NFL

Cam Jordan lamenta fato de Ndamukong Suh não ter escolhido o New Orleans Saints

Cameron Jordan, defensive end do New Orleans Saints

(Crédito: Twitter/reprodução)

O New Orleans Saints apareceu no mercado como um dos grandes interessados em contar com os serviços do defensive tackle Ndamukong Suh, mas após uma pequena novela, o pass rusher optou pelo Los Angeles Rams.

O fato de não ter conseguido trazer o ex-defensor do Miami Dolphins é motivo para muita preocupação? Não. A franquia da Louisiana ainda tem uma equipe competitiva e vem de uma temporada muito positiva, com campanha de 11-5 e ida até a rodada de divisão dos playoffs da Conferência Nacional (NFC).

Contudo, um dos grandes pass rushers dos Saints gostaria de jogar com Suh ao seu lado na linha defensiva.

“Trazer um cara como Suh seria uma grande adição de veterano, mas claramente ele escolheu ir para Los Angeles”, disse o defensive end Cameron Jordan, durante uma aparição no programa Up To The Minute Live, da ‘NFL Network’. “Eu não estou dizendo que fiquei desapontado, estou simplesmente dizendo que poderíamos ter tido algo especial. Mas você vai (para jogar) com o Jogador Defensivo do Ano deste último ano, eu entendo, compreendo”, prosseguiu o pass rusher dos Saints, citando o fato de que Suh optou por fazer parte da mesma linha defensiva em que Aaron Donald joga.

“Nós poderíamos ter ido pescar nos finais de semana na Louisiana. Temos coisas que podemos fazer, temos lugares, temos a mentalidade do que vamos fazer. Queremos ir mais longe nos playoffs do que fomos no ano anterior. Eu sinto que L.A., os Rams têm muitas coisas boas vindo para eles (…) Nós ficamos entre os três melhores (da NFC), apenas não fomos finalistas”, observou Cam Jordan.

Caso tivesse optado pelos Saints, Suh jogaria em uma linha que conta com Jordan e o defensive tackle Sheldon Rankins. Em vez disso, o ex-Dolphin vai jogar com Aaron Donald, em um dos miolos de linha defensiva que pode se tornar o mais forte da NFL.

Mas nada que deixe Jordan muito impressionado.

“Acho que temos um núcleo forte. (…) Nossa linha está recheada. Estávamos apenas querendo ficar ainda mais recheados”, falou o camisa 94 dos Saints no NFL Total Access.

Deixando um pouco a free agency de lado, Jordan foi estimulado por Cole Wright, da ‘NFL Network’, a fazer as vezes de general manager caso ele tomasse as decisões relacionadas ao draft.

O defensive end então se divertiu ao pensar nas possibilidades, trazendo à tona nomes de pass rushers, do tight end Mike Gesicki, de Penn State, e tratando com cautela a posição de quarterback, já que os Saints ainda têm Drew Brees jogando muito e só pensam no sucesso para o futuro.

“Se você está procurando por um possível herdeiro, talvez dê a ele o tratamento de Aaron Rodgers (que ficou no banco do Green Bay Packers em seus primeiros anos de NFL). Deixe-o aprender com o melhor (Brees) por alguns anos e, então, o mande para lá. Mas não estou falando nem aqui nem ali, estou simplesmente falando…”, afirmou Jordan, antes de deixar escapar o nome de Lamar Jackson, QB de Louisville.

Então, ele brincou, em uma tentativa de disfarçar: “não, estou dizendo que Sheldon Rankins é de Louisville”.

Comments
To Top