NFL

Boicote de Melvin Gordon deve durar até a temporada; veja mais movimentações na NFL

Melvin Gordon, running back do Los Angeles Chargers

Melvin Gordon está disposto a manter seu boicote até a temporada regular enquanto aguarda uma nova proposta do Los Angeles Chargers. O jornalista Ian Rapoport, da ‘NFL Network’, noticiou que a postura do running back deve ser manter até o começo do campeonato, em setembro.

Rapoport acrescentou que as conversas contratuais não progrediram como o RB esperava e, desta forma, Gordon vai continuar a treinar afastado do time californiano em um futuro próximo.

Gordon, que deve faturar US$ 5,6 milhões em 2019, deseja um acordo que o coloque entre os running backs mais bem pagos da National Football League.

Anteriormente, Rapoport apurou que os Chargers ofereceram ao camisa 25 um contrato de cerca de US$ 10 milhões por temporada e que a organização não está disposta a subir a pedida. Até o momento, o RB recusou essa proposta.

No começo desta semana, Gordon disse à ‘ESPN’ norte-americana que estava “esperando pela ligação” dos Chargers e, ao que parece, ele terá que esperar por mais tempo.

Certo é que, em algum momento nesta temporada, Gordon terá que se reapresentar aos Chargers ou então seu atual acordo será carregado para 2020, já que a temporada atual não contaria para efeitos de contrato. O RB está sujeito a multas por cada dia de treino e jogos de pré-temporada perdidos, cabendo ao time a aplicação ou não das punições.

Com Gordon aparentemente querendo não participar da reta inicial da temporada 2019, o L.A. Chargers vai apostar na dupla formada por Austin Ekeler e Justin Jackson para comandar o backfield ofensivo.

Confira mais notícias de lesões e outras novidades ao redor da NFL nesta quarta (21):

– O Detroit Lions fechou uma extensão de contrato de um ano de duração com o defensive tackle Damon ‘Snacks’ Harrison. O acordo tem valor de US$ 11 milhões, como apurou o jornalista Ian Rapoport, da ‘NFL Network’. Assim, o jogador de linha defensiva vai receber US$ 12 milhões garantidos ao longo das próximas duas temporadas.

Recentemente, Harrison foi retirado da lista de jogadores com lesões não-relacionadas ao futebol americano. Vale lembrar que Snacks havia boicotado o minicamp obrigatório dos Lions, em junho, juntamente com o cornerback Darius Slay, na esperança de conseguir um novo contrato.

Slay ainda não conseguiu sua extensão, mas Harrison conseguiu nesta quarta.

Damon Harrison tinha dois anos remanescentes em seu contrato antes desta extensão e, agora, ele tem vínculo com Detroit até a temporada 2021 da NFL.

O All-Pro atuou em dez jogos pelos Lions no ano passado, após ter sido adquirido em troca com o New York Giants, e somou 50 tackles e 3,5 sacks pelos Lions. Curiosamente, ele conseguiu a façanha de disputar 17 jogos na temporada regular (em vez de 16 que uma equipe joga), porque, na troca, houve essa possibilidade devido à fórmula de bye durante a temporada.

– O Arizona Cardinals anunciou a dispensa do wide receiver Kevin White, ex-escolha de primeira rodada do draft.

Quase sempre lesionado e muito pouco produtivo, White chegou aos Cardinals nesta offseason, depois de passar os quatro primeiros anos de sua carreira no Chicago Bears, time que o selecionou com a sétima escolha geral do draft de 2015.

White sofreu com lesões durante quase toda sua passagem por Chicago, perdendo total a temporada de calouro e 34 de possíveis 48 jogos nas três temporadas seguintes. Ele saiu da franquia de Illinois com 25 recepções para 285 jardas e nenhum touchdown.

Agora, ele sai da franquia de Glendale em situação ainda pior, não conseguindo uma vaga mesmo em meio ao jovem grupo de WRs de Arizona. Além disso, ele está lidando com uma lesão no músculo posterior da coxa sofrida recentemente.

