NFL

Austin Ekeler fecha novo contrato de quatro anos com Los Angeles Chargers; veja boletim

Austin Ekeler, running back do Los Angeles Chargers

O Los Angeles Chargers e o running back Austin Ekeler acertaram uma extensão de contrato de vários anos, como anunciou a franquia californiana de maneira oficial nesta sexta-feira (6). O atleta ia se tornar um free agent restrito a partir do dia 18 de março.

Segundo o jornalista Adam Schefter, da ‘ESPN’ norte-americana, o contrato é de quatro anos, com valor de US$ 24,5 milhões, sendo US$ 15 milhões garantidos.

A fonte ainda disse que Ekeler, atualmente com 24 anos de idade, pode faturar até US$ 26 milhões ao longo do contrato por meio de incentivos por produtividade.

Ao assinar o contrato, o camisa 30 deve se tornar um free agent apenas depois da temporada 2023 da NFL.

Ed McGuire, vice-presidente dos Chargers, e Cameron Weiss, do Dynamic Sports Group, agência que representa o RB, estavam negociando o acordo desde o começo de janeiro.

Mesmo dividindo a carga de trabalho do backfield ofensivo dos Chargers com Melvin Gordon, Ekeler terminou no topo entre running backs da NFL com oito touchdowns recebidos na temporada 2019. No total, ele fez 92 recepções para 993 jardas.

Correndo com a bola, Ekeler fechou a temporada passada com 132 carregadas para 557 jardas (maior marca da carreira) e três TDs.

Já Gordon, que correu para 612 jardas e anotou nove touchdowns em 12 jogos no total, deve testar a free agency, como apurou a jornalista Josina Anderson, da ‘ESPN’.

Ekeler inicialmente fez mais funções nos special teams, mas acabou se tornando um grande jogador no jogo terrestre e aéreo dos Chargers. Suas 993 jardas recebidas são a segunda maior quantidade por um running back em uma temporada na história da organização, assim como seu total de recepções.

De acordo com o ESPN Stats & Information, as jardas recebidas após a recepção registradas por Ekeler, uma média de 10,3, foram a segunda melhor marca da NFL na temporada passada. E as 2.508 jardas da linha de scrimmage nas últimas duas temporadas o deixam em 18º no geral na NFL no período.

Austin Ekeler assinou com os Chargers em 2017, como um free agent não draftado originário da Western State University (Colorado), time da Division II, e deu mostrar imediatas sua resistência, tendo perdido apenas dois jogos em suas três temporadas na liga até agora.

Confira mais movimentações e rumores importantes ao redor da NFL nesta sexta (6):

Trent Williams recebeu permissão do Washington Redskins na última quinta para buscar uma troca que o mande para outra equipe da NFL. E o left tackle se disse completamente aliviado.

“Estou feliz que esta situação pareça estar chegando ao fim”, escreveu Williams, em uma mensagem de texto para o jornalista John Keim, da ‘ESPN’.

Williams planejava nunca mais jogar em Washington novamente na última temporada, depois que problemas médicos o deixaram descontente. Mas, depois da saída do presidente Bruce Allen e da equipe médica, havia esperança de que a relação entre o tackle e a franquia pudesse ser reparado.

O novo técnico Ron Rivera estava tentando aparar as arestas com o offensive lineman e chegou a declarar no NFL Scouting Combine que a situação com Williams era fluida. Mas não deu certo.

Agora, Williams, que não atuou em uma jogada sequer na temporada 2019, está se preparando para defender uma nova equipe em 2020 depois de 10 anos em Washington D.C.

Vincent Taylor, agente de Williams, disse ao ‘The Athletic’ que o pedido de troca se tratava de Williams ter uma mudança necessária de cenário e não era motivada tanto por um novo contrato.

Em outra notícia relacionada aos Redskins, o jornalista Ian Rapoport, da ‘NFL Network’, apurou que o time está trabalhando para acertar uma renovação de longo prazo com o guard Brandon Scherff. Essa é uma tentativa de não precisar utilizar a franchise tag para manter o offensive lineman.

Scherff atuou em 11 jogos em 2019, já que batalhou contra as lesões pela segunda temporada consecutiva. Entretanto, mesmo em meio a uma temporada perdida, que teve a demissão do head coach Jay Gruden, Scherff seguiu sendo um dos grandes de sua posição.

O camisa 75 foi ranqueado como nono na liga entre todos os guards da NFL em 2019 (mínimo de 200 snaps), segundo o Pro Football Focus, ele já foi três vezes selecionado ao Pro Bowl e é uma das peças centrais de qualquer linha ofensiva.

– O San Francisco 49ers não deseja cortar o wide receiver Marquise Goodwin, mas está aberto à ideia de trocar o jogador. O jornalista Ian Rapoport, da ‘NFL Network’, noticiou nesta sexta que o nome de Goodwin esteve envolvido em conversas de trocas.

O wideout, uma ameaça em rotas longas, atuou em nove jogos em 2019 antes de ir para a injured reserve devido a uma contusão no joelho. Ele anotou apenas 12 recepções para 186 jardas e um touchdown nestas nove partidas.

Desde que somou 56 recepções para 962 jardas e quatro TDs na temporada 2017, o veloz Goodwin não tem sido o mesmo e ele, inclusive, sofreu com contusões.

Durante o NFL Scouting Combine, o técnico Kyle Shanahan deixou claro que os Niners não cortariam o QB, mas poderiam estar abertos a trocar o WR. Agora, resta saber se alguma equipe da liga estaria disposta a ceder escolhas de draft por um jogador que perdeu 12 jogos nas últimas duas temporadas.

Em sua carreira na NFL de sete temporadas até agora, incluindo as quatro primeiras no Buffalo Bills, Marquise Goodwin soma 140 recepções para 2.323 jardas e 13 touchdowns.

Comments
To Top