NFL

DeAndre Hopkins trocado pelo Houston Texans é mais uma prova que O’Brien não dá

DeAndre Hopkins, wide receiver do Houston Texans

Eu devo ser a pessoa mais inconformada – e que não torce para os Texans – em relação a Bill O’Brien ainda ser o treinador de uma franquia. na NFL. Olha o que escrevi em 2017. Estamos em 2020.

Quando ele ganhou ainda mais poder e basicamente se tornou o manda-chuva de tudo que acontece na franquia texana eu já estava bebendo no bar para afogar as mágoas. Nesta segunda-feira, em pleno surto de Coronavirus, ele causou mais choque que uma pessoa espirrando e tossindo entrando na estação da Sé às 8h da manhã.

Mas eu te digo. Se tiver uma manifestação anti-Bill O’Brien na Paulista agora eu vou. E abraço os torcedores dos Texans aos prantos.

 

O’Brien decidiu trocar o melhor jogador ofensivo da franquia desde Andre Johnson pelo running back David Johnson. Os Texans ainda enviam uma escolha de quarta rodada do Draft de 2020 e recebem uma de segunda rodada em 2020 e outra de quarta para o Draft de 2021.

A troca é absurda por uma série de questões. A torcida dos Texans nos Estados Unidos está arrancando os cabelos. Eu vou classificar os pontos ridículos do menos absurdo, mas ainda assim digno de nota, para o mais absurdo e que merecia uma demissão sumária.

Vamos nessa.

4) DeAndre Hopkins ainda foi produtivo em 2019. Seus números caíram em relação aos dois anos anteriores, mas ele foi um recebedor de 104 recepções, 1165 jardas e 7 TDs em 15 jogos depois de ter 1572 jardas em 115 recepções e 11 TDs no ano anterior. Ele é a arma número 1, 2 e 3 de Deshaun Watson, que é um jogador que você tem que deixar feliz.

3) Tudo indica que David Johnson é mais um running back que foi punido pelos anos de pancadas em uma posição cruel para qualquer atleta. Depois de seu espetacular ano de 2016, quando ele teve mais de 2100 jardas de scrimmage e ganhou um belo contrato, Johnson teve uma lesão séria (só um jogo em 2017) e nunca mais foi o mesmo. Mesmo no ataque de Kliff Kingsbury ele teve míseras 715 jardas combinadas entre corridas e passes recebidos em 2019. Não à toa o time foi atrás de Kenyan Drake.

2) David Johnson não é um running back inegável de 280 carregadas e 1200 jardas. Mas ele recebe como um e irá custar US$10,2 milhões em 2020 e US$7,9 milhões em 2021. Quantas vezes vamos ter que falar que running backs não são tão valorizados em termos de salário porque dá para substituir a produção de um RB bom sem gastar muito? Se você ver Damien Williams e Raheem Mostert na rua nem reconhecerá eles. Ambos estavam em campo no Super Bowl LIV.

1) DeAndre Hopkins é um dos três melhores wide receivers da NFL (junto com Julio Jones e Michael Thomas, na minha opinião). Preciso dizer que WRs assim não são fáceis de encontrar por aí? Mas enquanto ele é um dos três melhores WRs, ele recebe apenas o oitavo maior salário por temporada entre jogadores da posição. Thomas e Jones são justamente segundo e primeiro. Esta troca faria sentido se os Texans quisessem abrir espaço e se livrar de um contrato gigante. Não é o caso.

Trocar DeAndre Hopkins por David Johnson e as escolhas envolvidas só faria sentido pelo seguinte: 

1) O que já citamos, abrir feudos de espaço na folha salarial.

R: Não é o que aconteceu

2) Recuperar escolhas no Draft – perdidas em negociações antes da temporada passada.

R: O time terá apenas mais uma escolha na segunda rodada depois de entregar uma de primeira e duas de terceira rodada nas trocas por Laremy Tunsil/Kenny Stills e Duke Johnson e Gareon Conley, todas feitas em 2019.

3) O time solucionou a posição de running back, problema de anos, trazendo um touro similar a Derrick Henry, com ainda muita gasolina no tanque.

R: NADA INDICA ISSO.

4) A equipe tem três wide receivers ótimos, sendo que um deles é um jovem que precisa de espaço para crescer e virar um WR número 1.

R: Não é isso que acontece. Will Fuller é bom, mas é de cristal tcheco. Kenny Stills é mediano, DeAndre Carter é uma incógnita como protagonista de um ataque e Keke Coutee teve alguns bons jogos, mas pelo amor de Deus.

5) DeAndre Hopkins tem uma lesão horrível e ninguém sabe se ele tem mais 100 snaps a jogar.

R: Se fosse isso ele não passaria em nenhum teste físico.

Sabe porque DeAndre Hopkins foi trocado? Porque ele provavelmente deve ter reclamado da patifaria que é o Houston Texans e o senhor Bill O’Brien. E foi premiado por isso, indo para uma franquia que tem um plano. Já os Texans mais uma vez serão o show de Deshaun, carregando um treinador e um general manager incompetente.

 

Comments
To Top