Depois da dispensa de White, o Arizona Cardinals fechou no final da noite com o wide receiver veterano Michael Crabtree. Ele chega para se juntar a um grupo de WRs liderado por Larry Fitzgerald e com nomes jovens como Christian Kirk, KeeSean Johnson, Andy Isabella e Hakeem Butler.

Em sua carreira de 10 anos na NFL, Crabtree teve passagens por San Francisco 49ers (2009 a 2014), Oakland Raiders (2015 a 2017) e Baltimore Ravens (2018). No ano passado, em 16 jogos dos Ravens, ele somou 54 recepções para 607 jardas e três touchdowns.

– O grupo de linebackers do New York Jets tomou mais uma pancada. O outside linebacker Brandon Copeland, titular em 10 jogos do time na temporada passada, foi suspenso pelos quatro primeiros jogos da temporada 2019. A punição se dá devido a uma violação à política de substâncias para melhoria de desempenho da NFL.

A suspensão se dá menos de uma semana depois de os Jets perderem o inside linebacker titular Avery Williamson para uma ruptura no ligamento cruzado anterior do joelho.

Copeland estará livre para retornar ao time no dia 7 de outubro, após a partida contra o Philadelphia Eagles, na semana 4. Mas isso só depois que a temporada 2019 começar. Por enquanto, ele está livre para participar de treinos e jogos de pré-temporada.

Em seu Instagram, Copeland emitiu uma longa nota falando sobre a punição e disse que o suplemento que ele estava tomando foi verificado e o linebacker afirmou que não tinha conhecimento que ele continha uma substância banida.

 

Ver essa foto no Instagram

 

God’s Plan > My Plan I’ve spent the better part of 28 years building and working on my legacy. This offseason, I began taking a supplement AFTER multiple verifications that it was safe for me to use. Unfortunately, this supplement was contaminated with a banned substance – NOT on its label. Regardless of the reason, League policy says I am responsible for what is in my body. I’ve had a roller coaster ride of a career and all of my previous test results have been negative. I trust that the ppl who know my heart understand that I would never intentionally take a banned substance. To be quite honest, Im very fond of hard work and wouldn’t want success with the artificial help. Having to be away from my dream for something that was beyond my control will be tough for me however in similar fashion to how I handle other obstacles in my life I will approach this one with a “WATCH WHAT I DO WITH THIS OPPORTUNITY” mentality because my life dreams/missions still continue. Although I can NEVER make up for time loss on the field and away from my teammates who have become family, my team and I will be taking the necessary steps to rectify this situation to the fullest extent of the law. Understanding that God does not make mistakes, I will take this opportunity to thank Him for my blessings – the good, the bad and of course, the ugly. This is simply a chapter in my journey that is still being written. And as always, never let the obstacle become bigger than the OPPORTUNITY 🙏🏽

Uma publicação compartilhada por Brandon Copeland (@bcope51) em

– No Seattle Seahawks, o técnico Pete Carroll disse que não espera que o wide receiver calouro D.K. Metcalf fique afastado por muito tempo. O wideout sofreu uma lesão no joelho na semana passada, passou por cirurgia nesta última terça e, nesta quarta, Carroll disse à imprensa: “nós não temos qualquer preocupação de que ele não vá voltar em breve”.

O head coach ainda disse que o quarterback Paxton Lynch, que sofreu uma concussão no final de semana contra o Minnesota Vikings, será mantido fora das atividades desta semana.

Também nos Seahawks, o time contratou o offensive tackle Brian Wallace nesta quarta e, posteriormente, dispensou o safety Jalen Harvey.

– No Denver Broncos, há projeções positivas em relação a Noah Fant. O técnico Vic Fangio disse ao jornalista Tom Pelissero, da ‘NFL Network’, que o tight end calouro estará pronto para a semana 1 da temporada 2019.

Fant sofreu uma pequena lesão no tornozelo no jogo da última segunda, contra o San Francisco 49ers, válido pela semana 2 da pré-temporada.

