NFL

Ataque do L.A. Rams promete seguir em frente após derrota “humilhante”

Sean McVay, técnico do Los Angeles Rams

(Crédito: Twitter/reprodução)

A atuação péssima do Los Angeles Rams na Cidade dos Ventos fez com que muitos questionamentos em relação ao segundo melhor ataque da NFL surgissem. Isso porque a derrota por 15 a 6 para o Chicago Bears e sua forte defesa expôs limitações do time californiano.

Antes do Sunday Night Football, os Rams estavam com médias de 34,9 pontos e 439,9 jardas por partida. Mas, na noite de domingo (9), a equipe comandada por Sean McVay produziu somente seis pontos e 214 jardas, ambas piores marcas sob a liderança do atual head coach.

Depois da segunda derrota do time na temporada, os Rams assumiram total responsabilidade pela má apresentação.

“Realmente, apenas consistentemente, eu coloco sempre nossos jogadores em situações ruins. Certamente foi uma noite humilhante, mas é uma que faz você olhar para si mesmo de maneira crítica, encontrar uma maneira de melhorar, seguir em frente nesse sentido e é exatamente isso o que vamos fazer, isso é tudo o que sei fazer. Eu tenho que ser melhor para nosso time de futebol americano. Essa derrota é minha culpa. Eu não fiz um trabalho bom o suficiente para nós hoje. Eu confio que nós vamos responder da maneira correta”, declarou McVay aos repórteres em sua coletiva pós-jogo.

O técnico dos Rams não foi o único a se culpar. O running back Todd Gurley, um dos principais nomes ofensivos do time, assumiu a culpa. Líder em jardas corridas na NFL entrando na semana 14, ele teve uma noite apagadíssima, correndo apenas 11 vezes para 28 jardas terrestres e saindo de campo com apenas 58 jardas totais.

“Eu pareci um ‘pato’. É isso que eu pareci. Foi apenas um desses jogos”, falou o camisa 30 ao jornalista Rich Hammond, do ‘The Orange County Register’.

Ao ser perguntado o que o Chicago Bears fez para atrapalhar os Rams, Gurley afirmou: “tudo. Eles fizeram um ótimo trabalho. Nós jogamos como mer**. Eles nos limitaram a seis pontos. Simples assim”.

Os Rams haviam sido limitados a menos de 300 jardas apenas em uma ocasião anterior sob o comando do gênio ofensivo McVay, mas isso não havia ocorrido nesta temporada 2018.

O quarterback Jared Goff comparou a derrota deste domingo à derrota para o Minnesota Vikings por 24 a 7, em novembro de 2017, quando o time californiano produziu apenas 254 jardas e 15 first downs fora de casa.

Desta vez, no Soldier Field, foram 214 jardas e 14 primeiras descidas, mas o signal caller viu motivos para otimismo assim como no revés anterior.

“Neste jogo, e no ano passado, você pensa no jogo em Minnesota, os dois você meio que olha como uma grande adversidade, especialmente ofensiva, que enfrentamos. Nós respondemos a partir disso e nós esperamos responder a partir disso. Temos muitos jogadores resilientes e eu sei que eu mesmo e muitos desses jogadores já estiveram em situações muito piores do que estar com 11-2 com três semanas restantes”, frisou Goff.

McVay prosseguiu com seu raciocínio de tirar lições com derrotas do tipo.

“Eu sei disso, não vamos permitir que isso seja uma coisa ruim, não importa como você encare. Você aprende com isso. Isso começa comigo. Realmente, acho que toda semana fornece uma nova narrativa e essa foi uma noite de humildade para nós. Mas temos a oportunidade de podermos olhar para nós mesmos, reagir da maneira correta e nos prepararmos para um jogo difícil contra o Philadelphia Eagles, que estão vindo para nossa casa”, finalizou o head coach.

Depois dos Eagles (6-7), os Rams têm partidas bem mais fáceis contra Arizona Cardinals e San Francisco 49ers (ambos times 3-10 até agora) para fechar a temporada regular.

Comments
To Top