NFL

Com reforços ofensivos, Buffalo Bills aproveita bênção do contrato de calouro

Josh Allen e LeSean McCoy, jogadores do Buffalo Bills

Com dinheiro de sobra para gastar na free agency, o Buffalo Bills começou a fazer o trabalho sujo cedo. Segunda melhor defesa em jardas totais por jogo (294,1) em 2018, atrás apenas do Baltimore Ravens, a equipe comandada por Sean McDermott precisava construir o seu ataque.

Com Josh Allen definido como o quarterback do futuro, a equipe do estado de Nova York não podia ficar estacionada como o terceiro pior ataque total, sendo o segundo pior no jogo de passes.

Com a melhor commodity que existe na NFL hoje, um QB titular promissor com contrato de calouro (média salarial de US$ 5,3 milhões por ano), o general manager Brandon Beane estava com mais de US$ 70 milhões de espaço na folha salarial. Essa janela de oportunidade dura pouco (mais três anos), por isso a solução é ir às compras.

Sabendo que seu corpo de recebedores é um dos piores da NFL, Beane foi ousado e chegou a encaminhar a troca para adquirir Antonio Brown, que no final foi para o Oakland Raiders. Com seu plano principal frustrado, os wide receivers Cole Beasley e John Brown foram contratados, assim como o tight end Tyler Kroft.

Apesar de não serem wide receivers número 1, ambos serão fundamentais para o ataque os Bills ter mais corpo na temporada. Brown despontou em sua segunda temporada na liga, quando teve mais de mil jardas recebidas. No entanto, lesões lhe atrapalharam em 2016 e 2017 e, em 2018, ele teve um ressurgimento com 42 recepções para 715 jardas e cinco touchdowns.

Mesmo não tendo se tornado um grande nome como alguns projetaram, ele é especialista nos passes profundos e Josh Allen liderou a liga em média de passes longos. Aliás, seu maior ponto positivo nas análises pré-Draft, que sempre o destacavam como verde para a NFL, era justamente ter um braço forte.

Por sua vez, Beasley chega para atuar no slot e conseguir jardas em rotas curtas. Vamos ver se Allen evoluiu na leitura e progressões para fazer o jogo aéreo avançar.

Além disso, o Buffalo Bills conseguiu tapar uma de suas principais carências no mercado ao acertar contrato com o center Mitch Morse. O jogador de 26 anos foi um dos responsáveis por proteger o MVP Patrick Mahomes em 2018 e dará estabilidade na linha ofensiva da equipe de Sean McDermott.

Conhecido por ir bem nos bloqueios tanto em jogadas de passe como de corrida, ele não cede um sack desde 2016. Também chegaram Ty Nsekhe, que fez um bom trabalho no Washington Redskins em um sistema de rotação, e Spencer Long.

Por fim (sem contar as movimentações defensivas), Josh Allen terá nova arma no jogo corrido, o que poderá deixar o seu estilo ainda mais letal. A equipe nova-iorquina teve o nono melhor ataque terrestre em 2018 e trouxe Frank Gore. O veterano foi peça importante no Miami Dolphins, que começou bem a temporada e sentiu sua falta na reta final. Este ajudará no rodízio com LeSean McCoy (514 jardas terrestres e três touchdowns na última temporada), que teremos que ver quanto tem no tanque. Se 100%, ainda é um dos melhores RBs da NFL.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

The buffalobills’ new RB duo is LEGENDARY. 😱 @shadymccoy @frankgore (via @nflthrowback)

Uma publicação compartilhada por NFL (@nfl) em

E todo o espaço no teto ainda colocam a equipe como uma das candidatas por Le’Veon Bell. Se Bell chegar… toquem o sino que as coisas em Buffalo podem começar a abalar (a não ser que os Patriots sigam dominando como sempre e os quatro vices em Super Bowls se tornem vices na AFC East).

É claro que isso não é tão provável, já que a equipe tem McCoy e pode usar de forma mais inteligente seu dinheiro. Mas não é demais citar.

No balanço, o time do estado de Nova York conseguiu reforçar seu anêmico ataque o melhor que podia antes do draft. Agora resta esperar para ver o que sairá da nona escolha geral e do restante do trabalho de Beane nos três dias de seleção. A estratégia é clara: aproveitar a bênção que é ter um quarterback interessante recebendo pouco para os padrões da liga.

Comments
To Top