NFL

Dono do New York Giants critica Odell Beckham: precisa jogar mais e falar menos

John Mara, proprietário do New York Giants

(Crédito: Twitter/reprodução)

John Mara, proprietário do New York Giants, está totalmente insatisfeito com o início de temporada 1-5 de seu time e também não gostou nada da entrevista que o wide receiver Odell Beckham Jr. concedeu à jornalista Josina Anderson, da ‘ESPN’ norte-americana, há duas semanas.

“Eu gostaria que ele gerasse manchetes por suas atuações em campo ao contrário do que ele diz e o que faz fora de campo. Eu acho que ele precisa jogar um pouco mais e falar um pouco menos”, afirmou o executivo nesta terça-feira (16) durante um intervalo do encontro de proprietários da NFL.

Beckham assinou uma extensão de contrato de cinco anos, com valor de US$ 90 milhões, com os Giants pouco antes do início da temporada 2018.

Durante uma longa entrevista que contou com a participação do rapper Lil Wayne, Beckham expressou sua frustração com o início de temporada ruim dos Giants e com a maneira como o ataque estava funcionando. O wideout até fez comentários sobre o quarterback Eli Manning que não pegaram muito bem.

Na ocasião da entrevista, o NY Giants ainda estava com campanha 1-3 e, desde então, o time de Nova York perdeu dois jogos para chegar a 1-5 na temporada 2018. A franquia está com uma campanha pífia assim nesta altura do campeonato pelo segundo ano seguido.

“Eu ainda estou envergonhado por estar 1-5. Eu não posso chegar aqui e dar desculpas sobre isso. Você é o que a sua campanha diz que você é, como um sábio disse uma vez, e não há nada que eu possa fazer para fazer as pessoas se sentirem melhores em relação a isso. Eu estou sofrendo tanto quanto nossos torcedores, provavelmente mais”, observou Mara.

O proprietário do Giants, contudo, expressou confiança no técnico Pat Shurmur e no general manager Dave Gettleman, ambos em seu primeiro ano no cargo na organização de Nova York.

“Eu tenho confiança de que temos os caras certos no prédio para que funcione”, pontuou Mara.

Na tarde desta terça, Shurmur foi questionado sobre as declarações de Mara em relação à campanha do time até o momento.

“Eu não gosto disso também. Estou decepcionado por estarmos com 1-5 e estamos trabalhando para corrigir isso. Eu já disse isso antes, quando perdemos jogos eu fico decepcionado junto com nossos jogadores, nossos treinadores, nossos torcedores e nossa diretoria. Isso inclui John, eu sei o sentimento”, falou o head coach.

Ao falar sobre Manning, Mara pareceu escolher suas palavras de maneira cuidadosa.

“Eu acho que quando você tem 1-5, geralmente significa que todo mundo precisa jogar melhor, então ele não está sozinho. Eu ainda… nós ainda acreditamos nele, mas todo mundo precisa fazer o seu trabalho para que tenhamos sucesso, e agora isso não está acontecendo. Eu sei que ele é o saco de pancadas agora, mas muitos caras precisam jogar melhor quando você está com 1-5”, disse o dono dos Giants.

Mara garantiu que não se arrepende de não ter selecionado um quarterback com a escolha número 2 do draft de 2018 para pegar o running back Saquon Barkley.

Barkley tem atuado de maneira brilhante pelos Giants, sendo o sexto na NFL com 438 jardas terrestres em 84 carregadas e nono na liga (primeiro entre running backs) com 40 recepções. Ele somou 373 jardas nessas 40 recepções e dois touchdowns recebidos, também marcando quatro touchdowns terrestres.

“Nós pegamos o melhor jogador do draft. Estou muito feliz com o que ele conseguiu até agora e acho que o céu é o limite para ele”, frisou.

O próximo jogo dos Giants é o Monday Night Football contra o Atlanta Falcons, time que está com 2-4 e é outra decepção até agora na Conferência Nacional (NFC).

Mara foi perguntado se ele vê algum motivo para acreditar que a temporada dos Giants pode mudar.

“Eu acho que estamos tendo de volta alguns caras saudáveis nesta semana, e esperamos que isso nos dê uma faísca a mais. Eu acho que temos mais talento no elenco para estar mais do que 1-5, mas o que isso importa? Estamos 1-5”, finalizou.

Comments
To Top