NFL

Dallas Cowboys faz oferta para defensive end DeMarcus Lawrence

DeMarcus Lawrence, defensive end do Dallas Cowboys

(Crédito: Twitter/reprodução)

O Dallas Cowboys fez sua primeira oferta ao defensive end DeMarcus Lawrence, e o vice-presidente executivo Stephen Jones está esperançoso de que um contrato de longa duração possa ser selado com o pass rusher.

“Eu estou confiante de que vamos fechar um acordo. Eu não sei o timing, mas estou muito confiante de que podemos fechar um acordo. Todo mundo já deixou claro, de Jerry (Jones) até mim mesmo passando por Jason Garrett a Will (McClay), sobre o que achamos de D-Law”, falou Stephen Jones aos repórteres, durante uma pausa entre reuniões do comitê de competição da NFL em Indianápolis.

Os Cowboys têm até o dia 5 de março para chegar a um contrato de longa duração com Lawrence antes de ter que utilizar a franchise tag. O time vai se reunir com David Canter, agente de Lawrence, mais adiante nesta semana durante o NFL Scouting Combine.

“É o último dia que teremos para usar a tag nele, mas no final das contas, nós sabemos que não é o fim do mundo se não fecharmos até lá. Eu odeio colocar prazos em qualquer coisa”, frisou o vice-presidente da franquia texana. “Nós gostaríamos de fechar isso? Eu gostaria de ter feito isso ontem. Nós simplesmente temos que continuar a trabalhar”, prosseguiu.

Se os Cowboys utilizarem a tag em Lawrence pelo segundo ano consecutivo, há uma chance real de o pass rusher não participar do programa de treinamentos de offseason, das OTAs (organized team activities), do minicamp ou do training camp, podendo até mesmo fazer com que o defensive end fique fora de jogos de temporada regular.

Ele faturou US$ 17,1 milhões sob a tag na temporada passada e foi selecionado ao seu segundo Pro Bowl consecutivo, depois de somar 10,5 sacks na temporada regular.

Jones preferiu não comentar sobre os possíveis cenários em que Lawrence não compareceria aos treinos do time.

Caso um contrato de longa duração não seja selado até o dia 5, os Cowboys vão utilizar a tag em Lawrence sob um custo de US$ 20,5 milhões, mas a esperança é que esse recurso só seria utilizado como uma medida preventiva para que as conversas em relação a um novo contrato continuem e o pass rusher não fique livre na free agency.

Então, Dallas teria que fechar um contrato de longa duração até 15 de julho ou então Lawrence seria forçado a atuar sob a tag em 2019.

Em 2015, os Cowboys utilizaram a franchise tag no wide receiver Dez Bryant, que perdeu quase todos os treinos de offseason antes de assinar um novo contrato de cinco anos, com valor de US$ 70 milhões, pouco antes do prazo final em julho.

“Espero que tenhamos algumas conversas muito ponderadas e significativas e façamos algum progresso”, finalizou Stephen Jones.

Comments
To Top