NFL

Ben McAdoo se diz “em paz” após decisão de mandar Eli Manning para o banco

Ben McAdoo, técnico do New York Giants

(Crédito: Twitter/reprodução)

Apenas um dia depois de tomar a decisão que deixou o mundo da NFL chocado, o técnico Ben McAdoo falou sobre a ida de Eli Manning para o banco de reservas e não se mostrou nem um pouco arrependido.

“Vocês sabem, é obviamente algo emocionante. Muitas reações por aí. Eu entendo as reações. Compreendo as emoções. Compreendo as respostas. Tem sido dias difíceis, mas sinto que devemos deixar nossas emoções de lado e tomar a melhor decisão para o New York Football Giants, e estou em paz com a decisão”, disse o head coach.

Ainda que McAdoo tenha falado em deixar as emoções de lado, é difícil entender o surpreendente rebaixamento de um quarterback tão importante na história da organização, com dois títulos de Super Bowl em seu currículo e 210 jogos de temporadas regulares consecutivos como titular dos Giants, sequência essa que chegará ao fim neste final de semana.

Nas atividades desta quarta, Eli treinou com os reservas antes da partida do domingo contra o Oakland Raiders, enquanto que Geno Smith vem se preparando para ganhar uma chance como titular.

Questionado se Manning pediu para ser dispensado após o ‘rebaixamento’ na última terça, McAdoo observou: “não que eu esteja ciente, não”.

“Eli é um profissional. Ele é um Hall of Famer. Um companheiro de equipe incrível, um competidor. Ele compareceu hoje para fazer tudo o que podia para ajudar os outros quarterbacks e o ataque do time a ficar melhor e ter a chance de vencer no domingo”, ressaltou McAdoo.

O técnico reconheceu que teve “grandes conversas” com vários veteranos do time sobre a decisão de rebaixar Manning.

Porém, parece que nem todos concordaram com a decisão, entre eles o tackle Justin Pugh.

“Exceto por lesão, não vi nenhuma maneira de que Eli Manning não fosse nosso quarterback. Ele está lá comandando as repetições do scout team e não está falando uma palavra sequer sobre isso. Qualquer time gostaria de ter Eli Manning como seu quarterback”, falou o jogador de linha ofensiva, segundo o jornalista Andrew Siciliano, da ‘NFL Network’.

McAdoo seguiu na explicação.

“Essa foi uma circunstância especial, uma situação especial que sentimos que precisávamos abordar desde o início”, frisou o head coach, negando a ideia de que Manning disputou sua última partida com a camisa do time.

“Ninguém diz que estamos nos separando de alguém. Mas, quando estamos passando por uma situação como essa – esta não é minha primeira vez passando por isso – haverá emoções envolvidas, haverá indignação (…) e você tem que permanecer com sua decisão e fazer o que é melhor para a organização”, finalizou McAdoo.

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top