NFL

Brock Osweiler reclama de laser verde vindo das arquibancadas do Estádio Azteca

Brock Osweiler sofre com laser verde durante jogo da NFL no México

(Crédito: Twitter/reprodução)

O quarterback Brock Osweiler, do Houston Texans, sofreu um laser verde que veio das arquibancadas do Estádio Azteca, na Cidade do México, durante a derrota do seu time para o Oakland Raiders por 27 a 20, na noite desta segunda-feira (21). O signal caller se referiu ao problema como “muito perturbador”.

“Eu ainda estou coletando informações sobre o que aconteceu exatamente, mas tudo o que sei neste momento é que, quando estávamos lá em campo no ataque, várias vezes eu vi um laser verde vindo das arquibancadas. Houve várias vezes em que ele, definitivamente, me atingiu nos olhos. E foi muito perceptível”, declarou o camisa 17, claramente incomodado com o incidente.

Ao longo de quase toda a partida, algum torcedor presente no estádio utilizou o laser para incomodar o signal caller do time texano enquanto o ataque de Houston estava presente no gramado. E Osweiler se negou a dizer que a luz fez a diferença no resultado final do jogo, mas garantiu que isso o atrapalhou.

“Certamente, ter um laser colocado no seu globo ocular definitivamente afeta como você joga”, observou.

O técnico Bill O’Brien, do Houston Texans, não comentou sobre o laser verde, dizendo que era mais uma questão de segurança. E os jogadores do time do Texas não foram os únicos que perceberam a luz.

“Sim, aquilo foi meio estranho. Eu vi isso, e eu achei que estava na Twilight Zone”, observou o defensive end Khalil Mack, do Oakland Raiders.

Brock Osweiler frisou que nunca passou por uma situação parecida durante um jogo de futebol americano.

“Eu nunca havia experimentado um laser sendo jogado no meu olho durante um jogo de futebol americano, muito menos em um jogo profissional da National Football League. Então, eu acho que foi decepcionante, mas no final das contas não foi por isso que perdemos o jogo. Isso foi apenas um fator pequeno. Mas certamente afetou como eu estava jogando”, finalizou.

Segundo um porta-voz da NFL, a equipe de segurança do estádio estava ciente do problema durante o jogo.

De acordo com Sean McDonough, da ‘ESPN’ norte-americana, os seguranças do estádio estavam tentando encontrar o responsável para removê-lo do local. Mesmo assim, o laser continuou incomodando na segunda metade de partida.

Mesmo que seja um pequeno incidente, problemas como esse podem afetar a imagem do México como um país capaz de receber uma partida de tão alto padrão como a NFL exige e, certamente, um laser atrapalhando um atleta diretamente não será visto com bons olhos pela liga.

Comments
To Top