NFL

Cleveland Browns demite o vice-presidente executivo Sashi Brown

Sashi Brown, vice-presidente executivo do Cleveland Browns

(Crédito: Twitter/reprodução)

A tradicional faxina começou mais cedo. O Cleveland Browns demitiu o vice-presidente executivo Sashi Brown nesta quinta-feira (7), como os jornalistas Adam Schefter e Dianna Russini, da ‘ESPN’ norte-americana, apuraram em primeira mão.

Brown liderou o departamento de pessoal da organização de Ohio nos últimos dois anos.

O técnico Hue Jackson vai continuar no cargo e ele vai seguir como head coach da franquia na temporada 2018.

Jimmy Haslam, proprietário da organização, confirmou esse plano.

“Hue Jackson continuará como nosso técnico e vai retornar para a temporada 2018, mas sentimos que é necessário tomar passos significativos para reforçar nosso departamento pessoal”, falou o executivo.

No geral, Brown não fez um grande trabalho em Cleveland. Em 28 jogos desde que ele foi contratado, o time somou uma vitória e 27 derrotas. Sashi Brown chegou à franquia para substituir o demitido Ray Farmer, que foi desligado do cargo juntamente com o técnico Mike Pettine depois de uma campanha 3-13 na temporada 2015.

Os Browns vão começar imediatamente a busca por um novo general manager, que será o novo a ocupar o cargo desde que a franquia retornou à cidade de Cleveland em 1999.

John Dorsey, ex-general manager do Kansas City Chiefs, é um dos favoritos ao cargo nos Browns, de acordo com a ‘ESPN’.

Além de Brown e Farmer, Michael Lombardi, Tom Heckert, George Kokinis, Phil Savage, Butch Davis e Dwight Clark também foram GMs da franquia desde então.

Os Browns também tiveram nove head coaches desde 1999, o que deixa a equipe empatada com a quarta maior marca neste quesito na NFL. O Buffalo Bills, o Miami Dolphins e o Oakland Raiders tiveram 10 neste período.

Ainda no comunicado, Haslam agradeceu a Sashi pelos serviços.

“Nós temos grande apreciação e gratidão pelo comprometimento e liderança de Sashi em nossa organização, mas acreditamos que fazer a transição para alguém com forte experiência e sucesso em draftar e construir times de futebol americano consistentemente vencedores é algo crítico para o futuro do Cleveland Browns”, apontou o dono do time. “O draft de 2018 é crucial para nossa franquia, precisamos garantir que maximizemos a nossa oportunidade de sucesso, com nossas escolhas, a free agency e a construção do elenco”, completou.

Sashi Brown sai de um time que deixou passar jogadores no draft como os quarterbacks Carson Wentz e Deshaun Watson, atualmente no Philadelphia Eagles e no Houston Texans, respectivamente. Ainda assim, os Browns também acumularam escolhas de draft e abriram bastante espaço no teto salarial.

A franquia de Ohio tem boa perspectiva para o futuro com tantas escolhas de draft, como outros executivos da liga notaram, e o próximo a ocupar o cargo no lugar de Brown vai herdar algumas coisas bem positivas.

Os Browns têm seis escolhas extras para o draft de 2018 (incluindo uma extra na primeira rodada, duas extras na segunda rodada, uma extra na quarta rodada e uma extra na quinta rodada).

Em termos de teto salarial, os Browns têm US$ 59,25 milhões de espaço que podem levar para o ano que vem, além da projeção de outros US$ 38,6 milhões de espaço para 2018, o que dá um total de quase US$ 100 milhões à franquia.

Entre os fracassos de Sashi no cargo também está a lambança que fez com que a troca para adquirir o quarterback AJ McCarron do Cincinnati Bengals falhasse. Os documentos necessários não foram apresentados à liga antes do prazo final de 31 de outubro e o negócio melou.

Haslam e sua esposa Dee devem começar a entrevistas candidatos ao cargo de general manager a partir desta semana.

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top