NFL

Dominique Robertson, dos Buccaneers, leva dois tiros; calouro passa bem

(Crédito: Tampa Bay Buccaneers/divulgação)

(Crédito: Tampa Bay Buccaneers/divulgação)

O offensive lineman Dominique Robertson, do Tampa Bay Buccaneers, estava se recuperando neste sábado (2) após levar dois tiros na perna em um incidente recente. O advogado do calouro descreveu o caso como uma infelicidade de o jogador estar no lugar errado na hora errada.

Robertson estava parado fora de um condomínio localizado em Loma Linda, na Califórnia, conversando com um amigo por volta das 3h da manhã (horário local) da última quinta-feira (30) quando um veículo parou no local e disparou na direção do offensive lineman, segundo informações de Zulu Ali, advogado do jogador. A confirmação de que os dois tiros atingiram o atleta de linha ofensiva na perna foi dada pela Polícia de San Bernardino.

Dominique Robertson foi encaminhado à sala de emergência do Loma Linda Hospital, onde recebeu tratamento para as lesões, e recebeu alta por volta das 18h da sexta-feira (1).

Os delegados do Xerife do Condado de San Bernardino visitaram o condomínio, mas não conseguiram localizar evidências de uma cena de crime, como informou a porta-voz da Olivia Bozek. Membros da vizinhança também disseram aos policiais que não ouviram tiros ou algum tipo de perturbação.

Bozek ainda acrescentou que não houve outras lesões no incidente.

Em contato com a ‘ESPN’ norte-americana, Ali afirmou que não dá para saber quem o atirador queria atingir.

“Nós não acreditamos que ele estava atirando em Dominique. Mas houve tiros e, infelizmente, Dominique foi atingido”, observou o representante do jogador.

Atualmente com 21 anos de idade, Robertson foi jogador da Universidade de West Georgia e assinou com os Buccaneers como agente livre não draftado.

O Tampa Bay Buccaneers confirmou neste sábado (2) que estava ciente do incidente e que a franquia estava coletando dados, mas a organização frisou que a preocupação maior é com a saúde de Dominique Robertson.

Na noite de sexta, depois que o jogador foi liberado do hospital, Zulu Ali afirmou que o Departamento do Xerife do Condado de Riverside deteve Robertson para interrogatório e o advogado se mostrou inconformado com isso.

“É aí que o mistério está, porque o tiroteio não ocorreu no Condado de Riverside. O tiroteio ocorreu no Condado de San Bernardino”, falou Ali, que é ex-policial.

De acordo com o advogado, seu cliente ficou detido e foi interrogado por quase seis horas, o que deixou Dominique Robertson e sua família bastante incomodados, visto que o jogador tinha sido baleado e estava machucado. Ali também afirmou que seu cliente pediu inúmeras vezes para falar com seu advogado aos policiais, mas teve esse direito negado.

Robertson também falou a Ali que o pessoal do escritório do Xerife do Condado de Riverside tirou um copo d’água que ele estava bebendo, mesmo depois de ele falar que não estava sentindo-se bem.

O delegado Armando Muñoz, porta-voz do Xerife do Condado de Riverside, não soube dizer por que as agências dos dois condados estavam investigando o caso e nem deu detalhes da investigação.

Ali afirmou que vai apresentar uma queixa em nome de Robertson junto ao Departamento do Xerife do Condado de Riverside, pois ele acredita que os direitos de Sexta Emenda de seu cliente foram violados.

Segundo Ali, Dominique Robertson vai continuar passando pelo seu tratamento.

“Eu acho que ele vai ficar bem. Do que eu sei e do meu entendimento, acho que ele ficará bem”, falou o advogado.

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top