Já em relação ao quarterback Drew Lock, que se lesionou também na segunda quando seu polegar direito sofreu uma entorse ao atingir o gramado, Fangio disse à imprensa que a contusão do calouro “vai levar um pouco de tempo, ele torceu o polegar e, obviamente, com o seu quarterback, o polegar é importante”.

Seguindo ainda na franquia do Colorado, o linebacker titular Todd Davis não deve treinar nesta semana e seu retorno ainda é incerto, de acordo com Fangio, enquanto ele segue lidando com uma lesão na panturrilha.

O tight end Jake Butt está dando passos adiante em sua recuperação, como noticiou Pelissero, e já está participando de algumas atividades. Ele foi titular dos Broncos na temporada passada pelos primeiros três jogos antes de sofrer uma ruptura no ligamento cruzado anterior.

Denver também anunciou que colocou o tight end Bug Howard e o cornerback Horace Richardson na injured reserve. Os Broncos ainda trouxeram o tight end/fullback Orson Charles.

– No Cincinnati Bengals, Christian Westerman está de volta. Nesta quarta, o offensive guard retornou à equipe e a franquia o removeu da lista de isentos/deixaram o elenco.

Com duas temporadas de experiência na NFL, Westerman estava considerando a aposentadoria e foi afastado na última sexta.

– No Tampa Bay Buccaneers, o wide receiver Mike Evans não vai atuar na semana 3 da pré-temporada, como disse o técnico Bruce Arians à imprensa. O wideout perdeu todos os treinos desta semana devido a uma contusão na perna. De acordo com Tom Pelissero, da ‘NFL Network’, o problema com Evans é um pequeno contratempo com o quadríceps ou a virilha, não sendo algo que deve demorar para melhorar.

– No New Orleans Saints, o técnico Sean Payton disse que o quarterback Drew Brees será titular na semana 3 da pré-temporada contra o New York Jets.

– O Cleveland Browns anunciou a contratação do wide receiver Braxton Miller. Após duas temporadas no Houston Texans, ele foi cortado pela franquia texana antes da temporada 2018 e foi para o elenco de treinamento (practice squad) do Philadelphia Eagles. O wideout então foi cortado pelos Eagles após a contratação do quarterback Josh McCown neste final de semana.

Em uma decisão correspondente, os Browns dispensaram o tight end Mik’Quan Deane.

– O New York Giants anunciou a dispensa do wide receiver Da’Mari Scott.

– No Buffalo Bills, o técnico Sean McDermott disse nesta quarta que o center Mitch Morse ainda está no protocolo de concussão e não vai atuar nesta sexta contra o Detroit Lions, na semana 3 da pré-temporada. Apesar disso, o head coach frisou que o offensive lineman “continua a progredir”.

– No Kansas City Chiefs, o defensive back Tyrann Mathieu (ombro) treinou parcialmente. O coordenador defensivo Steve Spagnuolo disse aos repórteres que Mathieu queria treinar nos últimos dois dias, mas foi poupado por motivos de precaução.

– O San Francisco 49ers anunciou três contratações nesta quarta: o offensive lineman Andrew Lauderdale, o safety Tyree Robinson e o wide receiver Chris Thompson. Em decisões correspondentes, a equipe da Califórnia dispensou o offensive lineman Christian DiLauro, o running back Brandon Wilds e o lesionado wide receiver Shawn Poindexter.

– No Houston Texans, o offensive tackle David Steinmetz sofreu uma fratura no tornozelo e está passando por cirurgia, como apurou Ian Rapoport, da ‘NFL Network’. Ele não vai atuar na temporada 2019, como acrescentou Rapoport.

– No Pittsburgh Steelers, o defensive lineman Lavon Hooks sofreu uma lesão no tendão de Aquiles durante o treino e está fora da temporada, segundo informações de Tom Pelissero, da ‘NFL Network’. O atleta, que está em seu quinto ano na NFL, saiu e voltou no elenco dos Steelers em várias oportunidades nas últimas três temporadas.

Comments
To Top