NFL

Brett Favre afirma que jogou a final da NFC em 2009 com concussão

Crédito: Instagram/reprodução

Brett Favre, quarterback Hall of Famer, revelou que jogou com uma concussão durante a final da NFC em 2009 contra o New Orleans Saints.

Durante entrevista antes da estreia do seu documentário “Shocked: A Hidden Factor in the Sports Concussion Crisis”, o ex-signal caller dos Vikings e dos Packers foi convidado a relembrar suas memórias desse jogo, que ele disse que foi o mais violento que ele já teve em 20 anos na NFL.

A partida posteriormente foi investigada como parte do escândalo de recompensa da franquia da Louisiana, no qual vários membros da organização foram acusados de pagar recompensas por lesionar os adversários intencionalmente. A NFL julgou que as alegações eram verdadeiras em 2012, o que fez o head coach Sean Payton ficar suspenso por uma temporada, entre outras punições.

Na época, diversos jogadores e treinadores dos Vikings acusaram os atletas dos Saints de tentarem tirar Favre do jogo.

“Uma concussão não precisa necessariamente ser um nocauteado e te retirar do jogo. O novo protocolo está aí para te tirar do jogo mesmo se você não estiver indo para a linha lateral ou seu braço esteja duro ou qualquer outra coisa”.

“Você pode até funcionar como se não tivesse uma concussão, mas, se você tem na cabeça sinos ou fogos de artifício, o protocolo diz que você deve sair do jogo. Naquele jogo, havia algo tocando na minha cabeça, uma neblina. Houve duas vezes em que fui atingido por Darren Sharper (ex-safety dos Saints). Ele pulou na minha cabeça e ambos foram golpes devastadores, mas fiquei no jogo. Um deles rendeu uma flag (falta), outro não. Por que eles não jogaram no outro, não tenho ideia. Se a cabeça está com sinos tocando ou fogos de artifício, isso é uma concussão e eu tinha isso”, completou Favre.

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top