NFL

Bill O’Brien não espera ver Texans contratando GM em 2020; veja boletim de lesões/movimentações

Bill O'Brien, head coach do Houston Texans

Bill O’Brien, técnico do Houston Texans, teve uma ascensão ao posto de general manager da franquia texana em 2019 e ficou com mais de uma função organizacional. E, ao que parece, o time de Houston está satisfeito com a atual configuração.

O’Brien disse aos repórteres nesta segunda-feira (13) que ele não vê a franquia contratando um general manager oficial.

A resposta do head coach vai ao encontro da reportagem de Ian Rapoport, da ‘NFL Network’, publicada no começo de dezembro. Nela, o insider revelou que a organização estava contente com a maneira como O’Brien e o vice-presidente de desenvolvimento de time Jack Easterby têm trabalhado juntos.

Desde que O’Brien assumiu a função adicional e deu a palavra final, os Texans trocaram Jadeveon Clowney por dois jogadores e uma escolha de terceira rodada do draft, mandaram essa escolha para o Oakland Raiders para adquirir o cornerback Gareon Conley, negociaram uma escolha condicional de draft com o Cleveland Browns pelo running back Duke Johnson, trocaram o offensive lineman reserva Martinas Rankin pelo cornerback Carlos Hyde, e adquiriram o offensive tackle Laremy Tunsil e o wide receiver Kenny Stills por duas escolhas de primeira rodada.

Todas essas mudanças foram positivas para Houston, que chegaram à rodada de divisão dos playoffs e pretendem manter Tunsil na franquia no longo prazo.

“Nós queremos Laremy aqui. Laremy sabe disso”, falou O’Brien nesta segunda. “Eu acho que, em relação a contratos e todas essas coisas diferentes, realmente não seria justo eu comentar sobre qualquer uma dessas coisas, porque não acho que seja justo com o jogador ou com a organização. Acho que precisamos manter essas coisas internamente. Mas posso afirmar inequivocamente que queremos Laremy aqui por um bom tempo”, completou.

Confira notícias de lesões e outras movimentações na NFL nesta segunda (13):

– O Kansas City Chiefs saiu da vitória sobre o Houston Texans, na rodada de divisão dos playoffs, “bastante saudável”, segundo o técnico Andy Reid. Assim, isto significa que a maior contusão a ser monitorada antes da final da Conferência Americana (AFC) contra o Tennessee Titans é o problema do defensive tackle Chris Jones, que ficou entre os inativos neste último domingo devido a uma lesão na panturrilha.

Reid disse que Jones terá seu status avaliado dia a dia, segundo James Palmer, da ‘NFL Network’. O head coach notou que Jones ter ficado de fora do confronto contra os Texans foi uma decisão fácil porque o DT não conseguia se movimentar direito durante os testes pré-jogo.

O técnico acrescentou que a franquia do Missouri verá “como ele está” nesta semana.

A volta de Jones seria importante para os Chiefs conseguirem conter o running back Derrick Henry e adicionar mais pressão em cima do quarterback Ryan Tannehill.

– O center titular David Andrews, capitão do New England Patriots, perdeu a temporada 2019 depois de ser diagnosticado com coágulos de sangue no pulmão. Mas ele disse nesta segunda que está otimista em relação às chances de voltar a vestir a camisa do time na temporada 2020.

“Eu me sinto ótimo. Tenho várias consultas médicas em fevereiro. (Espero) que tudo esteja limpo e eu esteja pronto para o próximo ano”, afirmou Andrews.

Atualmente com 27 anos, Andrews é uma peça importante do ataque dos Pats e sua ausência na linha ofensiva foi muito sentida. Ele permaneceu perto da equipe durante todo o ano em uma espécie de função como treinador.

Ele explicou que a condição médica foi algo que ele estava gerenciando durante o verão e, inicialmente, acreditava que fosse uma pneumonia. O center disse que não vê os coágulos sanguíneos – diagnosticados no final da pré-temporada, no que ele chamou de um “acidente estranho” – como uma ameaça à sua carreira na NFL.

Os comentários de Andrews foram feitos em um abrigo em Providence, onde os Patriots começaram o processo de distribuição de 500 casacos ao redor da Nova Inglaterra. Andrews disse que a experiência alterou sua perspectiva.

Comments
To Top