NFL

Com ombro machucado, Ryan Tannehill será avaliado dia a dia; veja boletim de lesões

Ryan Tannehill, quarterback do Miami Dolphins

(Crédito: Twitter/reprodução)

O técnico Adam Gase, do Miami Dolphins, ficou irritado ao ser questionado sobre a condição do quarterback Ryan Tannehill depois que o atleta surpreendentemente ficou fora do jogo contra o Chicago Bears.

Nesta segunda-feira (15), após a vitória dos Dolphins, o head coach pareceu mais receptivo e disse aos repórteres que Tannehill será examinado dia a dia para que sua lesão no ombro seja monitorada.

Inicialmente, a contusão foi caracterizada como “dor”, mas desde então ficou provado que o problema com o camisa 17 exige uma atenção maior. O cronograma para a volta do signal caller continuou nebuloso, mas Gase disse que estava confiante de que Tannehill vai jogar novamente em 2018.

“Realmente trata-se de ver como ele se sente”, afirmou o head coach.

O reserva Brock Osweiler foi titular no lugar de Tannehill neste domingo e comandou os Dolphins em uma vitória apertada sobre os Bears por 31 a 28. Osweiler completou 28 passes de 44 para 380 jardas, três touchdowns e duas interceptações.

Em outra notícia do departamento médico da franquia da Flórida, Gase não deu detalhes sobre a condição do defensive end Cameron Wake. Como foi noticiado neste último domingo, Wake passou por uma artroscopia no joelho.

Confira mais notícias de lesões na NFL nesta segunda (15):

– No Atlanta Falcons, o técnico Dan Quinn disse aos repórteres nesta segunda que o running back Devonta Freeman (pé/virilha) deve ficar fora do confronto da semana 7 contra o New York Giants, no Monday Night Football.

O anúncio feito a uma semana do jogo aumenta um pouco a preocupação em relação a Freeman, que já não atuou na semana 6 e só entrou em campo em dois jogos nesta temporada até agora.

Freeman perdeu os jogos das semanas 2, 3 e 4 com uma lesão no joelho sofrida na estreia contra o Philadelphia Eagles. Ele voltou na semana 5, mas não treinou na semana passada devido a uma lesão no pé e Quinn também revelou que Freeman estava lidando com um problema na virilha.

Em relação aos wide receivers Mohamed Sanu (quadril) e Calvin Ridley (tornozelo), o técnico disse que espera que ambos estejam bem. Rapoport apurou que uma ressonância magnética realizada no tornozelo de Ridley não apontou nada grave e a contusão vai exigir apenas reabilitação e monitoramento.

Em outra notícia do DM dos Falcons, o time também ficará sem o kicker Matt Bryant para a próxima semana devido a um problema no músculo posterior da coxa. A informação foi confirmada por Quinn.

Bryant sofreu a contusão ao chutar um field goal de 57 jardas no último quarto da vitória por 34 a 29 sobre o Tampa Bay Buccaneers.

–  O Denver Broncos acredita que o guard Ronald Leary sofreu uma ruptura no tendão de Aquiles e está fora do restante da temporada 2018, segundo o jornalista Ian Rapoport, da ‘NFL Network’. Leary vai passar por uma ressonância magnética para que a gravidade da lesão seja conhecida. Ele se contundiu durante a derrota por 23 a 20 para o Los Angeles Rams.

– No Chicago Bears, o pass rusher Khalil Mack lesionou o tornozelo durante a derrota por 31 a 28 para o Miami Dolphins, mas jogou com o problema. Mais informações sobre a condição de Mack devem sair mais adiante nesta semana, de acordo com Ian Rapoport, da ‘NFL Network’.

– O quarterback Baker Mayfield, do Cleveland Browns, não mencionou isso após o jogo, mas ele sentiu um problema no tornozelo durante a derrota por 38 a 14 para o Los Angeles Chargers. A contusão limitou a efetividade do signal caller e o fez ficar com dores, o que vai exigir tratamento nesta semana. Apesar disso, o quarterback não deve perder jogos, de acordo com Ian Rapoport, da ‘NFL Network’.

– No New York Jets, o safety Marcus Maye deve ficar afastado por algum tempo devido a uma fratura no polegar, segundo Ian Rapoport, da ‘NFL Network’. Já o wide receiver Quincy Enunwa vai perder as próximas três ou quatro semanas devido a uma entorse no tornozelo.

– No Tennessee Titans, o linebacker Derrick Morgan (ombro) vai perder algumas semanas de atividades. Já o guard Quinton Spain (ombro) será avaliado dia a dia, segundo o técnico Mike Vrabel.

– O Cincinnati Bengals ficará sem o linebacker Nick Vigil por cerca de um mês depois que ele sofreu uma entorse no ligamento colateral medial do joelho durante a derrota deste domingo para o Pittsburgh Steelers. A informação é de Ian Rapoport, da ‘NFL Network’.

– O Detroit Lions colocou o cornerback Jamal Agnew (joelho) na injured reserve e fechou com os linebackers Trevor Bates e Garret Dooley.

– No Minnesota Vikings, o técnico Mike Zimmer confirmou que o cornerback calouro Mike Hughes sofreu uma ruptura no ligamento cruzado anterior do joelho e está fora do restante da temporada 2018. Ele vai para a injured reserve

– No Oakland Raiders, o quarterback Derek Carr está lidando com uma lesão no braço esquerdo depois de sofrer seis sacks durante a derrota em Londres para o Seattle Seahawks. Apesar disso, ele não vai perder o jogo da semana que vem, segundo Ian Rapoport, da ‘NFL Network’.

– No Dallas Cowboys, o técnico Jason Garrett não está otimista em relação às chances de o wide receiver Tavon Austin (virilha) atuar no final de semana contra o Washington Redskins.

– No Denver Broncos, o linebacker Shane Ray está lidando com uma entorse no tornozelo esquerdo.

– No Los Angeles Rams, o wide receiver Cooper Kupp sofreu uma entorse no joelho no domingo e deve perder o jogo da próxima semana contra o San Francisco 49ers, segundo o técnico Sean McVay. Kupp será avaliado semana a semana.

– No Arizona Cardinals, o guard Justin Pugh disse que vai tentar jogar na quinta contra o Denver Broncos mesmo estando com a mão imobilizada após fraturá-la. Ele não treinou nesta segunda.

– No Green Bay Packers, os wide receivers Randall Cobb e Geronimo Allison ficaram entre os inativos para o Monday Night Football contra o San Francisco 49ers. Ambos estão lidando com lesões no músculo posterior da coxa.

– No San Francisco 49ers, o safety Adrian Colbert saiu do jogo contra o Green Bay Packers no último quarto para ser avaliado após sofrer uma aparente lesão na cabeça.

Comments
To Top