NFL

Vontaze Burfict é reintegrado após suspensão de 12 jogos; veja boletim

Vontaze Burfict, linebacker do Oakland Raiders

A National Football League reintegrou o linebacker Vontaze Burfict no mês passado, como apurou o jornalista Tom Pelissero, da ‘NFL Network’, na edição desta segunda-feira (24) do programa NFL Now.

Burfict cumpriu uma suspensão de 12 jogos depois de uma pancada de capacete contra capacete dada no tight end Jack Doyle, do Indianapolis Colts, durante a temporada 2019 e por repetidas violações das regras de segurança dos jogadores enquanto ele estava no Oakland Raiders.

Pelissero acrescentou que Burfict deve se tornar um free agent irrestrito neste ano. A free agency começa no dia 18 de março.

Burfict está treinando em Arizona State, sua universidade, onde Marvin Lewis, seu ex-head coach no Cincinnati Bengals, está servindo como co-coordenador defensivo.

Peter Schaffer, agente de Burfict, disse a Pelissero que o LB passou a offseason assistindo gravações e conversando com treinadores, executivos da liga e outros experts sobre o código apropriado de conduta.

“Ele está falando sério sobre voltar e fazer as coisas da maneira certa”, afirmou Schaffer.

A suspensão de Burfict foi a quarta da carreira do defensor na NFL e a terceira por incidentes ocorridos dentro de campo.

Em 2016, Burfict foi suspenso por três jogos por várias violações das regras de segurança dos jogadores. Em 2017, o linebacker foi suspenso por cinco jogos por acertar um jogador indefeso, que foi reduzido para três jogos após recurso. Em 2018, Burfict perdeu quatro jogos por uma violação da política de substâncias para melhoria de desempenho da NFL. E o linebacker também foi multado por multas por pancadas ilegais ao longo de sua carreira.

Confira mais movimentações ao redor da NFL nesta segunda (24):

– O safety Justin Simmons não deve sair do Denver Broncos. O defensor, que tem experiência de quatro anos na NFL, deve ter a franchise tag aplicada pelos Broncos. O próprio jogador disse isso na rádio ‘SiriusXM NFL’, nesta segunda.

“Esperamos receber a franchise tag”, disse Simmons, em entrevista aos apresentadores Bruce Murray e Brady Quinn. “Estamos meio que otimistas, porque no passado, quando os Broncos usavam a tag e Elway a usou, eles sempre fecharam um acordo de longo prazo”, frisou.

Não chega a ser uma surpresa que Simmons receberá a franchise tag, já que ele vem de sua melhor temporada. Em 2019, ele foi titular em todos os 16 jogos pelo segundo ano seguido e somou quatro interceptações e 15 passes defendidos, maiores marcas de sua carreira, com 93 tackles. O safety liderou os Broncos nos dois primeiros quesitos e, em tackles, ele ficou atrás apenas do linebacker Todd Davis.

Selecionado na terceira rodada do draft de 2016, Simmons atuou sob o último ano de seu contrato de calouro nesta temporada.

– O Jacksonville Jaguars deve negar a opção de US$ 19,5 milhões prevista no contrato do defensive tackle Marcell Dareus. A informação foi apurada por Ian Rapoport, da ‘NFL Network’.

Jacksonville tinha até o dia 25 de fevereiro para tomar a decisão.

Atualmente com 29 anos, Dareus apareceu em seis jogos em 2019 (semanas 2 a 7), somando 0,5 sack e 13 tackles. Sua temporada terminou de forma precoce no dia 25 de outubro, quando ele foi colocado na injured reserve após passar por uma cirurgia de músculo central.

Em duas temporadas e meia na franquia da Flórida, Dareus somou 65 tackles, 2,5 sacks, dois passes defendidos e um fumble forçado em 30 jogos (22 como titular).

Pro Bowler em 2013 e 2014, Dareus passou as primeiras sete temporadas de sua carreira no Buffalo Bills, time que o selecionou com a terceira escolha geral do draft de 2011. Ele chegou aos Jags em outubro de 2017, em troca por uma escolha condicional de sexta rodada do draft de 2018.

Dareus vai completar 30 anos no dia 13 de março.

Rapoport também apurou que os Jaguars também vão declinar a opção para o linebacker Jake Ryan, que teria garantido a ele US$ 1 milhão de seu salário-base de US$ 5,5 milhões para 2019.

– O Atlanta Falcons devem exercer a opção de US$ 2 milhões no contrato do quarterback Matt Schaub para 2020. A informação foi apurada por Tom Pelissero, da ‘NFL Network’.

– O Seattle Seahawks está contratando Eliot Wolf e Alonzo Highsmith, ex-executivos do Cleveland Browns, como consultores para o processo pré-draft. A informação foi apurada por Mike Garafolo, da ‘NFL Network’.

Os dois passaram as últimas duas temporadas em Cleveland, com Wolf servindo como general manager assistente e Highsmith como vice-presidente de elenco

Comments
To Top