NFL

Dallas Cowboys renova contrato de Jaylon Smith; veja mais movimentações na NFL

Jaylon Smith, linebacker do Dallas Cowboys

O Dallas Cowboys renovou com um jogador importante, mas não um dos que você está pensando. A franquia texana acertou uma extensão de contrato de cinco anos com o linebacker Jaylon Smith nesta terça-feira (20).

O acordo tem valor de US$ 64 milhões, incluindo US$ 35,5 milhões garantidos, como revelou o próprio Jerry Jones, proprietário da organização.

Agora, o defensor está sob contrato até a temporada 2024 da NFL e é o terceiro inside linebacker mais bem pago da liga, em termos de dinheiro garantido.

Smith ia se tornar um free agent restrito após a temporada 2019, mas ele optou pela segurança de um novo contrato longo agora, evitando ter que encarar uma negociação potencialmente arrastada.

Há uma semana, Jerry Jones indicou que uma extensão poderia ser finalizada em um futuro próxima.

Como as negociações com astros ofensivos como o running back Ezekiel Elliott (atualmente fazendo boicote), o quarterback Dak Prescott e o wide receiver Amari Cooper congelaram, as conversas com Smith esquentaram.

Em 2016, Smith foi projetado como escolha de top 5 de draft, mas ele sofreu uma grave lesão no joelho, rompendo dois ligamentos e sofrendo dano nos nervos que deixou muitos times receosos em escolhê-lo. Então, os Cowboys pegaram o linebacker na segunda rodada, com a 34ª escolha geral, em parte porque um dos médicos do time, Daniel Jones, havia realizado a cirurgia no defensor.

Os Cowboys sabiam que Smith não iria atuar em sua temporada de calouro, mas ainda assim viam o atleta com grande potencial para o futuro.

Como Smith passou a temporada 2016 na lista de jogadores com lesões não-relacionadas ao futebol americano, ele não teve um ano contato em relação à free agency. Isso foi o motivo pelo qual ele seria um free agent restrito após a temporada 2019.

Jaylon Smith não perdeu nenhum jogo nas duas temporadas em que jogou de fato e soma 249 tackles segundo os registros dos Cowboys.

Em 2018, ele foi titular em todas as partidas e terminou com 150 tackles, segunda melhor marca do time, além de quatro sacks, cinco tackles para perda de jardas, 13 pressões no QB, quatro passes desviados, dois fumbles forçados e dois fumbles recuperados.

No Twitter, Jaylon Smith fez questão de relembrar sua saga dramática até o sonho de jogar na NFL se concretizar.

Em outras novidades nos Cowboys, o técnico Jason Garrett disse aos repórteres que o offensive tackle Tyron Smith (costas) não iria treinar nesta terça. “Nós não achamos que seja uma coisa de longo prazo”, falou o head coach, segundo o ‘Dallas Morning News’.

Já o wide receiver Amari Cooper, que permaneceu fora dos treinos, disse aos repórteres que ele não está muito preocupado com sua lesão no calcanhar, observando que é algo com o qual ele já lidou e jogou com anteriormente, incluindo sua temporada de calouro.

Confira mais notícias de lesões e outras novidades ao redor da NFL nesta terça (20):

– No Oakland Raiders, o wide receiver Antonio Brown treinou nesta terça. E com um capacete.

Mesmo não aparecendo com um capacete durante a parte do treino aberta à imprensa, a repórter MJ Acosta, da ‘NFL Network’, apurou que o recebedor participou de atividades com o ataque vestindo um capacete. Mas não se sabe qual é o modelo.

Jon Gruden, head coach dos Raiders, confirmou após a sessão que Brown estava utilizando um capacete certificado durante os treinos.

“É um capacete certificado, então ele está all in”, falou Gruden, referindo-se ao comunicado do general manager Mike Mayock no último domingo. “Esse é o meu entendimento. Estou muito feliz por tê-lo aqui. Ele é um ótimo jogador”, completou o treinador.

Atualmente com 31 anos, Brown entrou com uma segunda queixa contra a NFL, em mais uma tentativa de utilizar o capacete de sua preferência, cujo modelo não é mais aprovado nas diretrizes da liga.

A audiência na frente do árbitro deve ser na sexta-feira, segundo Rapoport.

– O Miami Dolphins fechou uma extensão de contrato de quatro anos com o wide receiver/retornador Jakeem Grant, como apurou o jornalista Ian Rapoport, da ‘NFL Network’, no final da noite desta terça. Agora, o wideout de 26 anos de idade tem vínculo com a franquia da Flórida até 2023.

Selecionado na sexta rodada do draft de 2016, Grant estava entrando no último ano de seu contrato de calouro e ia faturar apenas US$ 720 mil em 2019.

