NFL

Detroit Lions não mantém o coordenador ofensivo Jim Bob Cooter

Jim Bob Cooter, coordenador ofensivo do Detroit Lions

(Crédito: Twitter/reprodução)

Após cinco temporadas, Jim Bob Cooter não é mais o coordenador ofensivo do Detroit Lions. As duas partes decidiram se divorciar neste momento e o profissional está saindo da franquia de Michigan, de acordo com informações do jornalista Ian Rapoport, da ‘NFL Network’.

O time confirmou a saída de Cooter logo depois.

Cooter estava na organização desde 2014 e foi promovido ao cargo de coordenador ofensivo em 2015 pelo então head coach Jim Caldwell.

O quarterback Matthew Stafford demonstrou um pequeno renascimento com Bob Cooter comandando o ataque. De 2015 a 2018, o signal caller titular acertou 66% de seus passes, sendo que anteriormente ele nunca chegou nem a 63,5% de passes precisos.

O passer rating de Stafford girou em torno de 90 e, apesar de um declínio em termos de jardas de passe, o camisa 9 também reduziu o número de turnovers. Como resultado, o QB conquistou uma extensão de contrato em 2017, tornando-se o jogador mais bem pago da liga na época.

Mesmo assim, o sucesso de Stafford sob o comando de Cooper não foi o mesmo em 2018, depois que o novo head coach Matt Patricia deixou o profissional no cargo de coordenador ofensivo depois da demissão de Jim Caldwell.

Em termos gerais, o ataque dos Lions, que foi o 13º melhor da liga em 2017, caiu para a 24ª posição na liga em 2018. Os Lions tiveram média de 25,6 pontos por jogo em 2017, sétima melhor marca da NFL, mas regrediram para apenas 20,3 pontos por partida em 2018 (26ª posição na liga).

“Não é apenas treinamento. É o pessoal de apoio, são os jogadores, é tabela, tudo. Então, definitivamente vamos avaliar todo mundo”, declarou Patricia na última segunda, ao ser perguntado se Cooter ia seguir no cargo.

Agora, Jim Bob Cooter está livre para passar por entrevistas para trabalhos como coordenador ofensivo ou até mesmo head coach ao redor da NFL. Ele já tem solicitações de entrevistas, como apurou Rapoport.

Em relação aos Lions, Patricia agora terá a missão de contratar seu próprio coordenador ofensivo, na esperança de que ele possa maximizar o potencial de um ataque formado por Stafford, pelo running back Kerryon Johnson e pelo wide receiver Konny Golladay, entre outros nomes.

Comments
To Top