NFL

Audiência da NFL cai em 8%; horários nobres são os que mais sofreram; veja as manchetes da quinta-feira

NFL

(Crédito: Twitter/reprodução)

No Huddle – O boletim de notícias de NFL do Quinto Quarto

– As emissoras perderam em média 8% da audiência nos jogos da NFL durante a temporada de 2016, com 1,4 milhão de pessoas a menos vendo os jogos do que na temporada passada (16,5 milhões contra 17,9 milhões), segundo dados obtidos pela ‘ESPN’.

As audiências mais afetadas foram dos horários nobres. O Monday Night Football (17 jogos) e o Sunday Night Football (19 jogos) – os horários com direitos de transmissão mais caros – caíram 12% e 10% respectivamente. A audiência dos jogos diurnos caiu em 7%.

Recentemente, o comissário Roger Goodell disse que a eleição presidencial era “claramente um fator” que afetou a audiência dos jogos da NFL.

– O jogador de golfe Tiger Woods mostrou a sua decepção com a lesão de Derek Carr em um post. “Finalmente, estou com o coração partido por causa da lesão do quarterback do Oakland Raiders, Derek Carr, que estava tendo uma temporada de MVP”, escreveu Woods. “Futebol americano típico. Espero que os caras se mobilizem e levem o time o mais longe possível”.

– Jim Irsay, proprietário do Indianapolis Colts, vinha se manifestando no Twitter, contudo ele parou de fazer publicações após o time não ir par aos playoffs. Esse cenário vem mantendo o mistério sobre o futuro do treinador Chuck Pagano e do general manager Ryan Grigson.

– Kevin Demoff, COO do Los Angeles Rams, disse que a franquia da Califórnia não está em reformulação.

“Eu acho que essa equipe tem muito talento, ainda tem uma base jovem e precisamos encontrar nosso caminho”, disse Demoff. “Mas isso não é uma reconstrução para mim, isso é maximizar o talento que temos”.

– Joe Theismann detonou Colin Kaepernick pelos protestos que ele fez.

“Não concordo com o que ele fez”, disse ele. “Eu gostaria que a NFL finalmente se mexesse, tomasse uma posição e dissesse: ‘como parte da nossa nova política, vamos adotar a mesma política que a NBA tem, você tem que ficar em pé no hino”.

– O Baltimore Ravens espera que Breshad Perriman se torne o wide receiver número 1 agora que Steve Smith se aposentou. “Você não precisa de um verdadeiro número 1 para ter um bom ataque aéreo, mas espero que Perriman se torne o verdadeiro número 1”, disse o treinador John Harbaugh.

– DeMarcus Ware aceitou um corte salarial do Denver Broncos, mas, em troca, ele pediu para poder ganhar de volta esse valor em bônus. O problema é que Ware se lesionou e não conseguiu recuperar os US$ 3,5 milhões que ele abriu mão.

– Brock Osweiler, quarterback do Houston Texans, já sabe como vai abordar o seu retorno ao time titular. “Eu disse a mim mesmo: ‘se você tiver uma oportunidade de voltar, vá se divertir’”, disse Osweiler. “Volte a alegria do futebol americano. Volte ao que atraiu você a esse esporte quando jovem”.

– O Chicago Bears negou que está fazendo uma reformulação na sua diretoria. “Não há absolutamente nada de verdade nisso”, disse o presidente George McCaskey. “Achamos que temos a estrutura certa. Achamos que temos as pessoas certas”.

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top