NFL

Opinião: descredencie minha opinião até pelo menos o fim da semana 3 (temos promoção)

Ryan Fitzpatrick Buccaneers

Quando eu escrevo uma coluna de opinião no Quinto Quarto já sabemos que algo está acontecendo e não é bom. Relaxa, vim aqui só para rever meus amigos, tomar uma Cynar com Fanta Uva e justificar meu salário astronômico. Também quero dar uma atenção para os que clamam por mais colunas de opinião escritas por mim.

pessoas que clamam por mais colunas de opiniao escritas por mim

Note que nem acerto o que escrevi na busca

Bom, vamos lá.

Qualquer traço de opinião que eu, você, comentaristas americanos, pitaqueiros brasileiros ou palpitadores filipinos derem sobre times da NFL neste mês de setembro tem algumas certezas, certos dados e um monte de nada. Basicamente é um pastel de dois reais na frente da Igreja: dá para comer algo, mas no fim você fica com o estômago meio vazio e o céu da boca queimado com o ar quente.

Com o (ridículo) acordo entre jogadores e donos de equipe de 2011, todo o training camp se tornou basicamente uma preparação da preparação: os atletas têm sua exposição extremamente limitada e os treinadores não podem expor tudo que pensaram para a temporada com o pouco contato que têm com eles.

A pré-temporada então é pior que o Campeonato Paulista: nenhum head coach em sã consciência vai abrir seu playbook, para o mundo da NFL ver, em jogos que não valem absolutamente nada. Ainda mais em uma liga onde todo mundo analisa horas e horas de vídeos para se preparar para partidas.

E os titulares só aparecem para jogar alguns snaps, voltar para o banco e conversar sobre filósofos gregos e a política no Oriente Médio.

E calma que ainda tem mais: como os contratos que calouros assinam têm preço fixo (e baixo) por quatro ou cinco anos, os times cada vez mais enchem seus elencos com eles.  Só que calouros e segundo anistas são calouros e segundo anistas por uma razão. Eles são verdes. Nos primeiros jogos de temporada é normal que eles tenham erros básicos de fundamento, por exemplo.

Eu já falei sobre tudo isso em milhares de colunas Redzone nos últimos anos. Mas é sempre bom repetir porque cada vez mais pessoas conhecem a NFL nos começos de temporada.

Some todos esses fatores e temos a imprevisibilidade e até certo nível técnico baixo das primeiras semanas da temporada da NFL. Setembro é basicamente a pré-temporada e podemos ver isso ano após ano: o Philadelphia Eagles em 2017, na semana 2, perdeu para o Kansas City Chiefs e quase foi derrotado no jogo seguinte pelo New York Giants de Ben McAdoo, levando 24 pontos só no último quarto de um time que foi 3-13.

Os Patriots levaram 42 pontos dos Chiefs na estreia em 2017 e na semana 4 perderam para o Carolina Panthers, ambos os jogos em casa.

E o New Orleans Saints, que era para ter sido um finalista da NFC não fosse uma cagada homérica do safety, começou 0-2 e em crise.

Então setembro na NFL é sempre essa beleza que está ai para qualquer pessoa que quiser se expor e ter opiniões fortes. Abaixo vou citar as minhas quatro maiores surpresas até agora, que fizeram meus palpites no Quinto Quarto Expresso de quinta passada parecerem idiotas.

Aliás, estamos no Spotify. Agora seu plano Premium faz todo o sentido.

Leve intervalo para falar algo importante: nossas camisetas estão acabando depois de termos levado para o Brasil inteiro a alegria e leveza de nossos tecidos e estampas. As camisetas finais são “Grandes da História da NFL” e “Serginho McDaniels” (confira este vídeo). E eu vou premiar o leitor que leu estas três linhas até agora.

Segue nossa página no Instagram (@quintoquartobr), convença três amigos infelizes a fazer o mesmo e eu mando uma camiseta do McDaniels traíra na faixa para você. Envie o comprovante (seu @ no Insta e o de seus três amigos) para nosso zap: (11) 9492-08437. O primeiro a fazer isso vence. TEMPO.

PS: a camiseta é branca. Temos G e GG só. Se você veste M, aprenda com esta foto.

Voltamos

4. Eu não pensava que Patrick Mahomes seria tudo isso. Eu sabia que suas opções ao receber cada snap seriam maravilindas: um running back potente, um wide receiver explosivo, um dos três melhores tight ends da NFL… mas 10 touchdowns em dois jogos é algo absurdo. Não tem muito o que falar além de “MVP DA NFL ATÉ AGORA, CHU&%$* ALEX SMITH”

3. O New Orleans Saints está jogando de forma péssima. É o que eu disse acima, na temporada passada o time começou 0-2 e sem a perspectiva de melhora que tem agora, então temos que ter calma. O problema é quando você vê as coisas regredindo. E a defesa está fazendo exatamente isso. O ataque também não jogou bem, com fumbles de Ted Ginn e do incrível Michael Thomas e o jogo terrestre não entrando (Mark Ingram faz falta).

Se não fosse o kicker dos Browns, o time teria começado o ano mais uma vez 0-2. E pior: jogando duas em casa contra times considerados na média ou abaixo dela.

2. O Philadelphia Eagles parece estar com a famosa ressaca de campeão. O ataque teve muitas lesões, eu sei – Jeffery fora, Sproles também, Jason Peters e Mike Wallace saíram durante o jogo, Carson Wentz ainda não voltou – mas eu preciso colocar eles nesta lista pelo seguinte:

Nós passamos a semana inteira fazendo piada com Ryan FitzMAGIC e o seu último momento lendário na NFL, achando Mike Evans e DeSean Jackson para TDs absurdos e longos contra os Saints. Ai contra os atuais campeões, na primeira jogada, o sensacional Jim Schwartz e sua defesa ótima me tomam um TD de 75 jardas de Jackson.

Sabe qual pode ser uma desculpa boa? “Nós dos Eagles não conhecemos bem DeSean Jackson e não sabíamos que ele podia fazer isso.”

NÃO, PERA.

 

VIDA LONGA AO REI DA MAGIA

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Mood.

Uma publicação compartilhada por Tampa Bay Buccaneers (@buccaneers) em

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

The reason why the Bucs are 2-0. 😂 (via @thecheckdown)

Uma publicação compartilhada por House of Highlights (@houseofhighlights) em

1. Como o Tampa Bay Buccaneers está 2-0, com o quarterback reserva (desculpa Rei), começando a temporada contra dois times que tinham que ser (serão?) dominantes na NFC? Eu não manjo nada mesmo. O que me consola é que estamos em setembro, onde essas coisas acontecem na NFL. Os Bucs vão terminar 5-11.

E se não terminarem? E se eles forem para o Super Bowl? E se Nick Foles simplesmente destruiu tudo o que faz sentido na vida e agora os Ryan Fitzpatricks da vida acham que podem tudo que sonham? Aí você manda este link e esfrega na minha cara.

Comments
To Top