NFL

Brandon Brooks foi removido de jogo com problema de ansiedade; veja boletim de lesões

Brandon Brooks, guard do Philadelphia Eagles

O right guard Brandon Brooks, do Philadelphia Eagles, foi removido do jogo de domingo contra o Seattle Seahawks devido a uma doença relacionada à ansiedade.

Brooks, que sempre se mostrou aberto a falar sobre ansiedade, utilizou suas redes sociais para falar sobre o ocorrido durante a derrota por 17 a 9 para os Seahawks.

“Eu gostaria de abordar o que aconteceu ontem. Acordei e tive minha rotina típica de vômito matinal. Não desapareceu como normalmente acontece, mas imaginei que se acalmaria assim que chegasse ao estádio. Sim, mas me senti exausto. A náusea voltou e tentei lutar contra ela e fui lá para a primeira campanha ofensiva. A náusea e o vômito voltaram até que saí do campo e tentei de tudo para voltar pelos menos companheiros de equipe, mas não foi capaz de fazer isso”, escreveu. “Não se enganem, eu não tenho vergonha ou me sinto envergonhado do que eu passo diariamente. Eu tenho isso sob controle há alguns anos e tive um contratempo ontem. A única coisa com que estou chateado é que, quando meu time precisou de mim, não pude estar lá com eles e para eles. Por fim, agradeço o apoio de meus treinadores, colegas de equipe e torcedores. Isso não passa despercebido”, completou.

Brooks já perdeu cinco jogos durante sua carreira como resultado da doença relacionada à ansiedade. Antes deste domingo, suas ausências mais recentes haviam sido em 2016, quando o guard ficou fora de dois jogos em um intervalo de três semanas.

Foi na ocasião que ele realmente tentou começar a chegar à causa do problema. Ele foi diagnosticado com uma condição de ansiedade e começou a tomar medidas proativas, incluindo se consultar com um psicólogo uma vez por semana. Ele passou duas temporadas completas sem perder um jogo sequer.

Brooks foi ajudado por sua amizade com o right tackle Lane Johnson, que ficou fora do jogo de domingo com uma concussão. Johnson também tem problemas com ansiedade. Os dois compartilham que, muitas vezes, vomitam ao mesmo tempo antes do jogo e trocam mensagens de texto para brincar com o fato.

O técnico Doug Pederson falou sobre o assunto durante sua aparição semanal na rádio ’94.1 WIP’ nesta segunda.

“Este não é um problema de futebol americano com Brandon; é um problema da vida real que ele já revelou e publicamente abordou e meio que compartilhou sua história há alguns anos. É algo com o qual ele está lidando todos os dias de sua vida. Você nunca sabe realmente o que desencadeia. Estamos aqui para apoiá-lo. Nós o amamos. É uma pena que tenha acontecido, mas é algo com o qual ele lida diariamente. Nós apenas vamos continuar a apoiá-lo”, falou o head coach.

Selecionado na terceira rodada do draft de 2012 pelo Houston Texans, Brandon Brooks se tornou um dos melhores jogadores de linha ofensiva da NFL desde que se juntou aos Eagles na free agency de 2016.

O Philadelphia Eagles o tornou o guard mais bem pago da NFL em novembro, quando selou uma extensão de contrato de quatro anos com Brooks, com valor total de US$ 56,5 milhões, com US$ 30 milhões em garantias. O acordo mantém o guard de 30 anos de idade com vínculo com a franquia até a temporada 2024 da NFL.

Confira mais notícias de lesões ao redor da NFL nesta segunda (25):

– O Indianapolis Colts colocou o tight end Eric Ebron na injured reserve nesta segunda-feira devido a uma lesão no tornozelo. Em decisão correspondente, a franquia fechou com o tight end Ross Travis para o elenco ativo.

Ebron atuou na derrota para o Houston Texans, no último Thursday Night Football, fazendo quatro recepções para 44 jardas mesmo perdendo dois dias de treinos devido à contusão no tornozelo.

