NFL

Com “negócios inacabados”, Jon Gruden afirma: “tenho que me provar”

Jon Gruden, técnico do Oakland Raiders

(Crédito: Instagram/reprodução)

A terça-feira foi marcada pela apresentação do head coach Jon Gruden, que foi analista da ‘ESPN’ nos últimos anos, no Oakland Raiders.

“Uma vez Raider, sempre Raider. Nunca foi mais apropriado do que hoje”, declarou o proprietário Mark Davis. “Raider Nation, isso é uma grande coisa”. Depois de falar algumas palavras, o dono da franquia da Califórnia introduziu o treinador à imprensa e ex-jogadores após quase 17 anos.

“Nunca quis sair dos Raiders. Nunca pensei que voltaria. Mas aqui estou eu, pronto para trabalhar. E só quero dizer que existem quatro razões principais para eu estar aqui hoje. Número 1, adoro futebol americano. Adoro os jogadores que jogam isso. Amo a preparação. Amo a jornada. Eu amo futebol americano. Amo a cidade de Oakland. Eu tenho um filho aqui. Algumas das melhores lembranças são em Oakland. E eu quero dar-lhes dois dos melhores anos de futebol americano (depois o time vai para Las Vegas) que eu posso ajudar a dar a eles e adoro os Raiders. A marca é global, em todos os lugares que fui como analista, a Raider Nation comparece. Eu amo os Raiders e mais importante de tudo, eu amo vencer. Eu vou fazer tudo o que eu posso – sem garantias ou promessas, mas eu quero vencer”.

Em 2002, o time da Califórnia negociou Gruden para o Tampa Bay Buccaneers, onde ele conquistou um Super Bowl vencendo o time de Oakland. Sete anos depois, ele foi demitido dos Bucs e passou as últimas nove temporadas como comentarista do Monday Night Football.

Todos os anos surgiam a especulação de que ele poderia voltar à linha lateral, no entanto isso só aconteceu após Davis dar um contrato de dez anos e US$ 100 milhões para ele.

“No meu coração, eu sinto que essa é a coisa a se fazer. Isso é o que quero fazer, esta é a organização da qual quero fazer parte. Isso é algo que sinto profundamente, fortemente e vou fazer tudo que posso para contratar uma grande comissão técnica e colocar os Raiders de volta aos trilhos. Me preparei para voltar. Estou pronto. Estou em um ponto da minha vida ondo precisava de um novo desafio”.

Gruden admitiu que muita coisa mudou desde a última vez em que ele esteve na sideline: o jogo está mais rápido, os jogadores são diferentes e os treinos também. Nenhuma dessas novidades dissuadiu o novo comandante dos Raiders.

“Tenho muito a provar. Não tenho treinado desde 2008. Não venço um jogo desde 2008, eu também não perdi. Só quero manter isso em perspectiva. Tenho que contratar uma ótima comissão técnica, isso é o critério número 1 que tentei levar a todos os lugares que fui como head coach. Isso é sobre as pessoas. Tenho que me provar, mas o jogo ainda é decidido pelos jogadores dentro das linhas e todos temos que nos adaptar a cada ano”.

Gruden confirmou que Grag Olsen – treinador dos quarterbacks dis Rams – será seu coordenador ofensivo e que Paul Guenther – ex-coordenador defensivo dos Bengals – irá comandar a defesa. O técnico também disse que planeja chamar as jogadas. Além disso, ele evitou a falar sobre o seu contrato monstruoso, que tem uma cláusula que impede ele de ser trocado.

A última vez que Jon Gruden esteve na linha lateral foi uma de suas piores lembranças com os Raiders: a derrota no “Tuck Rule Game” para o New England Patriots. “”Há negócio inacabados. E, como treinador, fui trocado. Fui demitido. Eu perdi um jogo de forma terrível. Isso ainda me marca. Estou ansioso para retornar para cá. Sinto que tenho negócios inacabados. Eu também sinto muita lealdade e responsabilidade de assumir os Raiders de novo”.

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top