NFL

Após perder primeira temporada por lesão, Jaylon Smith está otimista com 2017

Jaylon Smith, do Dallas Cowboys

(Crédito: Dallas Cowboys/divulgação)

Selecionado na segunda rodada do draft de 2016 (34ª escolha geral) pelo Dallas Cowboys, Jaylon Smith ainda não sentiu o gostinho de pisar em um campo da National Football League. O linebacker originário de Notre Dame sofreu uma grave lesão no joelho ainda durante sua carreira universitária e foi obrigado a ficar afastado durante sua temporada de calouro.

Os Cowboys selecionaram o defensor sabendo que seria improvável ele atuar em 2016, depois que o atleta lesionou o joelho há pouco mais de um ano, durante a derrota de Notre Dame para Ohio State no Fiesta Bowl. E o problema incluiu danos nos nervos do joelho.

Agora, mesmo sem ter feito parte da campanha dos texanos na atual temporada, Jaylon Smith disse que o nervo está regenerando e ele revelou que agora pode sentir coisas no pé que não conseguia antes. E os exames recentes foram positivos, o que o deixa otimista em relação ao ano de 2017.

“Eu estou recebendo minha velocidade de 4.4 de volta, vou dizer isso a vocês. Isso é o quão bom estou me movimentando. Vocês não seriam capazes de dizer (que eu estava lesionado) se me vissem correndo”, falou Smith, que passou 2016 na lista de reservas/lesionados por razões não relacionadas ao futebol americano.

O linebacker disse acreditar que poderia ter atuado na reta final desta temporada, mas o Dallas Cowboys preferiu não o utilizar em um treino quando tiveram a chance, durante um período de três semanas em outubro.

“É uma coisa em que eu posso voltar, mas você quer levar as coisas de maneira devagar. Você quer ter certeza de que tudo está certo, independentemente de eu poder jogar ou não neste momento. Estamos simplesmente adotando a abordagem de longo prazo. Isso é algo que tínhamos em mente desde o primeiro dia, e apenas foi questão de tomar a decisão. E o que era melhor para todos nós era ficar com toda a offseason e estar pronto para jogar no próximo ano”, observou o jovem jogador.

Jason Garrett, técnico dos Cowboys, preferiu não entrar em detalhes sobre a condição médica do linebacker, mas disse que o calouro fez “tremendo progresso”.

“Ele trabalhou duro para isso e não nos surpreende nem um pouco. Uma das razões pelas quais ele foi tão atraente para nós como jogador é apenas a abordagem que ele adota. Esses foram os relatórios das pessoas que passaram três anos ao lado dele em Notre Dame e essa foi nossa experiência com ele. Obviamente, ele teve uma lesão grave no joelho no ano passado, mas sentimos que ‘ei, se alguém pode dar a volta por cima disso, esse é o cara’. Ele tem uma atitude incrível, sempre otimista, sempre positivo e sempre trabalha muito duro”, elogiou o head coach.

Jaylon Smith, que era considerado uma escolha top 5 de draft antes de se lesionar, não poderá retornar às atividades até maio, quando começam as OTAs (organized team activities) dos Cowboys. O linebacker continua utilizando uma proteção na perna e afirmou que poderia atuar com o acessório se for preciso. Porém, se o nervo regenerar completamente, ele pode não precisar da proteção.

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top