Em um tweet, Ebron disse que o tornozelo vinha o incomodando desde o começo da temporada, mas ele vinha tentando arrastar a cirurgia até a próxima offseason. Entretanto, a dor se tornou insuportável e ele decidiu iniciar o processo de reabilitação o mais rapidamente possível.

Ebron foi eleito ao Pro Bowl em sua primeira temporada nos Colts em 2018, quando recebeu 66 passes para 750 jardas e 13 touchdowns. Nesta temporada, sua produção caiu bastante e ele soma apenas 31 recepções para 375 jardas e três touchdowns.

Em sua carreira de seis anos na NFL até agora, Ebron soma 283 recepções para 3.195 jardas e 27 touchdowns. Ele será um free agent ao final da temporada.

O técnico Frank Reich, dos Colts, também disse que o running back Marlon Mack não atuará novamente nesta semana, depois de fraturar a mão na semana 11.

– Em outra notícia do Philadelphia Eagles, mais testes realizados na mão direita do quarterback Carson Wentz revelaram que ele sofreu apenas uma lesão no dedo médio, segundo o técnico Doug Pederson.

Wentz, que sofreu a lesão na segunda metade da derrota para o Seattle Seahawks, não deve perder treinos e, desta forma, provavelmente atuará no próximo final de semana contra o Miami Dolphins.

A contusão de Wentz ocorreu no terceiro quarto, quando ele aplicou um tackle em Quinton Jefferson após um handoff mal feito com o running back Miles Sanders que se transformou em um fumble.

Houve mais notícias positivas no DM dos Eagles, já que o right tackle Lane Johnson disse que ele deve ser liberado do protocolo de concussão nesta semana. O trauma o manteve fora do jogo contra Seattle.

O running back Jordan Howard, contudo, “ainda não ganhou novamente a força total em seu ombro”, após se lesionar contra o Chicago Bears na semana 9, de acordo com Pederson. Howard continuará a treinar de maneira limitada nesta semana.

– No Los Angeles Chargers, o safety Derwin James está mais próximo de voltar aos gramados. O técnico Anthony Lynn anunciou em sua coletiva de imprensa nesta segunda que o defensive back foi oficialmente designado para retornar da injured reserve.

James estava se reabilitando desde agosto, após passar por cirurgia para reparar uma fratura por estresse no pé.

– No Kansas City Chiefs, o técnico Andy Reid disse nesta segunda que está otimista em relação à disponibilidade do wide receiver Tyreek Hill, atualmente lesionado, para o jogo de domingo contra o Oakland Raiders, no Arrowhead Stadium.

“Eu acho que ele estará bem. Vamos ver como vai. Ouça, estou otimista. Eu amo como ele joga o jogo”, afirmou Reid sobre Hill, que lesionou o músculo posterior da coxa no jogo da semana 11 contra o Los Angeles Chargers.

Reid disse que Hill passou um tempo trabalhando com o preparador físico Rick Burkholder nas instalações dos Chiefs na semana passada, enquanto seus companheiros de equipe estavam afastados devido à folga.

– No New York Giants, o safety Jabrill Peppers deve ficar afastado por um tempo depois que o time anunciou que ele sofreu uma fratura no processo transverso das costas durante a derrota para o Chicago Bears.

O wide receiver Golden Tate também se lesionou no jogo, sofrendo uma concussão devido à forma como ele caiu em sua recepção para touchdown de 23 jardas no último quarto do revés por 19 a 14. Ele está no protocolo de concussão.

Não há cronograma para o retorno de Peppers, mas os Giants acreditam que possa ser nesta temporada. Tudo vai depender da tolerância do jogador à dor.

– No Carolina Panthers, o defensive tackle Dontari Poe vai passar por uma cirurgia para reparar uma ruptura no quadríceps e está fora do restante da temporada. A informação é da jornalista Josina Anderson, da ‘ESPN’.

