NFL

Calais Campbell: Mathieu é ‘o coração e alma’ da defesa dos Cardinals; veja manchtes

No Huddle – O boletim de notícias de NFL do Quinto Quarto

– Calais Campbell chama Tyrann Mathieu de ‘o coração e a alma' da defesa dos Cardinals: na franquia desde 2013, o safety Tyrann Mathieu já conquistou um espaço no coração de Campbell, defensive end dos Cardinals desde 2008. Depois de Mathieu renovar com a franquia por cinco anos e US$ 62,5 milhões, Campbell disse que o safety era merecedor. “Quando ele entra em campo, nós ficamos esse tanto melhores. Ele é muito merecedor”, disse o defensive end.

– Investigação de Ezekiel Elliott em caso de violência doméstica está quase concluída: running back selecionado como quarta escolha geral do último draft pelo Dallas Cowboys, Ezekiel Elliott foi acusado de violência doméstica, mas ele negou a alegação. Uma mulher que afirma ser uma ex-namorada que morava com Elliott acusou o running back de agredi-la várias vezes ao longo da última semana, enquanto ele não só nega a agressão como afirma que nunca morou com ela. Agora, segundo a promotoria de Colombus, a investigação está quase completa.

– Rex Ryan, técnico do Buffalo Bills, compara velocidade de Reggie Bush a uma Ferrari: contratado pelo Buffalo Bills nesta offseason, o running back já chamou a atenção do técnico da franquia, animado com a velocidade de Bush. “Em primeiro lugar, com Reggie Bush, ele tem um grande talento, mas nós queremos que ele seja quase como aquela Ferrari que a gente liberta e deixa as pessoas tipo ‘cara, ele está lá fora!’ Mas eu também não quero fazê-lo correr demais”, disse Ryan para o programa ‘Good Morning Football’.

– Jay Gruden, técnico do Washington Redskins, afirma que o time irá trabalhar estratégia para nova regra do touchback: a partir da temporada de 2016, os times serão posicionados na linha de 25 jardas após o touchback, o que pode fazer as franquias repensarem o procedimento dos kickers, a fim de evitar que o adversário ganhe 25 jardas para retornar o chute. Os Redskins, por exemplo, irão experimentar suas possibilidades. “Vamos tentar algumas das coisas ‘do cão’ e tentar fixá-los de volta. Você sabe, nós não queremos apenas sucumbir à linha de 25 jardas”, explicou Gruden nesta quarta-feira.

– Michael Vick segue treinando na esperança de ser contratado: sem time desde a última temporada, quando jogou pelo Pittsburgh Steelers, o quarterback ainda acredita que pode jogar mais um bom ano antes de se aposentar. Então, com ou sem contrato à vista, ele continua mantendo a forma física. “Estou na Flórida com minha família, esperando uma oportunidade”, comentou Vick para a ‘ESPN’ americana.

– Myles Jack, linebacker novato do Jacksonville Jaguars, divide repetições com jogadores titulares: no training camp desta quarta-feira, Jack já treinou lado a lado com os titulares da franquia. Segundo o coordenador defensivo da franquia, Todd Wash, o calouro já começou nesta quarta-feira. Com o veterano Paul Posluszny tirando o dia de folga, Myles Jack teve uma chance maior de se mostrar.

– Tom Jackson, analista de NFL na ‘ESPN’ americana, se aposenta após 29 anos: locutor de rádio membro do Hall da Fama e membro do Ring of Fame do Denver Broncos, Jackson terá nesta sua última semana de trabalho. “Eu tenho sido abençoado em minha vida adulta por trabalhar para duas empresas, o Denver Broncos e ESPN, fazer duas coisas que eu amo – jogar futebol e falar sobre futebol”, disse Jackson ao anunciar o fim de sua carreira.

– Donovan McNabb acha que a forma dos Eagles construírem o esquema dos quarterbacks é “burra”: quarterback aposentado desde 2011, McNabb jogou por onze temporadas no Philadelphia Eagles e continua acompanhando o time. A contratação dos quarterbacks, por exemplo, ele considera bastante aquém do ideal. “Você tem Chase Daniel e agora você assina – o que foi burrice – você assina Sam Bradford um acordo de vários anos e lhe dá muito dinheiro e então você troca escolhas para subir para n° 2 [no draft e escolhe o QB Carson Wentz] -, que (também) foi burrice”, disse o ex-quarterback para o ‘BillyPenn.com’.

– Dan Quinn, técnico dos Falcons, nega que Dwight Freeney foi contratado para treinar: aos 36 anos de idade e 14 de NFL, o linebacker foi contratado pelo Arizona Falcons para ajudar seus colegas de posição no time. A ideia, como era de se esperar, acabou levantando rumores de que Freeney iria dar uma mão na equipe técnica da franquia. Dan Quinn, entretanto, negou a possibilidade. “Nós o trouxemos aqui para [fazer] pass rush”, garantiu o técnico nesta quarta-feira.

– Barack Obama reduz pena da avó de Demaryius Thomas: nesta quarta-feira, o wide receiver do Denver Broncos foi informado que o presidente dos Estados Unidos decidiu dar uma bela colher de chá para sua avó. Condenada a prisão perpétua na Geórgia, Minnie Pearl Thomas agora continuará presa apenas até o dia 1° de dezembro. “É uma bênção”, comemorou o jogador quando soube a grande notícia.

– Dirk Koetter, técnico do Tampa Bay Buccaneers, anuncia Cameron Brate como tight end titular: rumo à sua terceira temporada pela franquia, Brate terá em 2016 seu lugar ao sol. “Eu não acho que é nenhum grande segredo que Cam está trabalhando com o primeiro grupo”, disse o treinador Dirk Koetter, via ‘The Tampa Bay Times’. “Estamos com bom elenco entre os tight ends e Cam está no topo no momento”.

– Coordenador ofensivo dos Packers coloca retorno de Jordy Nelson como apenas questão de tempo: durante o training camp da franquia, no último mês de julho, o wide receiver teve um pequeno contratempo no joelho e não tem prazo definido para retornar ao campo. Entretanto, a franquia acredita que isso acontecerá em breve. “Nós pensamos que com este programa estabelecido, o tratamento que ele está recebendo, o esforço que ele está colocando nisso, é apenas uma questão de tempo”, disse Edgard Bennett.

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top