.

“Eu estava ciente de que havia ofertas lá fora por (Cooks) e que isso era uma possibilidade. Há um valor que é dado a um jogador baseado em como o restante da liga o enxerga e se, de repente, esse valor chega a (determinado) ponto… bem, então os negócios são feitos”, afirmou. “Voltando à troca de Jimmy Graham, eu odeio perder Jimmy, mas o que nós conseguimos com isso? Bem, conseguimos Max Unger, e acho que ele será um pilar em nossa linha ofensiva e um líder para esse grupo por um bom tempo, e (conseguimos) uma escolha de primeira rodada com aquele acordo. Então, enquanto eu amaria manter todos os meus brinquedos, todos os meus caras, eu também entendo a natureza do negócio e como você faz as coisas para sair e adquirir mais talento”, finalizou.

Comments
NFL, NBA e MLB. Notícias, relatos e colunas. E uma pitada de humor de tiozão. Contato: [email protected]
Copyright © 2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18


Jogue com responsabilidade


To Top