NFL

Brandon Marshall sobre pancadas em Cam Newton: “não somos sujos”; veja as manchetes da terça-feira

No Huddle – O boletim de notícias de NFL do Quinto Quarto

– Cam Newton, quarterback do Carolina Panthers, levou, pelo menos, quatro pancadas capacete com capacete durante o jogo contra o Denver Broncos, contudo o linebacker Brandon Marshall não acha que a defesa da franquia do Colorado é maliciosa.

“Nós não somos sujos”, disse Marshall ao ‘Denver Post’. “Quando eu penso em sujo, eu penso em pisar no tornozelo de alguém que está na parte de baixo de uma pilha de jogadores. Coisas assim. Nós apenas jogamos duro, cara. Só porque batemos algumas vezes na cabeça de Cam, isso não nos faz sujos. Olhe para algumas jogadas sujas na liga. Há um monte de caras sujos e esse não é o nosso modus operante”, completou Marshall.

– Robert White, chefe da polícia de Denver, se reuniu com o linebacker Brandon Marshall e levou o jogador para conhecer alguns dos treinos dos policiais, como o de decisão para do policial de atirar ou não. Depois do encontro, ele comentou o protesto do atleta contra a opressão sofrida pelos negros.

“Há muitas pessoas que se movimentam contra problemas e muitas querem ser negativas e, como os meus filhos dizem, ‘haters’, não importa o que você faz ou deixa de fazer”, falou White. “(Marshall) tem problemas e ele tem perguntas com como isso se relaciona com o que fazemos. Ele reconheceu alguns desses desafios e ele quer fazer algo sobre isso. E parte de fazer algo é ir para onde você acha que esses problemas começam”.

– Darrelle Revis, cornerback do New York Jets, está vindo de um de seus piores jogos da carreira, contudo ele acredita que ele irá se recuperar. “Eu estou confiante. Eu já passei pelas trincheiras antes”, disse ele.

– Um dia após perder para o Pittsburgh Steelers por 38 a 16, o Washington Redskins recontratou o veterano defensive lineman Cullen Jenkins. O jogador havia sido contratado antes do último jogo da pré-temporada, mas ele foi cortado no dia final para as dispensas.

– O Miami Dolphins colocou o defensive tackle Earl Mitchell na injured reserve e assinou contrato com o linebacker Donald Butler depois de ter um treino com Butler. Mitchell perdeu o training camp, mas havia retornado para a estreia da equipe da Flórida no domingo.

– Um dia após Robert Griffin III ter sido colocado na injured reserve e dois após perder para o Philadelphia Eagles, Hue Jackson, treinador o Cleveland Browns, disse que não se arrepende de ter trocado a segunda escolha geral do draft.

“Não, nós não temos (arrependimento)”, disse Jackson pelo ‘Cleveland.com’. “Isso é uma coisa que eu posso dizer com certeza que não aconteceu. Ele teve um bom jogo e eu respeito isso. Ele é um bom garoto e eles têm bons treinadores, uma boa organização e ele está indo bem, mas isso foi apenas um jogo”.

– Antonio Brown, wide receiver do Pittsburgh Steelers, disse que Josh Norman, cornerback do Washington Redskins, queria jogar no um contra um com ele.

“Tenho certeza que ele queria jogar comigo, mas eu não sei se foi o esquema do treinador ou o que eles pensaram”, disse Brown. “Eu sei que ele queria contra mim no um contra um o jogo todo se dependesse dele”.

– J.J. Watt, defensive end do Houston Texans, não teve um desempenho comum no último domingo. Watt, que perdeu quase toda a pré-temporada, não foi tão bem como o usual na vitória sobre o Chicago Bears.

“Eu estou tirando um pouco da ferrugem”, disse Watt. “Eu acho que a medida que avançamos, eu vou começar a me sentir totalmente novo, mas há, definitivamente, algumas coisas que eu gostaria de ter feito diferente”.

– Avry Willliamson, linebacker do Tennessee Titans, não deverá ser multado por ter utilizado uma chuteira especial par aprestar homenagem às vítimas do ataque terrorista de 11 de setembro.

– Colin Kaepernick, quarterback do San Francisco 49ers, respondeu após escutar Trent Dilfer dizer que jogadores reservas deveriam ficar quietos.

“Eu acho que é um dos comentários mais ridículos que eu já ouvi”, disse Kap. “O fato de você dizer: ‘você é reserva, fique no seu lugar’ é um problema. Para mim, você está me dizendo que minha posição de quarterback reserva e de ficar quieto é mais importante do que a vida das pessoas. Gostaria de pedir para ele conversar com as famílias das pessoas que foram assassinadas para ver se ele ainda se sente assim. Só porque ele não experimentou esse tipo de opressão”.

– Buscando suprir a ausência de mulheres nas posições de scouts e treinadoras, a NFL nomeou Sam Rapoport como diretor de desenvolvimento de futebol americano. O papel de Rapoport será identificar mulheres bem informadas e treiná-las para criar um espaço para mulheres nas redes de contatos que levam a cargos no futebol americano.

– Kenny Stills, wide receiver do Miami Dolphins, se explicou nessa terça-feira. O jogador deixou uma bola cair que, claramente, viraria um touchdown. O placar final foi 12 a 10 para o Seattle Seahawks.

“Eu pensei que alguém estava comigo”, disse Stills, que estava sozinho no lance. “Eu não percebi até que a bola cair que ninguém estava comigo”.

Comments
To Top