NFL

O que Daniel Jones precisa fazer para ser Tim Tebow (quão incrível Tim Tebow foi?)

Daniel Jones, quarterback do New York Jets

O domingo, como não poderia deixar de ser, foi o dia do surgimento de uma deidade. Daniel Jones foi o enviado dos céus que a torcida do New York Giants pediu desde que Eli Manning começou a ser péssimo. Foram anos e anos de preces, afinal em 2013 nosso querido Elisha (esse é o nome de Eli, que é traduzido para Eliseu, profeta bíblico), começou a transformar vinho em água do Rio Tietê, com 18 TDs e 27 INTERCEPTAÇÕES. Desde 2013, ninguém teve mais INTs em um ano que o camisa 10 dos Giants.

Toda a empolgação que senti no domingo, especialmente porque acertamos que Daniel Jones venceria a partida – sim, já falei isso 15x, mas é porque ainda estou em choque – me fez lembrar de algo mais juvenil, inocente, puro.

O ano era 2011. Tim Tebow já tinha sido titular em 2010. Quer saber, vou fazer este texto aqui de outra forma.

Semelhanças entre Tim Tebow e Daniel Jones

Eu posso estar forçando a barra, mas vejo algumas. Tim Tebow ter sido escolhido na primeira rodada, mesmo que no fim dela – 25ª escolha, foi ridicularizado por muitos. Daniel Jones ter sido selecionado em sexto quase causou um infarto em muitos.

Ambos chegaram em franquias tradicionais, mas que vinham de resultados ruins ou medianos.

Seus atributos foram descredenciados. Daniel Jones foi jogado para baixo por sua falta de precisão. Tim Tebow foi enterrado no subsolo por sua completa falta de gabarito para jogar na posição de quarterback, sendo ridicularizado até por sua mecânica.

Tim Tebow

Créditos: Divulgação/Tim Tebow

Diferenças entre Tim Tebow e Daniel Jones

Tim Tebow foi vencedor do Heisman Trophy e duas vezes campeão nacional. Daniel Jones jogou em Duke, que é uma faculdade conhecida pelo basquete.

Tim Tebow tinha o fator religioso do seu lado. O fato dele falar como se fosse um enviado de Deus só adicionou ainda mais para a situação absurda que se seguiu.

O que estou falando ao comparar Tim Tebow e Daniel Jones

Todo o sentido deste texto é para falar que Daniel Jones tem o potencial para ser Tim Tebow no sentido de que é gostoso torcer pelo azarão, pela completa zebra, pelo azarão absurdo. Tebow entrava em campo ridicularizado, errava lançamentos fáceis por três quartos mas no último dava um jeito de vencer.

O seu play action e bomba para Demaryius Thomas para vencer os Steelers, na prorrogação, nos playoffs, ainda é um dos melhores momentos da minha vida. E olha que nem torço para os Broncos.

Comemorei da mesma forma cada lance de Jones contra os Bucs. Seu primeiro TD corrido, sua conexão com Evan Engram, sua corrida para o TD da virada e até o chute errado de Matt Gay. E olha que nem torço para os Giants.

Eu agora torço para Daniel Jones. Não me importa suas falhas, se ele vai ter Saquon Barkley ou não, se vai lançar quatro interceptações no próximo jogo.

Os Giants têm um plano novamente e eu estou dentro. Assim como estava com Tim Tebow e até hoje não perdoo John Elway por ter trocado o gênio por um tal de Peyton Manning.

Mas há alguns pré-requisitos que eu preciso que Daniel Jones complete para ser como nosso Tim favorito, incluindo a NBA (desculpa Tim Duncan).

  • Dar declarações messiânicas, que combinadas com vitórias memoráveis realmente te fazem pensar que ele tem um poder divino
  • Ser péssimo por longos períodos de tempo e mesmo assim vencer partidas com viradas inacreditáveis
  • Vencer uma franquia tradicional e superior. Dica: semana 6, New England Patriots em Foxborough

É isso. Se ele conseguir isso, eu deixo de lado e finalmente supero o triste fim de Tim Tebow – e também Jeremy Lin e a Linsanity – e sigo em frente.

———————————————————————————————————————————————–

Você que chegou até aqui merece uma dica de sucesso. 

O Quinto Quarto é um associado da Amazon e oferece o Amazon Prime, com frete grátis de produtos Amazon e mais filmes e séries – como o All or Nothing, que acompanha as temporadas de Carolina Panthers, Manchester City e outras equipes. Clique no link, conheça o produto, que custa apenas R$ 9,90 por mês e ajude o Quinto Quarto no processo. Ainda tem um teste grátis para você que é mais pão duro que os integrantes do Quinto Quarto.

Comments
To Top