Grant tem sido um dos grandes nomes dos special teams dos Dolphins nas últimas três temporadas, somando 59 retornos de punt e 58 retornos de kickoff, com três desses retornos para touchdown (dois deles em 2018). Ele também viu seu papel no jogo aéreo crescer nos últimos dois anos, somando 34 recepções para 471 jardas e quatro TDs.

Jogador muito veloz, Grant perdeu os últimos seis jogos da temporada passada devido a uma lesão no tendão de Aquiles, mas retornou aos campos durante as OTAs (organized team activities) desta offseason.

– O New England Patriots confirmou a dispensa do punter veterano Ryan Allen nesta terça-feira. O punter encerra sua passagem pela franquia de seis temporadas e três títulos de Super Bowl conquistados.

Allen, que atuava nos Pats desde sua temporada de calouro em 2013, está vindo de uma temporada 2018 em que ele teve média de 45,1 jardas por punt em 64 chutes. Em 409 punts na carreira, apenas dois deles foram bloqueados.

Agora, o calouro Jake Bailey, selecionado pelos Patriots na quinta rodada do draft de 2019, deve ficar com a vaga de punter titular.

– No Denver Broncos, o quarterback calouro Drew Lock foi diagnosticado com uma grande entorse na mão de lançamento, depois de uma ressonância magnética, como apurou o jornalista Ian Rapoport, da ‘NFL Network’.

A lesão de Lock, que ocorreu quando ele sofreu um sack no segundo quarto do jogo contra o San Francisco 49ers, na noite da última segunda, não vai exigir cirurgia, mas vai mantê-lo afastado por algum tempo, como acrescenta Rapoport.

– No Indianapolis Colts, as chances de o quarterback Andrew Luck estar pronto na semana 1 para o jogo contra o Los Angeles Chargers parecem cada vez menores. O técnico Frank Reich anunciou nesta terça que o signal caller não vai treinar nesta semana mais uma vez.

“Realmente não há mais atualizações. Tudo o que temos agora é uma combinação de movimentos a toda velocidade e limite de dor”, frisou o head coach.

Luck só treinou três vezes desde abril, e nenhuma delas como participante sem limitações, desde que foi originalmente diagnosticado com uma lesão na panturrilha. A equipe de Indiana disse depois que ele também estava com dores na parte superior do tornozelo.

– O wide receiver Dontrelle Inman, dispensado no último domingo pelo New England Patriots, fechou com o Los Angeles Chargers, segundo Ian Rapoport, da ‘NFL Network’. Os Chargers fizeram uma proposta ao jogador que ele não conseguiu recusar, apesar das investidas do New York Jets.

De acordo com Rapoport, uma conversa com o quarterback Philip Rivers também fez a diferença para o retorno de Inman à organização californiana.

O wideout passou mais de três temporadas nos Chargers antes de ser trocado em 2017 com o Chicago Bears. No ataque comandado por Rivers, Inman somou 106 recepções para 1.463 jardas e sete touchdowns entre 2014 e 2017.

– No Arizona Cardinals, o wide receiver calouro Hakeem Butler vai perder o restante da pré-temporada devido a uma fratura na mão, como disse o técnico Kliff Kingsbury. Há uma chance de a contusão mandar o atleta para a injured reserve, mas o head coach frisou que ainda é muito cedo para definir isso.

– O running back Duke Johnson oficialmente treinou com seu novo time, participando das atividades do Houston Texans nesta terça. A informação é de Aaron Wilson, do jornal ‘The Houston Chronicle’.

Johnson estava lidando com uma lesão no músculo posterior da coxa desde antes de ser trocado pelo Cleveland Browns com os Texans.

– O jornalista Mike Giardi, da ‘NFL Network’, confirmou que os wide receivers Julian Edelman e Demaryius Thomas vão retornar às atividades no New England Patriots em um futuro próximo.

– No Atlanta Falcons, o técnico Dan Quinn falou que o linebacker Deion Jones (pé) vai treinar normalmente na semana que vem.

– O New York Jets trouxe o defensive back Derrick Kindred e dispensou o cornerback Montrel Meander. Kindred foi cortado pelo Indianapolis Colts na última segunda.

Os Jets também contrataram o linebacker Stephone Anthony, ex-Miami Dolphins. O defensor foi selecionado na primeira rodada do draft de 2015.

– O Kansas City Chiefs anunciou a contratação do wide receiver De’Anthony Thomas.

– No Cleveland Browns, o defensive end Myles Garrett não participou dos treinos devido a uma doença, segundo o ‘Akron Beacon Journal’.

– No Buffalo Bills, os offensive linemen Mitch Morse e Conor McDermott seguem no protocolo de concussão.

– O Seattle Seahawks contratou o guard Landon Turner e colocou o guard Demetrius Knox na injured reserve.

Comments
To Top