NFL

Chicago Bears acerta contrato recorde de US$ 141 milhões com Khalil Mack

Khalil Mack, defensive end da NFL

(Crédito: Twitter/reprodução)

O Chicago Bears chegou a uma extensão de contrato recorde com o defensive end Khalil Mack na noite deste sábado (1), no mesmo dia em que adquiriu o pass rusher em uma troca monstruosa fechada com o Oakland Raiders. A extensão é de seis anos, com valor impressionante de US$ 141 milhões.

Mack agora se torna um jogador defensivo mais bem pago da história da National Football League. O acordo, que tem média de US$ 23,5 milhões por temporada, inclui US$ 90 milhões de dinheiro garantido e US$ 60 milhões garantidos na assinatura. A informação é da ‘ESPN’ norte-americana.

Os Bears cederam escolhas de primeira rodada dos drafts de 2019 e 2020, uma escolha de terceira rodada do draft de 2020 e uma escolha de sexta rodada do draft de 2019 aos Raiders para adquirir Mack.

Além do pass rusher, os Bears também receberam uma escolha de segunda rodada do draft de 2020 e uma escolha condicional de quinta rodada do draft de 2020.

O acordo supera o recorde anterior de maior contrato para um defensor da NFL, estabelecido há um dia. Na última sexta (31), o defensive tackle Aaron Donald fechou uma extensão de seis anos, com valor de US$ 135 milhões, com o Los Angeles Rams. O acordo incluiu US$ 87 milhões garantidos.

Os US$ 90 milhões garantidos a Mack, que foi eleito Jogador Defensivo do Ano da NFL em 2016, representam cerca de US$ 20 milhões garantidos a mais do que o quarterback Derek Carr, do Oakland Raiders, está recebendo atualmente.

Selecionado com a quinta escolha geral do draft de 2014 pelos Raiders, Mack perdeu o training camp dos Raiders enquanto esperava uma extensão de contrato por parte da organização californiana. Ele também não participou dos treinos de offseason dos Raiders e do minicamp obrigatório, em junho.

O técnico Jon Gruden, contratado em janeiro pelos Raiders, sequer encontrou Mack, que então era o principal defensor de seu time.

O Oakland Raiders exerceu a opção pelo quinto ano de contrato de Mack no ano passado, com valor de US$ 13,846 milhões. Se ele tivesse atuado sob esses termos em 2018, os Raiders poderiam ter utilizado a franchise tag para segurá-lo em 2019.

Mack chega para se juntar a uma defesa dos Bears que conta com o linebacker Roquan Smith, selecionado na primeira rodada do draft de 2018, e com Leonard Floyd, selecionado com a nona escolha geral do draft de 2016.

A defesa de Chicago foi a nona melhor em pontos cedidos e a décima em jardas cedidas na temporada passada.

Mack fez história na temporada 2015, quando foi nomeado para o primeiro time All-Pro tanto na posição de outside linebacker quanto na posição de defensive end. Após ser nomeado o melhor defensor da liga em 2016, ele teve uma ligeira queda no ano passado e fez 10,5 sacks, sua pior marca desde sua temporada de calouro (quatro sacks).

Ele não foi ao time All-Pro no ano passado.

Ainda assim, em 64 jogos de temporadas regulares disputados em sua carreira até agora, Khalil Mack somou 40,5 sacks, nove fumbles forçados, 303 tackles combinados e uma interceptação, além de 11 passes desviados.

Suas 185,5 pressões em cima dos quarterbacks adversários desde que entrou na liga em 2014 lideram a NFL neste período, segundo o Pro Football Focus.

A troca de Khalil Mack para o Chicago Bears impactou nas casas de apostas em Las Vegas. Os Bears foram de 100-1 para 40-1 para vencerem o Super Bowl LIII, enquanto que os Raiders caíram de 20-1 para 40-1 nesta mesma categoria, de acordo com Jeff Sherman, manager do Westgate Las Vegas SuperBook.

Comments
To Top