NFL

Carson Wentz não espera tensão com quarterback Sam Bradford nos Eagles

(Crédito: Twitter/reprodução)

(Crédito: Twitter/reprodução)

Sam Bradford se reapresentou ao Philadelphia Eagles no começo desta semana, depois de apresentar um pedido de troca à franquia, resultado de seu descontentamento com a decisão da organização de draftar um quarterback, mas não ver nenhum resultado. E, nesta sexta-feira (13), em sua entrevista coletiva, Carson Wentz falou sobre a situação de Bradford.

O calouro, como já era de se imaginar, foi completamente previsível e politicamente correto. Ao ser questionado como será o relacionamento entre ele e o QB veterano depois dos acontecimentos das últimas semanas, o novato selecionado com a segunda escolha geral do draft passou longe de polêmica, frisando inclusive que não chegou a conversar com seu companheiro de time e de posição.

“Pessoalmente, eu não acho que haverá um monte de tensão. As pessoas podem falar isso, mas os treinadores e todo mundo estarão na mesma sintonia e eu acho que será uma grande relação de trabalho, com certeza”, declarou o quarterback. “É o que é, honestamente. Como eu tenho dito o tempo todo, está fora do meu controle. Pessoas querem tornar isso uma grande polêmica, mas como disse anteriormente, vamos ter realmente uma boa relação de trabalho e acho que isso vai beneficiar a equipe, porque vamos competir e todo mundo naquela sala de quarterbacks e em toda a organização vai competir e empurrar uns aos outros. Então acho que apenas vai beneficiar o time”, completou.

Logicamente, Carson Wentz não iria causar polêmica e falar, por exemplo, que Sam Bradford foi infantil e imaturo. O calouro apenas quer se enturmar com os companheiros, aprender o jogo em nível NFL e se preparar para ser o possível quarterback do futuro dos Eagles. Já Bradford, mesmo descontente em ter um jovem concorrente para competir por posição, terá que ‘engolir o choro’ e trabalhar para provar que merece mais.

E, ao ser perguntado sobre ter que passar uma temporada sentado no banco aprendendo o sistema do Philadelphia Eagles, Wentz deu uma resposta ainda mais clichê.

“Tudo o que me importa é vencer. Se o time está ganhando, eu vou fazer o que puder para ajudar a equipe, seja ser a terceira opção, o reserva direto, o titular, não importa. Eu vou fazer o que posso para me preparar e ajudar o time. Vamos ver como isso se desenrola”, finalizou.

Comments
To Top