NFL

Doug Williams ainda não descarta Alex Smith para a temporada 2019 da NFL

Doug Williams, executivo do Washington Redskins

(Crédito: Twitter/reprodução)

O Washington Redskins chega para a temporada 2019 cercado de incertezas na posição de quarterback. O titular Alex Smith sofreu uma grave fratura na perna na semana 11 e então permaneceu por mais tempo do que o esperado no hospital devido às infecções que sofreu.

Em meio à longa reabilitação que o signal caller vai enfrentar, muitos acreditam que Smith não será capaz de conduzir o ataque dos Redskins em 2019 e vários questionamentos em relação a quem será o QB titular do time no próximo campeonato também circulam no ar.

Entretanto, Doug Williams, vice-presidente sênior do departamento de jogadores dos Redskins, ainda não está pronto para descartar Smith como QB titular de seu time na próxima temporada.

“(Nós estamos) também esperando para ver o que realmente acontece com Alex Smith. Quero dizer, eu sei que muitas pessoas estão considerando que ele ficará fora, mas estamos falando de um cara que vem trabalhando durante toda a sua vida e você nunca sabe o que vai acontecer”, declarou Williams ao jornalista Steve Wyche, da ‘NFL Network’, neste final de semana, durante a cerimônia do Black College Football Hall of Fame.

Williams também foi questionado sobre qual caminho o Washington Redskins escolheria para resolver seu problema na posição de quarterback. E o executivo frisou que, mais do que qualquer coisa, é preciso ter paciência já que ainda é fevereiro.

“Você sabe, nós ainda temos tempo; ainda não entramos na free (agency)”, falou Williams, ex-MVP do Super Bowl com a camisa dos Redskins. “Eu acho que, assim que sentarmos e nos reunirmos com todos os treinadores e todo o staff, o que deve começar na próxima semana, (começaremos) a falar sobre os free agentes e olhar para a lista de quem estará lá e quem poderá estar lá”, completou.

O Washington Redskins acertou uma troca com o Kansas City Chiefs na offseason passada para adquirir Smith e ele foi titular em dez jogos, somando seis vitórias e quatro derrotas, com 62,5% dos passes completados para 2.180 jardas, dez touchdowns e cinco interceptações.

Depois da grave contusão com o camisa 11, o time da capital dos Estados Unidos deu a vaga de titular a Colt McCoy, que também sofreu uma fratura na perna jogos depois, e ainda teve Mark Sanchez e Josh Johnson comandando o ataque no restante da temporada. Ambos foram contratados após as lesões de Smith e McCoy

McCoy tem um ano remanescente em seu contrato com os Redskins, enquanto que Sanchez e Johnson serão free agents irrestritos em março.

Comments
To Top