NFL

Chicago Bears dispensa Taylor Gabriel e Prince Amukamara; veja boletim de movimentações

Taylor Gabriel, wide receiver do Chicago Bears

O Chicago Bears dispensou o wide receiver Taylor Gabriel e o cornerback Prince Amukamara, como foi anunciado nesta sexta-feira (21).

Esses dois cortes vão abrir US$ 13,5 milhões no teto salarial dos Bears para 2020.

Atualmente com 29 anos de idade, Gabriel somou 29 recepções para 353 jardas e quatro touchdowns com a camisa dos Bears na temporada 2019. Ele disputou apenas nove jogos neste último campeonato devido às duas concussões sofridas ao longo do ano.

Veterano com seis anos de experiência na National Football League, ele passou duas temporadas no Cleveland Browns, duas no Atlanta Falcons e as últimas duas na equipe de Chicago.

Em suas duas temporadas nos Bears, desde que assinou um contrato de quatro anos em 2018, Gabriel fez 96 recepções para 1.041 jardas e seis TDs.

Já Amukamara, atualmente com 30 anos, passou três temporadas nos Bears. Selecionado na primeira rodada do draft de 2011 pelo New York Giants, ele fez de um time de NY que foi ao Super Bowl já em sua temporada de calouro. Naquele ano, os Giants foram campeões sobre o New England Patriots com um triunfo por 21 a 17.

Depois de uma breve passagem pelo Jacksonville Jaguars em 2016, ele assinou com os Bears em 2017. Em março de 2018, ele acertou uma extensão de contrato de três anos, com valor de US$ 27 milhões, com a organização de Illinois.

Amukamara foi titular em 42 dos 44 jogos em que atuou como um Bears de 2017 a 2019, somando três interceptações, todas em 2018.

Confira mais movimentações ao redor da NFL nesta sexta (21):

– O defensive end Jerry Hughes, do Buffalo Bills, passou por sua segunda cirurgia nesta offseason. A esposa do pass rusher, Meghan, postou uma foto em seu Instagram diretamente do Vincera Institute, na Filadélfia, onde o defensor passou por cirurgia na virilha.

“Em 2020, estamos voltando melhores e mais fortes”, ela escreveu.

A imobilização no braço direito de Hughes deriva da cirurgia no punho pela qual ele passou no dia 20 de janeiro, após a eliminação dos Bills nos playoffs para o Houston Texans.

Atualmente com 31 anos de idade, Hughes continua sendo uma peça importante da defesa do head coach Sean McDermott em Buffalo. Mas seus números tiveram uma ligeira queda.

Em 2019, ele somou apenas 23 tackles, 4,5 sacks e 54 pressões totais nos QBs. Isso, comparado aos sete sacks e 74 pressões na temporada anterior, evidenciam a sutil queda de desempenho.

Mas a revelação de que o pss rusher atuou com duas lesões que exigiram cirurgias tornam esse desempenho mais modesto algo totalmente compreensível.

Damon ‘Snacks’ Harrison está de saída do Detroit Lions, como apurou o jornalista Tom Pelissero, da ‘NFL Network’, na última quinta. E, nesta sexta, Harrison utilizou seu Twitter para informar que o rompimento foi mútuo.

Veterano com oito anos de experiência na NFL, Harrison expôs na rede social a sua versão, além de agradecer pelo seu tempo nos Lions, e frisou que seu futuro é incerto.

“Sou grato pelo meu tempo em Detroit, mesmo que tenha sido pouco tempo”, afirmou Harrison, em parte em seu comunicado emitido no Twitter. “Esta dispensa foi um acordo mútuo. Não tenho certeza do que o futuro reserva para mim, mas seja o que for, é melhor estar pronto. Obrigado Detroit!”, escreveu.

A dispensa ainda não foi oficializada pelos Lions, mas agora claramente o jogador de 31 anos de idade está mudando de ares.

Com a decisão, Detroit deve liberar cerca de US$ 6,7 milhões no salary cap, segundo o site ‘OverTheCap.com’.

Tendo iniciado sua carreira no New York Jets em 2012, Harrison se tornou um Pro Bowler em 2016 no New York Giants. Aquela foi a primeira de pouco mais de duas temporadas nos Giants antes de ele ser trocado com os Lions durante a temporada 2018.

Em 2019, Harrison atuou em 15 partidas e somou 49 tackles e dois sacks durante a campanha decepcionante de 3-12-1 dos Lions.

– O Jacksonville Jaguars anunciou que exerceu as opções nos contratos do wide receiver Chris Conley e do safety Jarrod Wilson. A opção de Conley vai até 2020, enquanto que a de Wilson vale até a temporada 2021.

Conley fez 47 recepções para 775 jardas (maior marca da carreira) e cinco touchdowns em sua primeira temporada em Jacksonville, sendo um alto confiável para Nick Foles e Gardnew Minshew.

Wilson também teve a melhor temporada de sua carreira, com 79 tackles, quatro passes defendidos, duas interceptações e um fumble forçado em seu primeiro ano completo como titular.

Comments
To Top