NFL

Após vazamento de vídeo, Kareem Hunt é dispensado pelo Kansas City Chiefs

Kareem Hunt, running back do Kansas City Chiefs

(Crédito: Twitter/reprodução)

O Kansas City Chiefs dispensou o running back Kareem Hunt, um de seus maiores astros, no final da noite desta sexta-feira (30), após o vazamento de um vídeo em que o jogador aparece agredindo uma mulher. O incidente ocorreu em fevereiro deste ano.

“Mais cedo neste ano, ficamos sabendo de um incidente envolvendo o running back Kareem Hunt. Naquela época, a National Football League e as autoridades iniciaram investigações relacionadas ao assunto. Como parte das nossas conversas internas com Kareem, vários membros da nossa equipe de administração falaram diretamente com ele. Kareem não foi sincero nessas conversas. O vídeo divulgado hoje confirma esse fato. Estamos dispensando Kareem imediatamente.

Minutos antes da dispensa ser oficializada pelos Chiefs, a National Football League havia anunciado que Hunt foi colocado na lista de isenção do comissário, o que significa que ele não pode treinar e nem participar de jogos.

“A NFL colocou Kareem Hunt, do Kansas City Chiefs, na lista de isenção do Comissário, e como resultado, ele não pode treinar, jogar ou comparecer a jogos. A investigação da NFL, que começou imediatamente após o incidente em fevereiro, incluirá uma revisão das novas informações que foram divulgadas hoje”, afirmou a NFL, em nota oficial.

Hunt emitiu uma nota oficial aos veículos de imprensa na noite desta sexta, dizendo: “eu quero pedir desculpas por minhas ações. Eu me arrependo profundamente do que fiz. Espero seguir em frente depois disso”.

No vídeo do incidente, publicado pelo ‘TMZ’ mais cedo nesta sexta, Hunt e a mulher discutem em um corredor e são separados por várias pessoas em diversas ocasiões. Hunt empurra a mulher, que revida com um golpe no rosto do atleta. Então, dois homens afastam o running back antes de ele voltar furioso e colidir com um homem que então derruba a mulher devido ao impacto.

Logo depois, Hunt dá um chute na perna da moça, enquanto ela ainda estava caída no chão, aparentemente zonza depois de bater a cabeça na parede.

A existência do vídeo já havia sido noticiada anteriormente por vários veículos da imprensa dos Estados Unidos.

Os policiais foram chamados ao local do incidente, um hotel em Cleveland onde Hunt estava hospedado, mas nenhuma prisão foi feita e nenhuma acusação foi formalizada. A reportagem do ‘TMZ’ afirma que os promotores tiveram acesso ao vídeo das câmeras de segurança do hotel.

Por meio de imagens do circuito interno obtidas pelo ‘TMZ’, a mulher e as testemunhas deram relatos diferentes sobre o que causou a confusão. Ela disse à polícia que não faria sexo com um dos amigos de Hunt, enquanto o grupo de Hunt disse que ela o chamou de “ni***”, ofensa racial grave nos Estados Unidos, depois de ter sido solicitada a sair do quarto de hotel de Hunt.

Fontes disseram ao jornalista Adam Schefter, da ‘ESPN’ norte-americana, que nem a NFL e nem os Chiefs tinham visto o vídeo antes de ele vir à tona nesta sexta. A liga fez várias tentativas para obter as imagens, mas o hotel disse aos representantes da NFL que era política corporativa entregar o vídeo apenas para a polícia e, portanto, não poderia fornecê-lo à liga.

A NFL também entrou em contato com o Departamento de Polícia de Cleveland, que não cedeu nenhum vídeo à liga. Ainda que nenhuma acusação tenha sido formalizada, a NFL continuou com sua investigação, que incluiu contatar as supostas vítimas, mas elas não responderam às várias mensagens.

Hunt estava no treino desta sexta, mas ele foi mandado de volta para casa depois do vazamento do vídeo, segundo Dan Graziano, também da ‘ESPN’.

O Kansas City Chiefs está com uma campanha de nove vitórias e duas derrotas, a melhor de toda a Conferência Americana (AFC), e joga contra o Oakland Raiders neste domingo.

Selecionado na terceira rodada do draft de 2017 pelos Chiefs, com a 86ª escolha geral, Kareem Hunt vem tendo um ótimo segundo ano na liga, sendo um dos principais membros do ataque poderoso da franquia do Missouri. Em 11 jogos neste ano, ele correu 181 vezes para 824 jardas e sete touchdowns, também fazendo 26 recepções para 378 jardas e sete TDs.

Em 27 partidas em sua carreira profissional até agora, Hunt soma 2.151 jardas corridas e 15 touchdowns, além de 79 recepções para 833 jardas e 10 TDs.

Em agosto, Hunt falou sobre o incidente ocorrido em fevereiro e sobre outro em que ele foi acusado de dar um soco em um homem. O running back disse que havia “aprendido com isso” e que estava focado no futebol americano.

Comments
To Top