NFL

Cincinnati Bengals anuncia Andy Dalton como quarterback titular; veja mais movimentações

Andy Dalton, quarterback do Cincinnati Bengals

O Cincinnati Bengals está voltando ao seu antigo quarterback titular. O técnico Zac Taylor anunciou nesta segunda-feira (25) que Andy Dalton vai iniciar a partida da semana 13 contra o New York Jets.

O head coach observou que esta foi a melhor decisão para uma equipe que ainda está buscando sua primeira vitória na temporada 2019 da National Football League.

Com campanha de 11 derrotas em 11 jogos, os Bengals mandaram seu QB veterano para o banco antes da bye week, na semana 9, e resolveram dar uma chance ao calouro Ryan Finley depois da semana de folga.

Ao que parece, a organização de Ohio já viu o suficiente do camisa 5 para tomarem a decisão de voltar com Dalton.

Em três partidas como titular, Finley completou apenas 47,1% de seus 87 passes lançados para 474 jardas, dois touchdowns e duas interceptações, com uma média de 5,4 jardas por lançamento. O calouro sofreu 11 sacks, perdeu três fumbles e não chegou às 200 jardas em nenhuma partida.

Não tendo força suficiente no braço para ser um QB profissional de forma consistente por enquanto, Finley apresentou dificuldades para manter o ataque avançando. Os Bengals tiveram uma média de apenas 11 pontos nos três compromissos de Finley atrás do center.

O passer rating de 62.1 de Finley é 17,1 pontos menor do que os 79,2 de Dalton nesta temporada.

Na derrota por 16 a 10 para o Pittsburgh Steelers, o ataque dos Bengals teve o nono jogo com menos de 20 pontos marcados nesta temporada, empatado como pior marca da NFL com o Washington Redskins.

Agora, os Bengals voltam a Dalton para tentar evitar um final de temporada com campanha 0-16, que seria apenas a terceira da história da NFL. Após os Jets, que vêm de uma vitória de respeito sobre o Oakland Raiders por 34 a 3, Cincinnati fecha a temporada contra Cleveland Browns, New England Patriots, Miami Dolphins e Browns novamente.

Confira mais transações e movimentações na NFL nesta segunda (25):

– O Philadelphia Eagles anunciou a dispensa do wide receiver veterano Jordan Matthews, duas semanas depois de adquiri-lo na free agency. Matthews foi titular dos Eagles neste último domingo, na derrota por 17 a 9 para o Seattle Seahawks, e fez três recepções para 27 jardas em seis bolas lançadas em sua direção.

Na semana anterior, ele fez apenas uma recepção em sua estreia nesta temporada 2019.

O corte de Matthews significa que os titulares Alshon Jeffery e Nelson Agholor estão próximos de um retorno.

Selecionado pelos Eagles na segunda rodada do draft de 2014, Matthews recebeu 225 passes e 19 touchdowns em suas primeiras três temporadas na Filadélfia. No ano passado, após uma passagem pelo New England Patriots na offseason, ele voltou aos Eaglese fez apenas 20 recepções para 300 jardas e dois TDs.

Ele foi contratado e cortado pelos 49ers duas vezes neste ano, sem disputar um jogo na franquia californiana, antes de iniciar sua terceira passagem pelos Eagles em novembro.

– O Carolina Panthers anunciou a dispensa do defensive back Rashaan Gaulden, selecionado na terceira rodada do draft de 2018.

O segundo anista teve uma apresentação complicada na derrota para o New Orleans Saints por 34 a 31, neste último domingo. Primeiramente, ele correu para cima do retornador D.J. Moore quando a bola bateu em sua perna e foi recuperada pelos Saints. Posteriormente, ele teve um incidente com um oponente após um retorno de chute e teve uma falta pessoal marcada contra ele.

Gaulden somou apenas quatro tackles nesta temporada, primariamente jogando nos special teams. Ele atuou em 24 jogos com a camisa dos Panthers e somou 18 tackles.

Os Panthers também adicionaram o kicker Greg Joseph ao elenco de treinamento (practice squad) e promoveram o offensive lineman Garrett McGhin ao elenco ativo de 53 jogadores.

– Em meio a uma série de três derrotas, o Jacksonville Jaguars não fará uma nova mudança de quarterback. Ao menos por enquanto. O técnico Doug Marrone descartou a ideia de voltar ao calouro Gardner Minshew após inserir o veterano Nick Foles de volta à equipe titular há duas semanas.

“Temos que descobrir isso com os caras que temos”, falou o head coach, através do ‘The Florida Times-Union’. “Você precisa continuar lutando. Você tem que continuar tentando. Se você apenas disser, ‘ei, nós vamos corrigi-lo e você mantém as coisas iguais’. Eu não posso viver assim. Não é assim que levo minha vida. Não acredito nisso. É muito difícil. Vamos voltar, procurar novamente e provavelmente tentar achar outra coisa. Porque, obviamente, o que estamos fazendo não está funcionando”, completou.

Foles completou 32 passes de 48 para 272 jardas e nenhum touchdown na derrota por 42 a 20 para o Tennessee Titans, neste domingo. Desde que Foles retornou ao time titular após se recuperar de uma fratura na clavícula, os Jags perderam pelo placar agregado de 75 a 33.

Os Jags contrataram o defensive tackle Carl Davis para o elenco ativo e dispensou o wide receiver C.J. Board.

– No Denver Broncos, o técnico Vic Fangio disse que “tudo está sendo considerado” quando se trata da posição de quarterback, incluindo utilizar o calouro Drew Lock como titular.

A declaração de Fangio se dá cinco dias depois que o head coach falou que não era “de vital importância” para Lock atuar nesta temporada 2019.

A mudança de discurso acontece depois do péssimo desempenho dos Broncos neste domingo, na derrota por 20 a 3 para o Buffalo Bills. A franquia do Colorado produziu apenas 134 jardas ofensivas, pior marca dos Broncos em um único jogo desde 1992 e a oitava pior marca em uma única partida na história da organização.

Comments
To Top