NFL

Com “redenção” de Crosby e Rodgers clutch, Packers batem 49ers no MNF

Aaron Rodgers, quarterback do Green Bay Packers

(Crédito: Twitter/reprodução)

Não é a primeira vez e muito provavelmente não será a última. Aaron Rodgers liderou mais uma campanha para vencer uma partida no último quarto, fazendo seu Green Bay Packers bater o San Francisco 49ers por 33 a 30 no Lambeau Field nesta segunda-feira.

Analisando friamente dá para dizer que os Packers não mereciam vencer a partida depois de não terem parado o ataque terrestre dos Niners e falharem em uma quarta descida a cinco jardas da end zone depois do two-minute warning.

Porém, os visitantes deram uma chance para Rodgers (25/46, 425 jardas e 2 TDs) depois que C.J. Beathard lançou uma interceptação com 1:05 faltando, em vez de ser mais conservador e avançar menos de 10 jardas para conseguir a distância para o field goal da vitória.

O camisa 12, sem tempos, avançou 81 jardas, contando com uma falta de Richard Sherman que ressuscitou a campanha perdida, chegou na linha de 9 com um passe mais bonito que o último e Mason Crosby, vilão na partida anterior contra o Detroit Lions, se redimiu com o field goal da vitória.

Vamos aos tópicos para explicar este belo jogo do Monday Night Football.

Niners implantam domínio terrestre e algumas big plays

Sem Jimmy Garoppolo, o jogo que era para ser um duelo de dois grandes franchise quarterbacks tornou-se uma partida que o Green Bay Packers tinha obrigação de vencer, já que do outro lado estava C.J. Beathard. Mas logo de cara os Niners mostraram que não entregariam uma vitória de forma fácil, fazendo um TD com Matt Breida em sua primeira campanha, que durou menos de cinco minutos.

As defesas das duas equipes mostraram mais uma vez porque os torcedores precisam ter um cardiologista no WhatsApp, permitindo 31 pontos só no primeiro quarto. Rodgers achou Valdes-Scantling para 60 jardas e Ty Montgomery logo empatou a partida em um screen. Dois fumbles dos Niners, um em retorno do kickoff e outro do fullback Kyle Juszczyk permitiram seis pontos dos Packers em dois field goals.

Só que se alguns jogadores dos Niners estavam com a mão mole, C.J. Beathard e Marquise Goodwin (4 recepções, 126 jardas) estavam em sintonia e conectaram para dois grandes touchdowns, um de 67 jardas e o outro de 30. Um field goal de 46 jardas fez os Niners ir para o intervalo vencendo por 24 a 20. O jogo corrido, que terminou a noite com 174 jardas, também estava funcionando para os californianos.

Defesas se impõem

O intervalo serviu para as defesas tomarem um pouco de vergonha na cara e voltarem pelo menos pressionando os quarterbacks. Depois de um field goal de Mason Crosby de 51 jardas, uma semana depois dele errar quatro FGs e um extra point, e Robbie Gould devolver com um chute de 44 jardas e mais um de 43, o jogo foi dominado pelas defesas.

Rodgers teve uma campanha longa para começar o último quarto que chegou até a linha de 4. Mas em uma quarta para 3, ele não conectou com Valdes-Scantling, que parece ter sofrido contato exagerado do defensor. Nada foi marcado.

Beathard veio a campo mas três jogadas depois dava lugar a seu punter. Rodgers pegou a bola na linha de 48 e também não fez nada, ainda sofrendo um sack na campanha negativa. Mesma coisa do outro lado, com Clay Matthews completando um sack e finalmente não sendo punido por isso. Nessas três campanhas, menos de seis minutos de relógio se passaram.

E você não pode dar tantas chances para Rodgers assim. Na campanha do empate ele achou Davante Adams na primeira jogada da campanha e na quarta, com 1:55 no relógio, fez o mesmo. Touchdown e jogo empatado.

Só que a explosão no Lambeau Field durou pouco: o retorno dos Niners foi bom e Tony Brown ajudou, empurrando o retornador quando ele já estava fora do campo e sendo punido com 15 jardas.  Só que Beathard (16/23, 245 jardas, 2 TDs e uma INT), em uma terceira para 3, devolveu o favor, tentando forçar mais uma big play com Goodwin ao ser pressionado mas vendo Kevin King descer com ela na linha de 10.

Novamente Rodgers ganhou uma chance, com 1:05 faltando e nada de tempos. A campanha teve um delay of game, foi parar em uma terceira para 15 e Rodgers foi derrubado em um sack que seria matador e basicamente forçaria a prorrogação. Mas Richard Sherman, veterano de tudo, foi chamado por um contato ilegal claro na jogada. Punição de cinco jardas e primeira descida. Mais uma chance.

O camisa 12 fez um scramble de 21 jardas, achou Adams para sair pela lateral para 8, um passe lindo para o calouro Equinameous St. Brown também sair para fora do campo com 15s no relógio para mais 19 jardas e ainda abusou com mais um passe perfeito para Davante Adams (10 recepções, 132 jardas e 2 TDs) para não dar nem chance para Mason Crosby errar.

Precisando de apenas 27 jardas, Crosby ainda colocou o chute um pouquinho para a direita demais, mas ele entrou com folga e os Packers conseguiram sua terceira vitória na temporada (3-2-1), enquanto os Niners têm apenas uma em seis jogos.

 

 

Comments
To Top