NFL

Dean Blandino deixa cargo de vice-presidente de arbitragem da NFL

Dean Blandino, vice-presidente sênior de arbitragem da NFL

(Crédito: Twitter/reprodução)

Dean Blandino, vice-presidente sênior de arbitragem da National Football League, está deixando o cargo na liga para trabalhar em uma rede de televisão e passar mais tempo com sua família. A liga informou seus 32 times sobre a saída de Blandino nesta sexta-feira (14).

“Dean fez um trabalho excelente liderando nossa equipe de arbitragem. Ele foi um colega de confiança e um amigo para todos nós ao redor da liga. O conhecimento de Dean sobre as regras de jogo, seu incansável empenho em melhorar a qualidade de arbitragem da NFL e sua inquestionável dedicação ao seu emprego lhe renderam o respeito de toda a comunidade do futebol americano”, declarou Troy Vincent, vice-presidente executivo de operações da NFL, em comunicado enviado às franquias.

O profissional ocupava o cargo de vice-presidente de arbitragem desde 2013 e supervisionou várias mudanças na maneira como os jogos eram apitados, com ênfase especial na segurança dos jogadores. Dean Blandino também era a pessoa pública da NFL para assuntos de arbitragem, aparecendo semanalmente em programas de TV e utilizando as redes sociais para tratar de decisões importantes e/ou polêmicas dos árbitros durante os jogos recentes.

Não houve ainda nenhum anúncio oficial sobre um substituto para Blandino, mas ele vai seguir no cargo até o dia 31 de maio.

Atualmente com 45 anos de idade, Blandino tem filhos pequenos e as muitas atribuições relacionadas ao cargo na NFL acabaram limitando o tempo que ele passava eles e sua esposa, o que o levou a tomar a decisão de deixar o emprego.

De acordo com Adam Schefter, da ‘ESPN’ norte-americana, Blandino deve ser analista de regras de alguma rede de TV e ele já negociou com vários canais.

Dean Blandino chegou à NFL em 1994, como estagiário, e foi subindo de cargos ao longo dos anos. Ele foi responsável pelos replays instantâneos de 1999 a 2003, trabalhando em dois Super Bowls e duas finais de conferência. Posteriormente, ele ainda administrou o programa de replays instantâneos da NFL de 2003 a 2009. De 2007 a 2009, Blandino foi diretor de arbitragem, supervisionando as operações do dia-a-dia e a escala de árbitros para os jogos, tudo sob comando de Mike Pereira.

Blandino deixou a NFL em 2009 para abrir sua própria empresa, mas retornou em 2012, sucedendo Carl Johnson como chefe de arbitragem no ano seguinte.

Dean foi uma voz atuante no comitê de competição que sugere mudanças de regras. Entre as mudanças estiveram a eliminação dos chop blocks, a redução no número de retornos de kickoffs, mudando a linha de chute, e a expansão dos parâmetros de jogador sem defesa (defenseless player).

Nesta temporada 2017, a NFL vai adotar o uso por parte dos árbitros de tablets para ver replays. Sob o comando de Blandino, o escritório central da NFL, em Nova York, auxiliava os árbitros em decisões de replays desde 2014. Agora, esta central tomará as decisões finais.

Blandino também sempre se mostrou aberto com times, imprensa e o público quando erros de arbitragem ocorreram, defendendo também seus árbitros quando as decisões foram corretas.

Outra decisão importante do departamento de arbitragem sob seu comando foi a contratação de Sarah Thomas para ser a primeira árbitra em tempo integral na NFL, em 2015.

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top