NFL

Dan Quinn mira volta por cima dos Falcons e afasta “mentalidade de vítima”

Dan Quinn, técnico do Atlanta Falcons

(Crédito: Twitter/reprodução)

O Atlanta Falcons protagonizou uma das maiores derrocadas da história após perder uma vantagem de 25 pontos no Super Bowl LI. E o treinador Dan Quinn poderia não querer falar sobre o assunto dando a desculpa de que isso era passado, entretanto ele utilizou duas pulseiras pretas com a escrita “Embrace the Suck” (frase que vem sendo usada como lema e significa algo como engula a m**** e siga em frente) no minicamp do último final de semana.

Em entrevista ao ‘Atlanta Journal Constitution’, o head coach afirmou que as pulseiras são uma referência à derrota para o New England Patriots, mas também uma lembrança das dificuldades que estão por vir.

“Como um sanduíche de m**** com um sorriso”, disse Quinn ao ser perguntado. “Isso vai ser difícil. Sua escolha: uma mentalidade de vítima ou de guerreiro. É como ‘eu sei que vai ser um longo caminho e vai ser muito difícil, mas eu estou aqui de novo’”.

Enquanto Kyle Shanahan e o ataque receberam a culpa da derrota por não ter corrido com a bola, a defesa de Quinn permitiu que os Pats pontuassem durante cinco campanhas consecutivas. Três delas foram de dez ou mais jogadas, com mais de 70 jardas conquistadas, incluindo uma campanha de 91 jardas para empatar a partida.

“Não é sobre uma jogada. Aquelas (séries defensivas) são as que eu avaliei diversas vezes. Quando você volta e revê isso repetitivamente, você sabe: ‘eu não posso desfazer, mas eu posso aprender com isso’. Eu não vou me desculpar pelo o quão agressivo a gente joga ou o estilo e a atitude de para onde vamos, mas eu aprendi com essa experiência”.

Dan Quinn também afirmou que sua equipe não está traumatizada porque deixou tudo em campo. “Não estamos traumatizados. É possível dizer que não havia mais nada no tanque. Eles vinham para a linha lateral no quarto quarto e ninguém falava porque não sobrou nada”.

Comments
To Top