NFL

DeSean Jackson é trocado e retorna ao Philadelphia Eagles; veja mais transações

DeSean Jackson, wide receiver da NFL

(Crédito: Twitter/reprodução)

Cinco anos depois de deixar o Philadelphia Eagles e assinar com o Washington Redskins, DeSean Jackson volta ao time onde protagonizou o Miracle at the Meadowlands. Os Eagles precisavam de um wide receiver para esticar o campo e Jackson foi colocado à disposição pelo Tampa Bay Buccaneers, com quem tinha ainda um ano de contrato.

É o reencontro do wideout com o time que o selecionou na segunda rodada do draft de 2008, com a 49ª escolha geral.

Fontes haviam revelado à ‘ESPN’ norte-americana que os Bucs estavam ativamente negociando Jackson e que os Eagles eram o destino desejado pelo jogador.

Os Eagles concordaram em reestruturar o contrato de Jackson e o novo acordo deve ser de US$ 27 milhões por três anos, com US$ 13 milhões garantidos, segundo informações de Chris Mortensen, da ‘ESPN’.

Jackson ia faturar US$ 10 milhões em 2019, no ano final de seu contrato de três anos, US$ 33,5 milhões, com os Buccaneers.

Além de Jackson, os Eagles recebem uma escolha de sétima rodada do draft de 2020, enquanto que uma escolha de sexta rodada do draft vai para os Bucs como compensação, segundo Mortensen.

Atualmente com 32 anos de idade, Jackson passou suas primeiras seis temporadas na NFL vestindo a camisa dos Eagles e, lá, ele teve médias de 59 recepções, mais de 1.000 jardas e cinco touchdowns por ano.

Ele foi cortado de maneira abrupta pelo então técnico Chip Kelly em março de 2014, depois de uma temporada 2013 em que ele fez 82 recepções para 1.332 jardas e nove touchdowns, melhores números de sua carreira.

Mesmo com a saída conturbada de Philly, Jackson queria retornar para lá.

Mais cedo nesta segunda, Jackson utilizou suas redes sociais para dizer adeus a Tampa Bay. Isso antes de a troca ser concretizada.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Tampa it was a great experience, but things didn’t work out !! Looking forward to my next destination .. 👀 👀 Stay Tuned #0ne0fone

Uma publicação compartilhada por Desean Jackson (@0ne0fone) em

A troca de Jackson libera US$ 10 milhões de espaço no teto salarial dos Bucs, que tinham menos de US$ 3,5 milhões entrando nesta semana.

Confira outras movimentações na NFL nesta segunda (11):

– O Philadelphia Eagles renovou com o left tackle Jason Peters por uma temporada, mantendo o veterano por lá em 2019. O contrato tem valor máximo de US$ 10 milhões e inclui US$ 5,5 milhões em garantias, segundo o jornalista Tim McManus, da ‘ESPN’.

Há incentivos no contrato ligados ao tempo de jogo que vão determinar quanto Peters vai faturar.

Os Eagles estavam se aproximando do prazo para exercer a opção no contrato de Peters para 2019, o que teria ‘pesado’ cerca de US$ 11 milhões no salary cap, mas em vez disso o time fechou um novo acordo.

Atualmente com 37 anos de idade, Peters tem uma carreira que muitos consideram digna de Hall da Fama no futuro, tendo sido nomeado a nove Pro Bowls e sido selecionado para o primeiro time All-Pro em duas oportunidades.

– O Minnesota Vikings começou a liberar espaço no salary cap nesta segunda-feira e dispensou o safety Andrew Sendejo e o guard Mike Remmers, ambos titulares.

Os Vikings entraram no dia com apenas pouco mais de US$ 4,9 milhões disponíveis de espaço no teto salarial e, com as dispensas e outras movimentações, o time agora tem cerca de US$ 10 milhões para gastar.

– O Detroit Lions dispensou o linebacker Trevor Bates, que foi preso em janeiro por se recusar a pagar uma corrida de táxi no valor de US$ 32. Posteriormente, o defensor desferiu um soco no rosto do policial.

Os Lions também chegaram a um acordo com o tight end Jesse James, ex-Pittsburgh Steelers.

– O Chicago Bears acertou um novo contrato de dois anos com o tight end Ben Braunecker. Braunecker foi titular em três jogos dos Bears na temporada passada, incluindo a derrota nos playoffs para o Philadelphia Eagles, e entrou em campo em 16 jogos no total.

Em três temporadas na liga, ele soma sete recepções para 83 jardas e também tem 11 tackles nos special teams. Ele chegou aos Bears como agente livre não draftado em 2016, vindo da Universidade de Harvard.

– O Cincinnati Bengals chegou a um acordo com o tight end C.J. Uzomah, que fechou um contrato de três anos com valor de mais de US$ 18 milhões. A informação é de Ian Rapoport, da ‘NFL Network’.

Os Bengals também renovaram por um ano com o safety Brandon Wilson.

– O New Orleans Saints anunciou nesta segunda que chegou a um acordo com o linebackers e special teamer Craig Robertson, que assinou uma extensão de dois anos. Mike Garafolo, da ‘NFL Network’, apurou que o acordo tem valor de cerca de US$ 4 milhões.

– O Tennessee Titans renovou com o running back David Fluellen por um ano e oficialmente dispensou o safety Johnathan Cyprien, isso depois de renovar o contrato do safety Kenny Vaccaro.

– O Houston Texans anunciou que renovou com o defensive end Angelo Blackson, com o wide receiver DeAndre Carter e com o defensive end Joel Heath.

Comments
To Top