NFL

Dak Prescott: somos o Dallas Cowboys e vamos vencer a NFC East

Dak Prescott, quarterback do Dallas Cowboys

(Crédito: Twitter/reprodução)

Depois de vencer o título de divisão e ter a melhor campanha de toda a Conferência Nacional (NFC) na temporada 2016 da National Football League, com 13 vitórias e três derrotas, é normal que o Dallas Cowboys esteja cheio de confiança. E isso fica claro pela postura do quarterback da franquia.

Falando do tapete vermelho do ESPYs, premiação realizada na noite da última quarta-feira (12), Dak Prescott fez uma previsão recheada de positividade.

“Nós somos os Cowboys. Vamos ganhar a NFC East”, falou o camisa 4, segundo o jornalista Jon Machota, do ‘The Dallas Morning News’.

Em termos individuais, Prescott tem todos os motivos do mundo para estar empolgado. Depois de ser selecionado na quarta rodada do draft de 2016, com a 135ª escolha geral, o jovem signal caller teve uma temporada de calouro excepcional na NFL, sendo titular em todos os 16 jogos da equipe do Texas. Ele acertou 67,8% de seus passes para 3.667 jardas, 23 touchdowns e sofreu somente quatro interceptações, também correndo 57 vezes para 282 jardas e seis touchdowns.

Esse desempenho excepcional levou o quarterback a vencer o prêmio de Calouro Ofensivo do Ano da NFL.

Além de Prescott, um ataque formado pelo excelente running back Ezekiel Elliott e uma linha ofensiva fortíssima são as razões para os ‘vaqueiros’ estarem respirando ares muito positivos. A defesa, que está com alguns bons desfalques, sobretudo no front seven, e o fato de os concorrentes (Philadelphia Eagles, New York Giants e Washington Redskins) terem se reforçado, contudo, torna a briga na divisão mais complicada do que no ano passado.

Falando no programa Good Morning Football, da ‘NFL Network’, o ex-quarterback Chad Pennington observou também que os rivais devem se adaptar melhor ao jogo de Prescott depois de observar o jovem jogando por um ano inteiro. Isso, eventualmente, pode levar a uma regressão do talentoso líder de ataque.

“Será desafiador, realmente será. E o desafio para Dak é não ficar preso nos números. Não ficar comparando números do ano passado com este ano. Focar na tomada de decisões. Focar em: você está colocando seu time na posição certa? Não se preocupa com estatísticas. Deixe o fantasy football cuidar disso. Porque ele poderia na verdade jogar melhor e suas estatísticas serem menores”, frisou Pennington.

Comments
To Top