NFL

Derek Carr garante que jogaria se Oakland Raiders fosse até o Super Bowl LI

Derek Carr, quarterback do Oakland Raiders

(Crédito: Instagram/reprodução)

O Oakland Raiders está eliminado dos playoffs. E o pior: o torcedor não teve nem a chance de ver seu quarterback titular atuando na fase decisiva do campeonato.

Derek Carr, que fraturou a fíbula da perna direita na semana 16, viu pela TV sua equipe ser eliminada e, com certeza, ficou muito chateado de não poder estar ao lado de seus companheiros. E, neste domingo (8), em encontro com jornalistas, o jogador garantiu que estaria em campo caso a franquia avançasse até o Super Bowl LI, que será disputado no dia 5 de fevereiro.

“Com certeza. Sim. Como se todo mundo estivesse me dizendo: ‘sem chance. Improvável. Não vai acontecer’. Todas essas coisas. Tudo isso não significava nada para mim e eu diria: ‘ok, obrigado’. Eu estaria lá (no Super Bowl)”, declarou o camisa 4 em coletiva nas instalações da franquia californiana.

O Super Bowl LI, contudo, será eternamente um sonho inatingível para os Raiders. Com a derrota por 27 a 14 para o Houston Texans, no último sábado (7), o time de Oakland disse adeus aos playoffs da AFC. No jogo, o inexperiente calouro Connor Cook liderou o ataque e foi o primeiro quarterback na era Super Bowl a fazer seu primeiro jogo como titular na carreira em um confronto de pós-temporada.

Derek Carr, que passou por cirurgia três dias depois de se lesionar, em jogo contra o Indianapolis Colts disputado no dia 24 de dezembro, não deu detalhes sobre o que foi colocado em sua perna. O quarterback de 25 anos de idade, aliás, sequer deu um cronograma de sua recuperação e apenas se limitou a dizer que teria atuado no Super Bowl.

“Eu nunca farei isso. Eu posso fazer a vocês boas notícias, que está indo muito mais rápido do que todo mundo pensando”, frisou.

Com Carr no comando do ataque, os Raiders conseguiram uma campanha de 12 vitórias e três derrotas, mas o time perdeu para o Denver Broncos na semana 17, ficou com 12-4 e perdeu a chance de vencer a divisão AFC West, título esse que ficou com o Kansas City Chiefs.

Em questão de pouco tempo, uma temporada muito promissora e com boas chances de durar até o Super Bowl ruiu. E Carr, que é um dos candidatos ao prêmio de MVP da NFL, foi questionado se pensou no famoso ‘e se?’ ao ver os Raiders nos playoffs.

“Sim, porque sou humano. Sim, com certeza, eu disse: ‘e se?’. ‘Por quê?’. Muitas vezes, nas últimas duas semanas. Mas eu posso prometer a vocês que tenho sido a mesma pessoa. É óbvio que me deixou magoado. Alguns dias, fiquei realmente para baixo e triste, mas isso não muda quem sou. Apenas dói, cara”, afirmou. “Dói porque eu amo nosso time. Amo nossos treinadores, nossa torcida. Amo jogar este esporte. Deus me abençoou com um braço direito – felizmente, porque não sei que outra coisa eu faria – para lançar uma bola. Eu amo disputar este esporte, então acho que essa é a parte que mais machuca, porque eu só queria estar lá. Mas nós voltaremos”, prosseguiu o signal caller.

Connor Cook, que substituiu Carr e Matt McGloin (que lesionou o ombro), completou apenas 18 passes de 45 para 161 jardas, um touchdown e três interceptações contra os Texans. Mesmo assim, ele recebeu todas as palavras de apoio de Carr.

“Ele nunca estará em uma situação mais difícil do que esteve lá. Sua primeira atuação, realmente sendo titular, foi nos playoffs contra a defesa número 1 no papel em todo o futebol americano. Nunca será mais complicado para ele e disse isso a ele. Eu disse: ‘cara, você fez grandes lançamentos. Eu vi suas decisões mesmo que muitas pessoas não tenham enxergado. Eu vi o que você estava fazendo (…) não perca a confiança de jeito algum’”, revelou Carr. “Porque eu vejo isso nele todos os dias. Eu vi quão melhor ele tem ficado desde que chegou aqui. Ele vai ser um grande jogador nesta liga. Não estou preocupado com isso. Eu disse a ele: ‘o que quer que você faça, simplesmente não perca a confiança porque você não pode estar em uma situação mais difícil do que jogar contra esses caras em sua primeira vez’”, completou.

Na temporada 2016, em 15 jogos como titular dos Raiders, Derek Carr acertou 63,8% de seus passes para 3.937 jardas, 28 touchdowns e sofreu apenas seis interceptações, tendo fechado com um passer rating de 96.7, o melhor de sua carreira.

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top