NFL

Carolina Panthers corta o safety Kurt Coleman e o defensive end Charles Johnson

Kurt Coleman, safety do Carolina Panthers, e Charles Johnson, defensive end do Carolina Panthers

(Crédito: montagem sobre fotos de divulgação)

O Carolina Panthers anunciou na tarde desta segunda-feira (26) que está dispensando o safety Kurt Coleman e o defensive end Charles Johnson, dois veteranos na franquia da Carolina do Norte.

A dispensa de Coleman libera US$ 2,65 milhões no teto salarial dos Panthers, com o restante do ‘impacto’ de US$ 5,25 milhões do safety sendo absorvidos na forma de ‘dinheiro morto’.

No total, as duas dispensas abrem quase US$ 6 milhões no salary cap de Carolina, já que o corte de Johnson abriu outros US$ 3,25 milhões no cap.

Os Panthers tinham pouco menos de US$ 20 milhões de espaço no teto salarial antes das dispensas de Coleman e Johnson.

A dispensa de Charles Johnson é ainda mais emblemática. O defensive end foi selecionado na terceira rodada do draft de 2007 pelos Panthers, com a 83ª escolha geral, e desde então ele assumiu a segunda colocação na história da franquia em sacks e fumbles forçados, ficando atrás apenas de Julius Peppers.

Charles Johnson soma 67,5 sacks e 19 fumbles forçados, além de 321 tackles combinados, em 143 partidas de temporadas regulares na carreira.

Na temporada 2017, Johnson teve menos espaço na defesa dos Panthers, sendo um jogador de rotação que esteve em campo em 12 partidas na temporada regular, sendo 11 como titular, e não tendo nenhum sack pela primeira vez desde sua temporada de calouro.

O defensive end foi mantido entre os inativos para o jogo de playoffs dos Panthers contra o New Orleans Saints, que selou a eliminação da equipe já na rodada de wild card.

Johnson, que assinou uma extensão de contrato de dois anos em 2017, com valor de US$ 9,5 milhões, foi suspenso por quatro jogos na temporada 2017 depois de violar a política de substâncias ilegais da NFL.

Já Kurt Coleman, que vai completar 30 anos de idade no dia 1º de abril, disputou 12 jogos como titular em 2017, somando 76 tackles combinados e três passes desviados, com nenhuma interceptação.

O ano passado foi a sua terceira temporada com o Carolina Panthers e, com sua saída, a organização terá a chance de buscar um safety mais jovem para compor a secundária.

Selecionado pelo Philadelphia Eagles na sétima rodada do draft de 2010, com a 244ª escolha geral, Coleman atuou na equipe até 2013 e, posteriormente, teve uma passagem de um ano pelo Kansas City Chiefs, em 2014, antes de chegar aos Panthers no ano seguinte.

Em 116 jogos de temporadas regulares na carreira, Kurt Coleman soma 21 interceptações (duas retornadas para touchdown), 36 passes defendidos, quatro fumbles forçados e 519 tackles combinados, além de dois sacks.

Comments
To Top