NFL

D.J. Swearinger não aprova nova regra de contato com capacete da NFL

D.J. Swearinger, safety do Washington Redskins

(Crédito: Instagram/reprodução)

O safety D.J. Swearinger, do Washington Redskins, afirmou que a nova regra de capacete aprovada pela National Football League nesta offseason está “eliminando o futebol americano, o real futebol americano” e vai forçar os defensores a darem pancadas na parte de baixo do corpo dos adversários.

Uma nova regra começará a ser aplicada em 2018 e ela vai os jogadores em 15 jardas por abaixarem seus capacetes ao entrarem em contato com um adversário, levando a regra do capacete contra capacete a ser mais estrita.

Haverá também a chance de jogadores serem expulsos do jogo por ‘targeting’.

Swearinger foi um dos que ficou mais insatisfeito com o aspecto de abaixar o capacete previsto pela regra, observando que isso tornará a vida dos defensive backs bem mais complicada, podendo além disso levar a mais problemas para jogadores de ataque.

“Eles querem que nós atinjamos com nosso ombro, eu acho. Eu acho que é para não atingir um cara quando ele se abaixa. Então, acho que nós teremos que mirar nos joelhos. Essa é a única maneira que eu sei. Se você não quer que eu te atinja, então eu acho que é o único jeito, o único jeito”, observou o camisa 36 dos Redskins.

Há cinco anos, Swearinger foi criticado por alguns devido a uma pancada baixa no tight end Dustin Keller, do Miami Dolphins, contato que levou o jogador da franquia da Flórida a sofrer várias rupturas de ligamentos.

Após o jogo, o safety disse que não teve escolha, observando que seria multado se fizesse o contato perto da cabeça do adversário.

Os comentários recentes feitos por Swearinger durante o training camp condizem com o que ele disse desde que a nova regra foi anunciada em março, depois de ser aprovada no encontro de proprietários da liga.

Na ocasião, o defensive back escreveu no Twitter: “obviamente não é mais futebol americano! O ESPORTE QUE AMAMOS ESTÁ SENDO DESTRUÍDO TODOS OS DIAS”.

Quando árbitros da NFL visitaram o Philadelphia Eagles, o juiz lateral Mark Pearlman falou aos repórteres que os jogadores de ambos os lados da bola seriam penalizados em 15 jardas quando eles abaixarem seus capacetes antes de iniciar o contato. Os árbitros também disseram aos jornalistas que não seria uma falta caso o jogador esteja se preparando para o contato.

“Como jogadores, nós estamos no jogo e você quer fazer parte de todas as conversas. Mas estamos? Eu não conheço ninguém que tenha lugares naquela mesa naquela reunião ou tendo qualquer influência sobre ela”, frisou o cornerback Josh Norman, dos Redskins.

Norman afirmou que ninguém deveria fazer um tackle começando com o capacete.

“Isso é fundamento básico do futebol americano. Levante a cabeça, curve o pescoço, dê o tackle com a sua máscara do capacete. Não é com o topo da sua cabeça. As pessoas ficam paralisadas assim. Quem faz isso? Eu sei que, se eu fizer uma jogada dessas, é uma jogada acidental. Agora será mais fácil para os árbitros lançarem uma outra bandeira por algo que um jogador, naquela fração de segundo, não tinha a intenção de fazer”, completou Josh Norman.

Comments
To Top