NFL

Cincinnati Bengals traz de volta o offensive tackle Eric Winston

Eric Winston, offensive lineman da NFL

(Crédito: Twitter/reprodução)

O Cincinnati Bengals acertou a volta o offensive tackle Eric Winston, como anunciou a franquia de Ohio de maneira oficial nesta quarta-feira (8).

Em seu Twitter, o atleta de linha ofensiva disse que estava feliz por voltar.

“Feliz por estar de volta a Cincy! #WhoDey”, escreveu na rede social.

Winston chega para substituir o right tackle Jake Fisher, que foi colocado na lista de lesionados por razões não relacionadas ao futebol americano (NFI list) e está fora do restante da temporada 2017 da National Football League.

Prestes a completar 34 anos de idade, Eric Winston é o atual presidente da NFL Players Association (NFLPA), sindicato que representa os jogadores da liga.

Selecionado pelo Houston Texans na terceira rodada do draft de 2006, com a 66ª escolha geral, ele atuou no Texas até 2011 e, posteriormente, ainda teve passagens por Kansas City Chiefs (2012) e Arizona Cardinals (2013) antes de chegar aos Bengals em 2014.

Winston foi um reserva na maior parte de suas três temporadas com os Bengals. Ele assinou um novo contrato de um ano com o time na última offseason, mas acabou sendo dispensado depois do training camp.

O offensive lineman chegou a fazer testes no New Orleans Saints no começo desta temporada, mas não assinou e ficou como free agent na primeira metade do campeonato.

Agora em sua volta aos Bengals, Winston deve ser reserva de Cedric Ogbuehi na posição de left tackle e de Andre Smith na posição de right tackle.

Jake Fisher teve que sair do jogo do último domingo contra o Jacksonville Jaguars após apenas 10 snaps ofensivos e foi levado ao hospital, mas ele voou com o time naquela mesma noite.

O técnico Marvin Lewis disse que a doença de Fisher é algo com o qual ele vinha lidando durante toda a temporada.

“É algo que os médicos estão monitorando bem de perto. (Domingo) eles acharam que precisavam tirá-lo do jogo e fazer alguns exames, e o levaram ao hospital para fazer esses testes”, frisou o head coach.

Questionado se era algo potencialmente sério, Lewis disse que não achava.

“Não é tão grave quanto eu pensava, no entanto isso o tirou do jogo”, afirmou.

Segundo o site oficial do Cincinnati Bengals, o time acredita que o problema de saúde envolvendo Fisher poderá ser resolvido na offseason.

Comments
To Top