NFL

Bruce Arians ficou com raiva e se sentiu traído quando foi demitido pelos Steelers

(Crédito: Instagram/reprodução)

(Crédito: Instagram/reprodução)

A separação entre Bruce Arians e Pittsburgh Steelers foi há quatro anos. Mas o profissional ainda parece não ter digerido completamente o assunto. Em entrevista ao programa Real Sports, da ‘HBO’ dos Estados Unidos, o atual técnico do Arizona Cardinals falou abertamente sobre sua saída da equipe da Pensilvânia.

Arians foi coordenador ofensivo dos Steelers entre as temporada 2007 e 2011. Seu contrato então expirou no começo de 2012 e ele ressaltou que o jeito como o Pittsburgh Steelers o deixou ir embora o deixou com raiva e sentindo-se traído.

Ele até se lembra de uma discussão que teve com Mike Tomlin, técnico principal dos Steelers, que acabou levando ao divórcio abrupto.

“Eu recebi um telefonema na segunda-feira e (Tomlin) disse: ‘eu não posso te dar o dinheiro’. Eu disse ‘Ok’. Ele disse: ‘não, eu não posso te dar um contrato’”, relembrou Arians. “Eu disse: ‘você está me demitindo?’. Ele disse: ‘não’. ‘Bem… é apenas uma questão de palavras, Mike. Ok. Se eu não tenho um contrato, estou demitido’”, completou.

“(Tomlin) disse: ‘eu vou lá para baixo a conversar’. E eu disse: ‘por que desperdiçar o dinheiro e o tempo?’. E assim foi. Subi as escadas e contei para minha esposa. Eu nunca tinha visto ela chorar. E ela chorou”, prosseguiu.

Durante o tempo em que foi coordenador ofensivo de Pittsburgh, os Steelers foram ao Super Bowl em duas oportunidades e ficaram com o título na temporada 2008, quando o time venceu o Super Bowl XLIII.

Ao explicar por que sentiu-se traído pela organização, Bruce Arians afirmou que foi porque ele achou que “fez um bom trabalho”.

“Talvez não seja a imagem correta, mas foi um trabalho muito bom. Eu estava chateado. Mas, novamente, o tempo cura as coisas”, observou.

O atual técnico do Arizona Cardinals foi questionado sobre o que ele acha que custou sua vaga como coordenador do Pittsburgh Steelers e Bruce citou o seu “estilo de ataque”, frisando que o time sentiu que ele “não corria com a bola o suficiente”. Outro motivo apontado foi o seu relacionamento saudável com o quarterback Ben Roethlisberger, que a franquia achava que era próximo demais.

Oficialmente, os Steelers nunca demitiram Bruce Arians e o time divulgou um curto comunicado em janeiro de 2012 afirmando que Arians tinha “decidido” se aposentar.

Também na entrevista à ‘HBO’, Bruce Arians confessou que ele estava “legitimamente aposentado” após sua saída do Pittsburgh Steelers, mas dias depois surgiu a oportunidade de ele se tornou o coordenador ofensivo do Indianapolis Colts, quando ele fez parte da comissão técnica de Chuck Pagano. Posteriormente, Arians ainda assumiu o cargo de técnico interino dos Colts, quando Pagano foi diagnosticado com leucemia. Neste ano, ele conseguiu vencer o prêmio de Técnico do Ano da NFL mesmo ocupando o cargo interinamente.

Depois de um ano com o Indianapolis Colts, Chuck Pagano foi contratado para ser técnico principal do Arizona Cardinals e está lá até hoje, transformando novamente a franquia em uma das potências da National Football League.

A entrevista completa com Bruce Arians vai ao ar nos Estados Unidos nesta terça-feira (21).

Comments
NFL, NBA e MLB. Notícias, relatos e colunas. E uma pitada de humor de tiozão. Contato: [email protected]
Copyright © 2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18


Jogue com responsabilidade


Copyright © 2015 The Mag Theme. Theme by MVP Themes, powered by Wordpress.

To Top