NFL

Dak Prescott: seria difícil ver Tony Romo com outro uniforme; veja as manchetes da sexta-feira

Tony Romo e Dak Prescott, quarterbacks do Dallas Cowboys

(Crédito: Twitter/reprodução)

No Huddle – O boletim de notícias de NFL do Quinto Quarto

– Dak Prescott falou sobre o que ele quer para Tony Romo. “O que quer que faça ele feliz”, disse Prescott. “Se ele quer jogar, ele ainda tem outro ano, um par de anos nele. Então, eu quero ver ele em Denver ou em uma equipe boa. Mas, para mim, ele é um Cowboys. Seria difícil ver ele com outro uniforme”.

– Joe Mixon, running back de Oklahoma, e Ishmael Zamora, wide receiver de Baylor, não foram convidados para o combine. O primeiro foi suspenso por um ano em 2014 por bater em uma mulher e o segundo pegou três jogos de gancho na última temporada após um vídeo mostrar ele batendo em seu cachorro.

– O advogado de Aaron Hernandez, ex-jogador dos Patriots, pediu um adiamento de três meses no início do julgamento de dois assassinatos do seu cliente para revisar novas informações, incluindo a revelação que o coordenador ofensivo Josh McDaniels pode ser chamado como testemunha.

As informações incluem novas moções, provas e oito testemunhas.

– A ‘ESPN’ e Jason Pierre-Paul, defensive end do New York Giants, resolveram seu processo nessa semana de forma amistosa. O jogador estava processando a emissora e o jornalista Adam Schefter após este divulgar relatórios médicos detalhados de JPP nas mídias sociais após o atleta dos Giants sofrer um acidente com fogos de artifício.

– O New England Patriots assinou um contrato com o veterano wide receiver Reggie Wayne de um ano e US$ 2,8 milhões em agosto de 2015. O jogador só ficou 11 dias no time de Boston e recebeu uma resposta inusitada quando perguntou sobre o que faria com o bônus de assinatura de US$ 450 mil: “eles me disseram para ficar com isso”, disse ele.

– O pass rusher Trey Flowers comentou sobre o ataque do Atlanta Falcons e elogiou a linha ofensiva da equipe da Geórgia. “Eles são muito experientes. Eu acho que você pode dizer que eles são mais atléticos do que muitos jogadores de linha ofensiva que a gente enfrenta. Eles fazem um grande trabalho ficando em frente a você, boas mecânicas com as mãos e coisas assim”.

– Em 2002 o New England Patriots bateu os Rams no Super Bowl XXXVI e, desde então, o time de Massachusetts voltou à grande final seis vezes. Marshall Faulk, running back dos Rams, ainda acredita que os Pats gravaram os treinos de sua equipe anos da decisão da temporada de 2001.

“(O treino) antes do Super Bowl. O cara que trabalhou para os Patriots. Se vocês lembram era alguém que misteriosamente morava no Havaí que fez o seu caminho de volta e entregou vídeos”, disse ele.

– Muitos comparam Travis Kelce com Rob Gronkowski, mas o tight end do Kansas City Chiefs não gosta disso. “Eu odeio Baby Gronk. Então, fãs dos Patriots, eu acabei de dar combustível para vocês me chamarem assim de novo, mas não me chamem assim de novo”.

– O prefeito de Atlanta assinou um decreto que permite os bares ficarem abertos até mais tarde após o Super Bowl LI. Em vez de fecharem meia noite como normalmente, os bares poderão ficar abertos até às 2h30 do horário local.

– Leonard Fournette, ex-running back de LSU, revelou que não jogou o Citurs Bowl após um acordo mútuo com o técnico da sua universidade.

“Para ser honesto, realmente não foi minha decisão”, disse ele. “Meu treinador me chamou no escritório e disse ‘você tem muita coisa em jogo’. Ele não queria que eu jogasse. Foi difícil para mim”. Mais tarde ele acrescentou: “meu treinador fez (a decisão) para mim”.

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top