Poe sofreu a lesão durante a derrota por 34 a 31 para o New Orleans Saints, neste domingo.

Selecionado com a 11ª escolha geral do draft de 2011 pelo Kansas City Chiefs, Poe teve quatro sacks nesta temporada, ficando a apenas dois da melhor marca de sua carreira, obtida nos Chiefs em 2014. Na semana passada, o coordenador defensivo Eric Washington chamou Poe de membro mais subestimado da defesa dos Panthers.

– No Denver Broncos, o técnico Vic Fangio disse aos repórteres que o linebacker Von Miller passou por tratamento e exames em seu joelho nesta segunda. “Ele está bem neste momento”, falou o head coach.

– Após ficar fora da semana 12, o running back James Conner (ombro) trouxe uma atualização de sua condição à rádio ’93.7 The Fan’ e seu status para a semana 13 contra o Cleveland Browns não parece promissor.

“Eu preciso ser inteligente. Se não, então a cirurgia precisará ser feita. Eu tive um pequeno contratempo contra Cleveland (na semana 11). Está me matando não estar lá fora. Os ligamentos precisam ficar mais fortes”, frisou o RB, que vem lidando com a contusão há algumas semanas.

– No New Orleans Saints, o left tackle Terron Armstead sofreu uma entorse na parte superior do tornozelo durante a vitória no domingo e não vai atuar na quinta-feira de Dia de Ação de Graças contra o Atlanta Falcons, segundo Ian Rapoport, da ‘NFL Network’. Armstead será avaliado semana a semana.

– No Green Bay Packers, o left tackle Bryan Bulaga parece ter sofrido uma entorse no ligamento colateral medial do joelho durante a derrota para o San Francisco 49ers no Sunday Night Football. Bulaga passará por uma ressonância magnética que determinará o quanto tempo ele ficará afastado. O jornalista Ian Rapoport, da ‘NFL Network’, apurou com uma fonte que o offensive lineman deve perder de uma a duas semanas de atividades.

– O Cincinnati Bengals teme que o offensive lineman Alex Redmond sofreu uma ruptura no bíceps no aquecimento pré-jogo contra o Pittsburgh Steelers, neste domingo, segundo Tom Pelissero, da ‘NFL Network’.

– No Oakland Raiders, o wide receiver Hunter Renfrow fraturou uma costela e teve uma perfuração no pulmão durante a derrota para o New York Jets, como noticiou Ian Rapoport, da ‘NFL Network’. Não se sabe por quanto tempo o calouro promissor ficará afastado.

– O San Francisco 49ers ficará sem o defensive lineman Damontre Moore pelo restante da temporada 2019 depois que ele sofreu uma fratura no antebraço neste domingo, como disse o técnico Kyle Shanahan aos repórteres.

– No Detroit Lions, o quarterback Jeff Driskel foi listado no relatório estimado de lesionados do time por causa de um problema no músculo posterior da coxa. O time de Detroit não treinou nesta segunda já que joga na quinta de Dia de Ação de Graças.

– No Los Angeles Rams, o wide receiver Robert Woods está ativo para o Monday Night Football contra o Baltimore Ravens. Os inativos de L.A. são: o wide receiver Nsimba Webster, os defensive backs Darious Williams, Dont’e Deayon e Jake Gervase, o linebacker Natrez Patrick, e os offensive linemen Jamil Demby e Rob Havenstein.

– O Baltimore Ravens listou os seguintes inativos para o Monday Night Football contra o Los Angeles Rams: o quarterback Trace McSorley, o wide receiver Jaleel Scott, o defensive back Bennett Jackson, o cornerback Anthony Averett, o offensive lineman Ben Powers, e os defensive linemen Zach Sieler e Michael Pierce.

Durante a goleada sobre o L.A. Rams, no MNF, o center Matt Skura foi retirado de campo com uma lesão na perna no primeiro quarto. Foi confirmado posteriormente que ele sofreu uma entorse no joelho e que não retornaria para o restante da partida.

Comments
To Top