NFL

Derrius Guice é selecionado pelo Washington Redskins na 59ª posição

Derrius Guice, running back de LSU

(Crédito: Twitter/reprodução)

O running back Derrius Guice, de LSU, viu sua queda livre no draft de 2018 acabar quando o Washington Redskins o selecionou no final da segunda rodada, com a 59ª escolha geral.

Após a demora para ser escolhido, depois de ser projetado inicialmente até para sair logo na primeira rodada, o jovem rejeitou a ideia de que os times da National Football League estavam preocupados com sua conduta extracampo.

O RB negou reportagens que afirmaram que ele se envolveu em uma briga durante sua visita pré-draft ao Philadelphia Eagles e garantiu que não sabe sobre uma reportagem da ‘NFL Network’ de que outra história poderia vir à tona, episódio esse que poderia ser “embaraçoso” para ele e para o Washington Redskins.

O prospecto apenas expressou sua confusão sobre ele não ter sido escolhido em uma posição tão alta quanto era esperado.

“Isso me surpreendeu porque muitas coisas surgiram do nada e não eram verdadeiras”, afirmou Guice, em uma teleconferência. “Eu simplesmente não entendi por que aconteceu comigo, de todas as pessoas, porque eu sou bom para todo mundo, tenho uma grande personalidade e simplesmente não entendi porque tudo veio tão forte em cima de mim”, lamentou-se.

Questionado especificamente sobre os boatos que circularam afirmando que ele se envolveu em uma discussão com Duce Staley, treinador de running back dos Eagles, durante sua visita à franquia, Guice negou qualquer incidente do tipo.

“Minha visita aos Eagles foi ótima. Não houve briga quando eu fui. Foi ótimo. Eles foram como uma família. Eu e Duce temos um grande relacionamento”, frisou.

Mais cedo nesta semana, uma entrevista que o running back de LSU deu à rádio ‘Sirius XM NFL’, no começo de março, voltou ao noticiário.

Durante aquela entrevista, o prospecto afirmou que, durante o NFL Scouting Combine, um time perguntou se ele era gay e outro time da liga questionou se sua mãe era uma prostituta.

Na véspera da primeira rodada do draft, realizado na última quinta (26), a NFL divulgou que sua investigação concluiu que não havia nenhuma evidência de qualquer time fazendo questionamentos apropriados deste tipo.

Guice era considerado por muitos o segundo running back mais talentoso deste draft, atrás apenas de Saquon Barkley, de Penn State, que foi selecionado pelo New York Giants com a segunda escolha geral.

E, ao finalmente sair na 59ª posição, Guice observou que os últimos dois dias foram estressantes.

“Estou apenas agradecido por todo esse processo ter terminado e estou com uma organização que acreditou em mim e confia em mim. Estou pronto para começar a trabalhar”, afirmou Guice nesta sexta.

Os Redskins não haviam selecionado um running back em uma posição tão alta no draft quanto Guice desde que pegaram Ladell Betts, na segunda rodada do draft de 2002.

Em LSU, ao longo das últimas duas temporadas vestindo a camisa dos Tigers, Derrius Guice correu para 2.638 jardas e 26 touchdowns.

Ele foi o sétimo running back selecionado neste draft, atrás de Saquon Barkley, Rashaad Penny (Seattle Seahawks), Sony Michel (New England Patriots), Nick Chubb (Cleveland Browns), Ronald Jones (Tampa Bay Buccaneers) e Kerryon Johnson (Detroit Lions).

Comments
To Top