NFL

Cheerleaders do Washington Redskins tiveram que fazer topless em ensaio de 2013

Cheerleaders do Washington Redskins

(Crédito: Instagram/reprodução)

As cheerleaders do Washington Redskins foram obrigadas a posar de topless durante um ensaio fotográfico realizado em 2013, enquanto os espectadores convidados pela franquia observavam a sessão de fotos. A denúncia foi feita por uma reportagem veiculada pelo jornal ‘The New York Times’ nesta quarta-feira (2).

Algumas das cheerleaders foram então obrigadas a participar de um evento em uma casa noturna como acompanhantes de alguns dos patrocinadores do sexo masculino do time, de acordo com o ‘NYT’.

As líderes de torcida afirmaram que não houve sexo envolvido, mas elas sentiram que o Washington Redskins estava “as explorando”.

Os incidentes ocorreram durante uma viagem de uma semana para a Costa Rica, pela qual as cheerleaders não foram remuneradas.

“Simplesmente não é certo enviar líderes de torcida com homens estranhos quando algumas das meninas claramente não querem ir”, declarou uma das mulheres ao jornal. “Mas, infelizmente, eu sinto que não vai mudar até que algo terrível aconteça, como uma garota ser agredida de alguma maneira ou estuprada. Eu acho que os times vão começar a prestar atenção nisso apenas quando for tarde demais”, completou.

O ‘New York Times’ também mencionou um passeio anual de barco obrigatório com patrocinadores. Algumas das moças caracterizaram a viagem de 2012 como “um encontro selvagem, onde homens jogavam bebidas alcoólicas nas bocas das cheerleaders. Abaixo do convés, homens distribuíam prêmios em dinheiro em concursos de twerking”.

Os Redskins responderam às acusações em comunicado enviado ao ‘NYT’.

“O programa de cheerleaders dos Redskins é um dos principais times em participação, profissionalismo e serviço comunitário da NFL. Cada cheerleader dos Redskins está contratualmente protegida para garantir um ambiente seguro e construtivo. O trabalho que nossas cheerleaders fazem em nossa comunidade, visitando nossas tropas no exterior e apoiando nosso time em campo é algo do qual a organização Redskins e nossos torcedores se orgulham”, disse a organização da capital dos Estados Unidos.

A NFL está sendo avaliada pela maneira como trata as cheerleaders. Duas mulheres, a ex-líder de torcida do New Orleans Saints Bailey Davis e a ex-líder de torcida do Miami Dolphins Kristin Ware, registraram queixas contra a liga no mês passado.

Entre os problemas mencionados estão discriminação de gênero, assédio sexual, baixa remuneração, horas longas e não remuneradas, e supervisão discriminatória das redes sociais.

A NFL respondeu às ações judiciais com um comunicado.

“Todos que trabalham na NFL, incluindo cheerleaders, têm o direito de trabalhar em um ambiente positivo e respeitoso, livre de toda e qualquer forma de assédio e discriminação e totalmente em conformidade com o estado e as leis federais”, afirmou a liga.

A NFL disse que iria trabalhar com os times “compartilhando as melhores práticas” para apoiar as equipes de cheerleaders.

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top