NFL

Baltimore Ravens está reforçando segurança em estátua de Ray Lewis

Estátua de Ray Lewis

(Crédito: Baltimore Ravens/divulgação)

A Autoridade de Estádio de Maryland aumentou a segurança ao redor da estátua de Ray Lewis, que fica fora do M&T Bank Stadium, casa do Baltimore Ravens, depois que o ex-linebacker se juntou aos jogadores do time no gesto de se ajoelhar durante o hino nacional dos Estados Unidos.

O ato do ex-jogador, que foi All-Pro durante sua carreira, levou alguns torcedores a fazerem uma petição online para remover a estátua. O monumento tem três anos.

Até a manhã desta quinta-feira (28), a petição no change.org havia recebido mais de 50.000 assinaturas.

A segurança extra está em vigor deste a tarde do último domingo (24), como disse um porta-voz da Autoridade de Estádio de Maryland ao jornal ‘Baltimore Sun’.

Um porta-voz dos Ravens se negou a fazer comentários à ‘ESPN’ norte-americana.

No domingo passado, antes da derrota dos Ravens por 44 a 7 para o Jacksonville Jaguars, em Londres, Ray Lewis se juntou a 13 atletas do time de Baltimore e se ajoelhou.

Os jogadores dos Ravens disseram que estavam protestando após os polêmicos comentários feitos pelo presidente Donald Trump. O chefe de estado sugeriu na semana passada que os proprietários de franquias deveriam demitir jogadores que protestam durante o hino.

Posteriormente, Lewis disse que estava rezando.

“Eu fiquei sobre os dois joelhos – ambos os joelhos – para que eu possa simplesmente homenagear Deus em meio ao caos”, falou Ray Lewis em entrevista ao programa Inside the NFL, do canal ‘Showtime’.

Nesta quinta, em entrevista ao Fox and Friends, Trump continuou a incentivar os donos de franquias a tomarem ações contra atletas que protestam contra a injustiça racial durante o hino dos EUA.

Comments
To Top