NFL

Após punt de 67 jardas, Pat McAfee levanta dúvidas sobre teste antidoping randômico

(Crédito: Instagram/reprodução)

(Crédito: Instagram/reprodução)

O punter Pat McAfee, do Indianapolis Colts, surpreendeu a muitos no último sábado (13). Em partida contra o Buffalo Bills, válido pela pré-temporada da National Football League, o camisa 1 mostrou toda a sua habilidade e força na perna ao chutar um punt de nada menos do que 67 jardas.

E, dois dias depois da vitória dos Colts por 19 a 18, o jogador recebeu uma carta dizendo que ele foi “aleatoriamente” selecionado para um teste de doping.

Em seu Twitter oficial, na manhã desta segunda-feira (15), McAfee questionou o sorteio nos testes de droga, claro que de uma forma sutil e irônica. O punter publicou uma foto da carta enviada pela NFL com uma montagem em que escreveu logo acima na imagem: “punt de 67 jardas em um jogo – teste de urina ‘aleatório’”.

É claro que o fato pode ser sido só uma coincidência pura e simplesmente. Porém, é pelo menos curioso ele ter sido escolhido aleatoriamente depois de um chute tão forte.

McAfee afirmou nesta segunda que o teste de drogas foi para esteroides.

“Eu ficaria ofendido se eles não me testassem. Você fica com média de 59 jardas por punt. Se você não é testado para isso, você meio que fica chateado com isso, para ser honesto. Uma vez eu bebi Smartwater e achei que iria falhar por inteligência. Hoje eu bebi Propel (água). Foi uma (amostra) boa, esperta e inteligente hoje”, falou, de forma ácida, o atleta.

Esta não foi a primeira vez que Pat McAfee foi escolhido para o teste sob condições interessantes. Ele teve que fazer o texto em abril, depois que ele utilizou seu Twitter para falar sobre o dia 20 de abril (4/20, no padrão americano), um dia em que pessoas anualmente fumam maconha.

Comments
To Top