NFL

Atendimento rápido salvou a carreira e a perna de Teddy Bridgewater

(Crédito: Instagram/reprodução)

(Crédito: Instagram/reprodução)

Um jogador se lesionar sem contato na NFL sempre é preocupante, entretanto nem sempre é claro qual a gravidade de problema. Apesar disso, o caso de Teddy Bridgewater, quarterback do Minnesota Vikings, foi evidente.

Poucos minutos após o singla caller ter caído no chão, um funcionário da equipe de Minneapolis estava ligando para o 911 (o nosso 192) para pedir uma ambulância para as instalações dos Vikings o mais rápido o possível.

Na chamada, que você pode ouvir, em inglês, abaixo, o funcionário pede para que os paramédicos cheguem rapidamente ao endereço “9520 Viking Drive” porque alguém “deslocou o joelho”.

O jogador se lesionou às 14 horas do horário local e, oito minutos depois, a ambulância chegava ao local; confira:

A resposta rápida foi muito boa para Bridgewater. Segundo uma fonte da ‘CBS Sports’, a ação rápida dos médicos do time e dos paramédicos “pode ter salvo a perna e a carreira (do atleta)”.

Apesar de ter sido uma lesão grave – um joelho deslocado e o ligamento cruzado anterior rompido –, isso poderia ter sido muito mais sério caso houvesse demora no atendimento ao quarterback.

O head coach Mike Zimmer falou com a imprensa horas depois e se mostrou emocionado. Além disso, após a coletiva os Vikings confirmaram as lesões e confirmaram que Bridgewater não iria jogar na temporada de 2016.

“Nós vamos sofrer hoje e ficar chateados com isso”, disse Zimmer. “Teddy é um grande garoto e ele estará de volta assim que puder, se isso realmente for ruim. Mas vamos continuar lutando”.

Comments
To Top