NFL

Cam Newton é um investimento inteligente e de baixo risco para o New England Patriots

Cam Newton, quarterback do Carolina Panthers

Domingos à noite geralmente são sem graça e a gente já fica pensando na segunda-feira de trabalho, não é mesmo? Mas neste dia 28 de junho teve uma emoção na National Football League. Cam Newton finalmente encontrou uma nova casa e ela se chama New England Patriots.

A informação foi dada em primeira mão pelo jornalista Adam Schefter, da ‘ESPN’ norte-americana, e confirmada por Ian Rapoport, da ‘NFL Network’.

O MVP da NFL em 2015, que estava buscando um novo time desde março, quando saiu do Carolina Panthers, acertou um contrato de um ano para trabalhar com Bill Belichick na franquia de Foxborough.

Segundo informações, o contrato é repleto de incentivos por produtividade. O acordo vai custar cerca de US$ 7,5 milhões para os Patriots. Um investimento de baixíssimo risco para um signal caller que acaba de completar 31 anos de idade e que, se ficar longe das lesões, ainda tem enorme potencial para ser titular na NFL.

Agora, New England deve se apresentar para o training camp, no final de julho, com Newton, Jarrett Stidham e Brian Hoyer como opções no grupo de QBs.

Não podemos negar que Cam Newton caiu demais de rendimento nos últimos quatro anos. Depois que faturou o MVP, ele não foi o mesmo e sua melhor temporada desde então foi em 2018. Naquele ano, ele acertou 67,9% de seus passes para 3.395 jardas, 24 touchdowns e 13 interceptações em 14 jogos. Ele também correu para 488 jardas e quatro TDs.

Mas naquele ano ele já sofreu com problemas físicos (lesão no ombro) e o desempenho individual não se traduziu em bons resultados, com seis vitórias e oito derrotas como titular.

A última vez em que Newton atuou em todos os 16 jogos foi em 2017, quando os Panthers tiveram 11-5 e foram aos playoffs. E, naquela temporada regular, ele acertou 59,1% de seus lançamentos para 3.302 jardas, 22 TDs e 16 INTs. Pelo chão, números mais interessantes, com 754 jardas terrestres e seis TDs.

Então, em 2019, uma lástima. Newton não foi nem sombra do quarterback móvel que é e, depois de sofrer uma lesão no pé na pré-temporada, ele só disputou duas partidas, com 50 passes certos de 89 (56,2%) para 572 jardas. Nenhum TD lançado e uma interceptação. Correndo, foram duas jardas negativas.

O ano terminou na injured reserve e sua passagem pelos Panthers acabou em março, em um divórcio que era questão de tempo.

Agora, novos ares.

Sob um contrato curto e com um valor irrisório, Newton é uma aposta mais do que válida. Ele chega sob uma ligeira pressão de substituir Tom Brady, mas não acho que ele será tratado logo de cara como o salvador da pátria.

Newton chega para ser um QB mais viável para ser titular do que Stidham e Hoyer, sendo mais experiente. E, caso consiga provar que se reabilitou de vez, ele é uma contratação bem legal.

Desde que foi selecionado pelos Panthers com a primeira escolha geral do Draft NFL 2011, ele conquistou coisas interessantes em sua passagem de nove anos pela organização, entre elas:

  • MVP da NFL em 2015;
  • Campeão da Conferência Nacional (NFC) em 2015 (levou o time ao Super Bowl 50 e perdeu para o Denver Broncos na decisão);
  • Primeiro time All-Pro em 2015;
  • Jogador Ofensivo do Ano da NFL em 2015;
  • Três vezes selecionado ao Pro Bowl (2011, 2013 e 2015);
  • Calouro Ofensivo do Ano em 2011.

Isso é um currículo de um QB vitorioso na NFL. E são apenas alguns dos feitos de Newton na liga. Um quarterback que foi responsável por 45 TDs dos Panthers na temporada regular de 2015 (35 aéreos e 10 corridos).

No total de sua carreira na NFL, Newton passou para 29.041 jardas e 182 touchdowns em temporadas regulares, com 108 interceptações. Pelo chão, ele correu para 4.806 jardas e 58 TDs.

Cam Newton é, em resumo, o melhor investimento que os Patriots poderiam ter feito neste momento. Depois de o time não selecionar um jovem QB no Draft NFL 2020, Newton chegando a um mês do training camp significa um pouco mais de tranquilidade para uma torcida que está com o coração doído após a saída do maior ídolo de sua história para o Tampa Bay Buccaneers.

E, para Newton, este contrato curto é a chance de embolar alguns milhões de dólares (não muitos para um QB na NFL) e provar que ainda tem chances de ser titular na liga. Se conseguir, um mercado muito aquecido o aguarda em março de 2021.

Comments
To Top